mensagem

Mensagens

Teu tijolo de amor Nas fileiras do bem Tomadas de força Mensagem Dinheiro e Amor Esquema de Luz Divina Mão Realidade Frases Inferno Deus nos compreende Mensagem Entrega-te a Deus Na trilha da Caridade Súplica Crianças doentes Espiritismo Vozes do Espírito Mensagens aos Jovens Vencerás Oração no Trabalho Seja feita a Divina Vontade A Busca Conquista da paz Remuneração Espiritual Jesus está chamando Alma Querida Trecho de Paulo e Estevão Na Luta Vulgar Perdoa e Serve Diálogo Hoje é o tempo O Homem de Bem Vitória Abençoa e Segue Caridade Sempre Saudade Segue com Deus Canção para Jesus Mensagem Mensagem Conta com Deus Samaritanos e Nós Remorso Felicidade e Trabalho No Grupo Espírita Bichinhos Lembra-te Deles Cumprimento da lei Continuar e Recomeçar No Intercâmbio Dádivas de Amor Vida e Nós Tendes e Tereis Na grande escola Fala Amparando Mensagem Mensagem Glória do Bem Louvada Sejas Hospitalização Carcerária Notas da Libertação IV Súplica de Filho No Justo Momento Convites de Amigo Trabalho e Vida Trovas e Provas Granjeai Amigos Petição de Rapaz Mensagem Necessidade e Socorro Doação e Atitude Dinheiro Regressão da Memória Aviso Quando há Luz Rimário de Luz Painéis da Vida Chaves Libertadoras O Emprego Oração à Mulher Mais um pouco Importante Não Tema Oração por paciência Diretriz Fraquezas Depressões União sem adeus Luzes do entardecer Mensagem Coração Feliz Confia Sempre Confiando Sempre Dinheiro Dez Dicas Mensagem Mensagem Aos Caras Amigos Sinais de Luz Pedras da Vida Não te Queixes Saudade Supérfluo Reflexão No Abuso Dúvida Novidade Crítica e Serviço Remédio Das Invenções e Descobertas Natureza e Vida Nova Luz No Reino da Palavra A Arte Pura e os Artistas Verdadeiros Palavras e Ações Você e Nós Viver em Paz Mensagem Mensagem Prece da Serenidade Mensagem Mulher Ante o Natal Mensagem Enviados do Cristo Bagagem Erro Alheio Inimigos Herança Gurademos Saúde Mental Com Paciência É e Será Em casa Médiuns Transviados Êxito Amor Mudança Tudo Passa Vale o Silêncio Observação Declaração Oração perante Jesus Anotação de amigo O livro Rimário de luz Painéis da vida Ocasião ideal Alguns e nós Nos domínios da fala Prece de Cáritas O Mestre e o Apóstolo Pai Nosso Calma Mensagem Benefícios Imediatos Espírito de Verdade Mensagem A Paciência Mensagem e esperança Começos de Tarefa Sínteses doutrinárias Nossas Mães Mensagem Começar de novo Ante o desalento Presença do amor Petição do servidor Esforço Máximo Muitos te esperam Pagamento Culpa e Liberação Excesso Pedras da Vida A Paciência Sinais de Luz Ilumina onde estejas A igreja em casa o culto cristão no lar Como tratar a criança no regime habitual de educação? Essa criatura Devolução Deus sabe Receita contra o egoísmo Lembrança de amigo Oração do aprendiz Tranquilidade Reparemos nossas mãos Medicação As sentinelas da luz do santuário Fora da caridade não há salvação Culto do Evangelho no Lar Dissipando sombras Caravana e mensagem É e será Deus te guarda No cotidiano Definições Legenda Espírita Apoio Passado e Reencarnação Atritos Com paciência Pais Ação da Prece Prece do pão Somos companheiros No serviço assistencial Pétalas da primavera Passando pela Terra Prova de amor Em favor do mundo Tolerância Em seu auxílio Educação Jesus em casa No clima da oração A busca Sempre chamados Nossos irmãos Eles estão vivos Parentes Mortos Jovens difíceis Deus sabe Oração da Migalha. Dentro da Luta Tolerância em família Prova de amor Os três crivos No serviço assistencial Educação Apoio Passado e reencarnação Meu amigo muita paz Ver e ouvir Resposta de Mãe Cada dia Câmbio Divino O mais importante Vidas sucessivas Muitos te esperam Pagamento Êxito Amor Perante a Reencarnação Curso de Paz Como tratar a criança no regime habitual de educação? Benefício Corações o Herói Norma de Luz Amparo à criança Com todo amor Em favor do Mundo Rogativa da Juventude Cada Dia Câmbio Divino Lei do Trabalho Receita contra o egoísmo Prece de Cáritas


Teu tijolo de amor

És uma parcela do Infinito Amor, no rumo da Perfeição Infinita, e o primeiro sinal de que reconhece a excelsitude do teu destino é o esquecimento de ti mesmo, a benefício dos outros.
Por mais áspero seja o caminho, segue, pois, amando e servindo.
Não enumeres sacrifícios, nem contes dificuldades.
A glória da vida é doação permanente.
A estrela te envia luz, varando os empeços da sombra, e a raiz da planta que te estende a benção do fruto é constrangida a morar no limo do solo, a fim de sobreviver.
Não faltes ao amor que nunca te falta.
O objetivo fundamental de nossa presença, em qualquer estância do Universo, é o serviço que possamos prestar.
Paixões e ilusões que nos conturbem as horas, e mágoas ou provas que nos calcinem os sentimentos, afiguram-se convulsões necessárias no mundo de nossa alma em transformação e burilamento. Pairando muito além de semelhantes calamidades, permanece imperecível o bem que distribuiste, como sendo a tua riqueza eterna.
Raciocina e enternece-te. Pensa e auxilia.
Registrarás o verbo equívoco dos que se transviam temporariamente, asseverando que o mundo pertence aos que se façam bastante fortes na astúcia ou na opressão, que a bondade é um conceito perdido no trabalho da moderna civilização, mas seguirás adiante, compreendendo que ninguém confunde a justiça, ainda que se creia sob o manto ilusório da impunidade, e que o progresso material, sem amor que lhe garanta o equilíbrio, mais não é que uma exibição, de poder, endereçada ao campo de cinza.
Vive em tua época. Esforça-te e realiza, alegra-te e sofre com os teus contemporâneos; todavia, de quando em quando, recolhe-te ao abrigo da consciência e escuta as antigas verdades sempre novas que te anunciam o Reino de Deus!... Para reformulá-las, os Espíritos do Senhor se espalham presentemente no Planeta, constituindo legiões... Eles nos ensinam - a nós, os tarefeiros encarnados e desencarnados da seara enorme - que o ódio será banido das nações, que o egoísmo desaparecerá da Terra, que a ciência instruirá a ignorância, que a compaixão converterá todos os cárceres em sanatórios e que a educação espiritual extinguirá todos os focos de delinqüência!... Para isso, no entanto, eles te rogam o tijolo de trabalho e de amor que possas oferecer à sublime edificação.
Ama e serve sempre.
Tudo o que te aflige ou te espanta, nas conquistas da inteligência de hoje, representa ensaio da supercultura de que o mundo amanhã aproveitará o que seja melhor e, acima de todas as legendas que gritam ainda agora por fraternidade e reivindicação, ouviremos como proclamação mais alta a palavra de Jesus no apelo inesquecível: "Amai-vos uns aos outros como eu vos amei".
                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Nas fileiras do bem

Se pretendes manter posição, nas fileiras do bem, sustenta a própria fé na providência Divina.
Abraça o trabalho do bem aos outros com alegria.
Nao te comprometas com entretenimentos suscetíveis de arrojar-te a riscos desnecessários.
Evita relacionamentos incovenientes ou inúteis.
Nao adquiras compromissos acima das próprias forças e nem assumas débitos, para os quais não estejas dispondo das possibilidades de resgatar.
Procura o lado melhor das situações e pessoas para qualquer referência.
Detém-te no bem, com esquecimento do mal.
Nao sonegues auxílio e compreensão aos semelhantes.
Quando caias em erro, busca retificar-te, sem desculpismo.
Nao te entregues ao desânimo, em momento algum.
Aprende a colaborar com o bem do próximo, na convicção de que ninguém progride a sós.
Nao condenes.Convence-te que mesmo as criaturas claramente transviadas, um dia, alcançarão o caminho da libertação e da paz.
Nao aguardes ocorrências favoráveis para te harmonizares com a felicidade, reconhecendo que todos temos o dever de criar a felicidade possível para os outros, na certeza de que o benefício que nos decidirmos a doar, em auxílio de qualquer companheiro do caminho, será sempre parcela importante na soma de nosso próprio bem.
Trabalha e serve constantemente.
E certifica-te de que, onde o pensamento positivo do bem prevaleça, aí brilha o caminho do aperfeiçoamento de nossas almas para Deus, fortalecendo-nos para que estejamos na realização do melhor.

                                              Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Tomadas de Força

Partindo da certeza de que toda atitude é suscetível de ser imitada, compreendamos que o contágio da violência, em muitos casos, pode ser evitado, se não lhe oferecermos determinados pontos de ligação.
Os pontos a que nos referirmos são de caracteres diversos, tais quais sejam:
Gritos inúteis.
Brincadeiras de mau gosto.
Reclamações agressivas.
Idéias de ódio.
Intolerância em casa.
Descortesias na rua.
Gestos de vingança.
Comentários infelizes.
Respostas deprimentes.
Perguntas sem necessidade.
Críticas.
Palavrões.
Ironias.
Azedume.
Cólera.
Impaciência.
Observemos que a energia elétrica, quase sempre, se aplica através de tomadas e convençamo-nos de que a força mental funciona, também, assim.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Mensagem

Muitas vezes, solicitas orientação para a vida espiritual.
Entretanto, medita:
Desejando, sentes.
Pensando, comunicas.
Comunicando-te, realizas.
Realizando, semeias.
Semeando, colherás.
Hoje, possuímos o que plantamos.
No futuro, teremos o que estamos fazendo.
Assim criamos o próprio destino usando as bençãos de Deus, através das quais receberemos da Sabedoria da Vida os resultados ou frutos de nossa próprias obras.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Dinheiro e Amor

Diante do bem, não pronuncies a palavra "impossível".
Certamente, sofres a dificuldade dos que herdaram a luta por preço das menores aquisições. Ainda assim, lembra-te de que a virtude não reside no cofre.
Onde encontrarias ouro puro a fazer-se pão na caçarola dos infelizes?
Em que lugar surpreenderias frágil cobertor tecido de apólices para agasalhar a criança largada ao colo da noite?
Entretanto, se o amor te faz lume no pensamento, arrebatarás à imundície a derradeira sobra da mesa, convertendo-a no caldo reconfortante para o enfermo esquecido, e farás do pano pobre o abrigo providencial em favor de quem passa, relegado à interpérie.
Uma garganta de pérolas não emite pequenina frase consoladora e um crânio esculpido de pedras raras não deixa passar leve fio de ideação.
Todavia, se o amor te palpita na alma, podes falar a palavra renovadora que exclui o poder das trevas e inspirar o trabalho que expresse o apoio e a esperança de muita gente.
Respeita a moeda capaz de fazer o caminho das boas obras, mas não esperes pelo dinheiro a fim de ajudar.
Hoje mesmo, em casa, alguém te pede entendimento e carinho e, além do reduto doméstico, legiões de pessoas aguardam-te os gestos de fraternidade e compreensão.
Recorda que a fonte da caridade tem nascedouro em ti mesmo e não descreias da possibilidade de auxiliar.
Para transmitir-nos semelhante verdade, Jesus, a sós, sem fiança terrestre, usou as margens de um lago simples, ofertou simpatia aos que lhe buscavam a convivência, confortou os enfermos da estrada, falou do Reino de Deus a alguns pescadores de vida singela e transformou o mundo inteiro, revelando-nos, assim, que a caridade tem o tamanho do coração.

                                               MEIMEI
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Esquema de Luz

Não chores. Trabalha sempre.
Não condenes. Abençoa.
Não te revolts. Perdoa.
Cultiva o amor fraternal.
Não te detenhas. Prossegue.
Nada reclames. Confia.
Busca a celeste alegria,
doando o bem pelo mal.
Não te lastimes. Espera.
Não combatas. Colabora.
Serve e serve, hora por hora no Ideal que te conduz.
E encontraremos mais cedo.
No amor unido à verdade, a luz da felicidade em nosso esquema de luz.

                                         Maria Dolores
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Divina Mão

Meus caros amigos, que as Forças Divinas vos concedam muita paz espiritual.
Guardai o vosso salário de tranqüilidade no dever cumprido.
Bem poucas consciências encarnadas podem fazer semelhante colheita, nesta hora da humanidade terrestre, em que tantas tempestades cobrem o céu.
Vivemos uma grande época planetária - época de dor e esperança, discórdia e renovação, sofrimento e ansiedade.
Que o Senhor nos dê a Sua Divina Mão.
Que a Paz d'Ele esteja aqui, como sempre, são os sinceros votos do irmão e servo.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Realidade

Quem trabalha para o Bem,
sem qualquer reclamação,
está sob a lei de Deus no esforço de elevação.
Mas quem fere os semelhantes com lâminas de tristeza,
não está na lei de Deus,
nem da própria Natureza.

                                       Casimiro Cunha
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Frases

Cura a catarata e a conjuntivite, mas corrige a visão espiritual de teus olhos.

Viver de qualquer modo é de todos, mas viver em paz consigo mesmo é serviço de poucos.

                                            Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Inferno

Quase todas as escolas religiosas falam do inferno de penas angustiosas e horríveis, onde os condenados experimentam torturas eternas. São raras, todavia, as que ensinam a verdade da queda consciencial dentro de nós mesmos, esclarecendo que o plano infernal e a expressão diabólica encontram início na esfera inferior de nossas próprias almas.

                                         André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Deus nos compreende

Se erraste, pensa no auxílio que podes prestar aos outros e corrige-te trabalhando.
Não te condenes.
Serve mais.
Deus nos compreende.

                                              Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Mensagem

Reconhece-se a qualidae dos Espíritos pela sua linguagem; a dos Espíritos verdadeiramente bons e superiores é sempre digna, nobre, lógica, isenta de contradições; respira a sabedoria, a benevolência, a modéstia e a moral mais pura; é concisa e sem palavras inúteis. Nos Espíritos inferiores, ignorantes, ou orgulhosos, o vazio das idéias é quase sempre compensado pela abundância de palavras. Todo pensamento evidente falso, toda máxima contrária à sã moral, todo conselho ridículo, toda expressão grosseira, trivial ou simplesmente frívola, enfim, toda marca de malevolência, de presunção ou arrogância, são sinais incontestáveis de inferioridade num Espírito.

                                       Allan Kardec
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Entrega-te a Deus

Procuraste remédio
Para o mal que te aflige.
Repouso demorado
Ampliou-te a aflição.
Longas explicações
Aumentaram-te a dor.
Companhias aos montes
Fizeram-te mais só.
Detém-te, ora e reflete,
Contemplando a ti mesmo.
Se pretendes curar-te,
Busca entregar-te a Deus.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Na trilha da Caridade

Não condenes o mundo. A Caridade em cada gesto e em cada frase acende o clarão de uma benção. Será talvez por isso que a Sabedoria Divina ergueu o cérebro, acima do tronco, por almenara de luz, como a dizer-nos que ninguém deve agir sem pensar, mas, entre a cabeça que reflete e as mãos que auxiliam, situou o coração por estrela de amor, fulgurando no meio.
Não te esqueças que o mundo é a criação de Deus.

                                              Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Súplica

Senhor! Enquanto a Terra se transforma,
lembrando mar revolto ante a benção celeste,
dá-nos força de seguir a vida
a luz que nos legaste, o exemplo que nos deste...

Auxilia-nos, Mestre, a suportar, sem queixa,
luta, dificuldade, crise, prova...
Que aceitemos contigo a dor por instrumento,
Que burila e renova.

Quando a pertubação nos assalte o roteiro,
Não nos deixes ferir ou desprezar alguém
e mostra-nos no mal que nos espanque e humilhe
a visita do bem.

Leva-nos a saber que o mal também trabalha
e espera
e induze-nos a ver, em nossos vãos temores,
que o diamante já foi carvão pobre e
esquecido,
que muito espinheiral é viveiro de flores.

Ante ofensas, pedradas e agressões,
que, em teu nome, possamos acolhê-las,
como quem agradece a escuridão da noite
para guardar em prece a visão das estrelas!

Sobretudo, dirige-nos o passo,
seja onde for e seja com quem for,
ao clarão da bondade infatigável,
para o culto do amor.

Que toda criatura do caminho
encontre em nosso apoio um braço irmão.
Que vejamos, nos últimos da estrada,
filhos do coração.

Concede-nos o dom de descobrir
na imensa multidão atirada ao relento,
nos irmãos em revolta, agarrados à sombra,
nossa própria família em sofrimento.

Ensina-nos, Jesus, que os bens de que
dispomos
são empréstimos teus
e faze-nos sentir que onde houver caridade,
aí brilha mais alta a presença de Deus.

                                         Maria Dolores
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Crianças doentes

Acalentas nos braços o filhinho robusto que o teu lar te trouxe e, com razão, te orgulhas dessa pérola viva. Os dedos lembram flores desabrochando, os olhos trazem fulgurações dos astros, os cabelos recordam estrigas de luz e a boca assemelha-se a concha nacarada em que os teus beijos de ternura desfalecem de amor.
Guarda-o, de encontro ao peito, por tesouro celeste, mas estende compassivas mãos aos pequeninos enfermos que chegam à Terra, como lírios contundidos pelo granizo do sofrimento.
Para muito deles, o dia claro ainda vem muito longe...
São aves cegas que não conhecem o próprio ninho, pássaros mutilados, esmolando socorro em recantos sombrios da floresta do mundo... Às vezes, parecem anjos pregados na cruz de um corpo paralítico ou mostram no olhar a profunda tristeza da mente anuviada de densas trevas.
Há quem diga que devem ser exterminados para que os homens não se imquietem; contudo, Deus, que é a Bondade Perfeita, no-los confia hoje, para que a vida amanhã, se levante mais bela.
Diante, pois, do teu filhinho quinhoado de reconforto, pensa neles!... São nossos outros filhos do coração, que volvem das existências passadas, mendigando entendimento e carinho, a fim de que se desfaçam dos débitos contraídos consigo mesmo...
Entretanto, não lhes aguardes rogativas de compaixão, de vez que, por agora, sabem tão-somente padecer e chorar.
Enternece-te e auxilia-os, quanto possas!...
E, cada vez que lhes ofertes a hora de assistência ou a migalha de serviço, o leito agasalhante ou a lata de leite, a peça de roupa ou a carícia do talco, perceberás que o júbilo do Bem Eterno te envolve a alma no perfume da gratidão e na melodia da benção.

                                               Meimei
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Espiritismo

O espiritismo é a ilha da Bonança,
No oceano de lágrima e dor,
Onde o homem cansado e sofredor
Encontra o porto amigo da Esperança.

Porto claro e feliz, onde a alma alcança
Os tesouros de fé, de crença e amor,
Sob as bençãos divinas do Senhor,
E onde a vida decorre calma e mansa.

É na doutrina da Fraternidade,
Que o coração de toda a Humanidade
Há de alcançar mais vida, paz e luz.

Somente o seu ensino verdadeiro,
Pode reunir, na Terra, o mundo inteiro
No Evangelho sublime de Jesus.

                                          João de Deus
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Vozes do Espírito

A Natureza é minha Mãe.
O Universo é meu Caminho.
A Eternidade é meu Reino.
A Imortalidade é minha Vida.
A Mente é meu Lar.
O Coração é meu Templo.
A Verdade é meu Culto.
O Amor é minha Lei.
A Forma em sí é minha Manifestação.
A Consciência é meu Guia.
A Paz é meu Abrigo.
A Experiência é minha Escola.
O Obstáculo é minha Lição.
A Dificuldade é meu Estímulo.
A Alegria é meu Cântico.
A Dor é meu Aviso.
A Luz é minha Realização.
O Trabalho a minha Benção.
O Amigo é meu Companheiro.
O Adversário é meu Instrutor.
O Próximo é meu Irmão.
A Luta é minha Oportunidade.
O Passado a minha Advertência.
O Presente a minha Realidade.
O Futuro a minha Promessa.
O Equilíbrio é minha Atitude.
A Ordem é minha Senha.
A Beleza é meu Ideal.
A Perfeição é o meu Destino.

                                           O ESPÍRITO
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Mensagem aos Jovens

Meu jovem amigo.
A mocidade cristã é a primavera bendita de luz anunciando o aperfeiçoamento da Terra.
Aceita, com ânimo firme, o roteiro que o Mestre Divino nos oferece.

Coração terno.
Consciência limpa.
Mente pura.
Sentimento nobre.
Conduta reta.
Atitude valorosa.
Disposição fraternal.

O coração aberto às sugestões do bem aclara a consciência, dilatando-lhe a grandeza.

A consciência sem mancha ilumina a mente, renovando-lhe as manifestações.

O sentimento enobrecido orienta a conduta, mantendo-a nos caminhos retos.

A conduta irrepreensível determina a atitude valorosa no desempenho do próprio dever e no trabalho edificante.

O gesto louvável conduz à fraternidade, em cujo clima conquistamos a compreensão, o progresso e o mérito.

Coração aberto à influência de Jesus para enriquecer a vida...

Disposição fraternal de servir, incessantemente às criaturas para que o amor reine, soberano...

Eis, meu amigo, em suma, o roteiro com que a mocidade cristã colaborará no aprimoramento do mundo.

                                           Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Vencerás

Não desanimes.
Persiste mais um tanto.
Não cultive pessimismo.
Esquece as sugestões do medo destrutivo.
Segue adiante, mesmo varando a sombra dos próprios erros.
Avança ainda que seja por entre lágrimas.
Trabalha constantemente.
Edifica sempre.
Não consintas que o gelo do desencanto te entorpeça o coração.
Não te impressione a dificuldade.
Convence-te de que a vitória espiritual é construção para o dia-a-dia.
Não desista da paciência.
Não creias em realização sem esforço.
Silêncio para a injúria.
Olvido para o mal.
Perdão às ofensas.
Recorda que os agressores são doentes.
Não permitas que os irmãos desequilibrados te destruam o trabalho ou te apaguem a esperança.
Não menosprezes o dever que a consciência te impõe.
Se te enganaste em algum trecho do caminho, reajusta a própria visão e procura o rumo certo.
Não contes vantagens, nem fracassos.
Estuda buscando aprender.
Não te voltes contra ninguém.
Não dramatizes provocações ou problemas.
Conserva o hábito da oração para que se te faça luz na vida íntima.
Resguarda-te em Deus, persevera no trabalho que Deus te confiou.
Ama sempre, fazendo pelos outros o melhor que possas realizar.
Age auxiliando.
Serve sem apego.
E assim vencerás.

                                              Emannuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Oração no Trabalho

Senhor!
Ensina-nos a trabalhar mais, produzindo mais, e a produzir mais, a fim de conquistarmos recursos maiores, para distribuir o auxílio sempre mais amplo de Tua Misericórdia.
E ensina-nos, Senhor, a descansar menos, pedindo menos, e a pedir menos, a fim de pesarmos menos em nossos semelhantes, para exigir menos, de modo a nos sentirmos menos fracos para servir em Tua Bondade.
Senhor!
Tanto quanto nos seja possível receber, concede-nos mais trabalho para sermos mais úteis e que sejamos sempre menos nos, diante de Ti, a fim de que estejas mais em nós, hoje e sempre.
Assim seja.

                                    Bezerra de Menezes
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Seja feita a Divina vontade

Não aflijas o próprio coração, pedindo ao Céu aquilo que realmente não constitui nossa necessidade essencial.
Recorda, em tuas orações, que a Vontade Divina endereça-nos, cada dia, concessões que representam a provisão de recursos imprescindíveis ao nosso enriquecimento real.
Observa, sucessividade das horas, as bênçãos do Todo Misericordioso.
Aparecem, quase todas, em forma de trabalho nos pequenos sacrifícios que o mundo nos reclama.
Aqui, é a família exigindo compreensão.
Ali, é uma obrigação social que devemos cumprir.
Além, é o imposto do reconhecimento que não nos cabe sonegar.
Mais além é o companheiro de caminho que nos pede auxílio e entendimento.
Guarda a boa vontade no coração e o serviço nas atitudes, à frente da Humanidade e da Natureza, e perceberás que não é preciso bater às Portas do Céu com demasiadas súplicas ou com excessivas aflições.
Repara os nossos irmãos menos felizes que procuram a fortuna amoedada ou que buscaram os títulos da autoridade terrena.
Quae todos avançam atormentados, ao calor de brazeiros invisíveis, suspirando pela paz que temporariamente perderam, em recebendo compromissos prematuros.
É possível que sejas convocadoa à luta da direção ou à mordomia do ouro; é provável que amanhã sejas conduzido aos mais altos postos, na orientação do povo ou no esclarecimento das almas...
Se isso, porém, está nos Desígnios do Senhor, não precisas inquietar-te através de requisições e rogativas sem qualquer razão de ser.
Não intentes a aquisição de bens ou responsabilidades para as quais ainda não te habilitaste.
A árvore, sem angústia, cresce para a colheita e a fonte, sem violência, desliza no espaço e no tempo, acabando por encontrar a serenidade do grande oceano.
Cumpre o dever de hoje, com segurança e tranqüilidade, sê, antes de tudo, correto e irrepreensível para com os outros e para contigo mesmo, e o Plano da Eterna Sabedoria te alçará gradativamente a serviços sempre mais expressivos e sempre mais importantes, porque na confiança de tua fidelidade ao Bem, estarás repetindo com o Amor de Jesus: "Seja feita, Senhor, a Tua Vontade, assim na Terra como nos Céus".

                                              Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


A Busca

Fita a subida áspera e empedrada,
Que se alteia, maciça, à nossa frente,
Carrega a própria cruz na alma cansada
E guarda o coração feliz e crente

Nas paisagens da senda, não há flores,
Apenas cascalho se amontoa,
Mas, em torno de ti, os irmãos sofredores
Lembram a paz da fé que os renova e abençoa.

Segue de passo lento... A turba te acompamha...
Companheiros pararam na montanha.
Recusando o trabalho, a dor e a cruz;
Mas sentindo-te os dons no coração amigo,
Ergue-se-ão do pó e seguirão contigo,
Procurando Jesus.

                                         Maria Dolores
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Conquista da Paz

Procuras a paz...
Obterás semelhante benção...
Não retendo excessos de recursos amoedados sem utilidade...
Não fugindo às obrigações com as quais te comprometeste...
Não cultivando rebeldia, menosprezando o trabalho que te sustenta...
Não mergulhando os próprios sentimentos em paixões desenfreadas...
Não com a indiferença pelas necessidades e provações dos companheiros da caminhada humana aos quais a própria vida te pede considerar e auxiliar...
A paz virá ao teu encontro , e residirá contigo, sempre que te mantenhas na consciência tranqüila, sobre os alicerces do teu próprio dever retamente cumprido.

                                          Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Remuneração Espiritual

Além do sálario amoedado o trabalho se faz invariavelmente, seguido de remuneração espiritual respectiva, da qual salientamos alguns dos itens mais significativos:
acende a luz da experiência; ensina-nos a conhecer as dificuldades e problemas do próximo, induzindo-nos, por isso mesmo, a respeitá-lo; promove a auto-educação; desenvolve a criatividade e a noção de valor do tempo; imuniza contra os perigos da aventura e do tédio; estabelece apreço em nossa área de ação; dilata o entendimento; amplia-nos o campo das relações afetivas; atrai simpatia e colaboração; extingue, a pouco e pouco, as tendências inferiores que ainda estejamos trazendo de existências passadas.
Quando o trabalho, no entanto, se transforma em prazer de servir, surge o ponto mais importante da remuneração espiritual:
toda vez que a Justiça Divina nos procura no endereço exato para execução das sentenças que lavramos contra nós próprios, segundo as leis de causa e efeito, se nos encontra em serviço ao próximo, manda a Divina Misericórdia que a execução seja suspensa, por tempo indeterminado.
E, quando ocorre, em momento oportuno, o nosso contato indispensável com os mecanismos da Justiça Terrena, eis que a influência de todos aqueles a quem, porventura, tenhamos prestado algum benefício aparece em nosso auxílio, já que semelhantes companheiros se convertem espontâneamente em advogados naturais de nossa causa, amenizando as penalidades em que estejamos incursos ou suprimindo-as, de todo, se já tivermos resgatado em amor aquilo que devíamos em provação ou sofrimento, para a retificação e tranquilidade em nós mesmos.
Reflitamos nisso e concluamos que trabalhar e servir, em qualquer parte, ser-nos-ão sempre apoio constante e promoção à Vida Melhor.

                                          Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Jesus está chamando

Desde a primeira hora do Apostolado Divino, Jesus está chamando cooperadores para os serviços de extensão do Reino de Deus na Terra.
A princípio, buscou Pedro e André, os pescadores humildes, a tarefa de salvação.
Convocou Mateus, o administrador de impostos, à coleta de bens do Céu.
Trouxe Maria de Magdala, a obsidiada de vários demônios, à necessária renovação.
Convidou Joana, a esposa admirável de ilustre funcionário do bem público, ao concurso fraterno.
Chamou Zaqueu, o mordomo da fortuna, do alto do sicômoro, ao esforço de benemerência.
Exaltou em Maria da Betânia o valor da meditação.
Requisitou Marta, a preocupada servidora doméstica, às obras do pensamento sublime.
Acordou Nicodemos, o mestre intelectual de Israel, para o ministério da santificação.
Ergueu Lázaro, no sepulcro, para a manifestação do Divino Poder.
E ainda, no último dia e na derradeira hora, despertou um ladrão crucificado para a divina esperança.
Em todos os vinte séculos de Cristianismo que estamos vivendo, o Senhor está chamando colaboradores para a sua obra excelsa de redenção e aprimoramento.
Há servico para cada um e degraus iluminativos para todos.
Para onde segues, irmão?
Jesus, por nós, imolou-se na cruz.
Que fazemos nós por Ele?
                                          Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Alma Querida

Alma da caridade, viva e pura,
Que abres a mão fraterna de mansinho,
Jesus recolhe a gota de carinho,
Que derramas na chaga da amargura.

Essa doce migalha de ternura
Para quem luta e chora no caminho,
É como a rosa perfumando o espinho
Ou como a estrela para a noite escura.

Como crês? Ninguém sabe... O mundo apenas
Sabe que és luz nas aflições terrenas,
Pela consolação que te abençoa.

Seja qual for o templo que te exprime,
Deus te proteja o coração sublime
Alma querida e bela, humilde e boa.

                                         Auta de Souza
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Do livro Paulo e Estevão

...Poderemos atender muitos doentes, ofertar um leito de repouso aos mais infelizes; mas sempre houve e haverá corpos enfermos e cansados, na Terra. Na tarefa cristã, semelhante esforço não poderá ser esquecido, mas a iluminação do espírito deve estar em primeiro lugar. Se o homem trouxesse o Cristo no íntimo, o quadro das necessidades seria completamente modificado. A compreensão do Evangelho e da exemplificação do Mestre renovaria as noções de dor e sofrimento. O necessitado encontraria recursos no próprio esforço, o doente sentiria, na enfermidade mais longa, um escoadouro das imperfeições; ninguém seria mendigo, porque todos teriam luz cristã para o auxílio mútuo, e, por fim, os obstáculos da vida seriam amados como corrigendas benditas de Pai amoroso a filhos inquietos...

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Na Luta Vulgar

Não é preciso morrer na carne para conhecer a lei das compensações.
Reparemos a luta vulgar.
O homem que vive na indiferença pelas dores do próximo, recebe dos semelhantes a indiferença pelas dores que lhe são próprias.
Afastemo-nos do convívio social e a solidão deprimente será para nós a resposta do mundo.
Se usamos severidade para com os outros, seremos julgados pelos outros com rigor e aspereza.
Se praticamos, em sociedade ou em família, a hostilidade e a aversão, entre parentes e vizinhos encontraremos a antipatia e a desconfiança.
Se insultarmos nossa tarefa com a preguiça, nossa tarefa relegar-nos-á à inaptidão.
Um gesto de carinho para com o desconhecido na via pública granjear-nos-á o concurso fraterno dos grupos anônimos que nos cercam.
Pequeninas sementeiras de bondade geram abençoadas fontes de alegria.
O trabalho bem vivido produz o tesouro da competência.
Atitudes de compreensão e gentileza estabelecem solidariedade e respeito, junto a nós.
Otimismo e esperança, nobreza de caráter e puras intenções, atraem preciosas oportunidades de serviço, em nosso favor.
Todo dia é tempo de semear.
Todo dia é dia de colher.
Não é preciso atravessar a sombra do túmulo para encontrar a justiça, face a face. Nos princípios de causa e efeito, achamo-nos incessantemente sob a orientação dele, em todos os instantes de nossa vida.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Perdoa e Serve

A mágoa não te aborreça
Nem te conturbe a alma aflita,
A frase que seja dita
Destacando a sombra e o mal.
A Terra é uma grande escola
De beleza indefinida,
Mas, por vezes, tem na vida
A importância do hospital.

Quantos amigos encontras
De cabeça erguida à frente,
Sem mostrar a alma doente
Sob a forma juvenil;
Esse transporta consigo
As trevas de ódio violento,
Outro guarda o sofrimento
Que vem de amarguras mil.

Aquela mulher vistosa
De porte belo e perfeito
Exibe uma cruz no peito
Por adorno de eleição;
Mas, embora viva em festa,
Carrega junto a quem ama
Uma cruz de pedra e lama
Por dentro do coração.

Alma querida, não deixes
Que a mágoa te busque ou vença,
Perdoa qualquer ofensa,
Seja essa ofensa qual for;
Na luta entre o bem e o mal
Na construção do porvir,
Triunfa quem sabe agir
Usando a benção do amor.

                                       Maria Dolores
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Diálogo

Dizem que, em certo dia, o Servidor abatido pelo desemprego, indagou ao Trabalho:
- Por que me demitiste do teu apoio?
- E o Trabalho, com tristeza, formulou esta contra-pergunta:
- Por que te revoltaste contra mim?

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Hoje é o tempo

Ontem, foste o que eras.
Amanhã, serás o que fizeres de ti.
Hoje, porém, és o que és.
Por isso mesmo, não te detenhas.
Aproveita agora para realizar o bem que deves e já possa fazer.

                                            Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


O Homem de Bem

O verdadeiro homem de bem é aquele que pratica a lei de justiça, de amor e caridade, na sua maior pureza. Se interroga a sua consciência sobre os próprios atos, pergunta se não violou essa lei, se não cometeu o mal, se fez todo o bem que podia, se não deixou escapar voluntariamente uma ocasião de ser útil, se ninguém tem do que se queixar dele, enfim, se fez aos outros tudo aquilo que queria que os outros fizessem por ele.
Tem fé em Deus, na sua bondade, na sua justiça e na sua sabedoria; sabe que nada acontece sem a sua permissão, e submete-se em todas as coisas à sua vontade.
Tem fé no futuro, e, por isso, coloca os bens espirituais acima dos bens temporais.
Sabe que todas as vicissitudes da vida, todas as dores, todas as decepções, são provas ou expiações, e as aceita sem murmurar.
O homem possuído pelo sentimento de caridade e amor ao próximo faz o bem pelo bem, toma a defesa do fraco contra o forte e sacrifica sempre o seu interesse à justiça.
Encontra sua satisfação nos benefícios que distribui, nos serviços que presta, nas venturas que promove, nas lágrimas que faz secar, nas consolações que leva aos aflitos. Seu primeiro impulso é o de pensar nos outros, antes que em si mesmo, de tratar dos interesses dos outros, antes que dos seus. O egoísta, ao contrário, calcula os proveitos e as perdas de cada ação generosa.
É bom, humano e benevolente para com todos, sem distinção de raças, nem de crenças, porque vê todos os homens como irmãos.
Respeita nos outros todas as convicções sinceras, e não lança o anátema aos que não pensam como ele.
Em todas as circunstâncias, a caridade é o seu guia. Considera que aquele que prejudica os outros com palavras maldosas, que fere a suscetibilidade alheia com o seu orgulho e o seu desdém, que não recua à idéia de causar um sofrimento, uma contrariedade, ainda que ligeira, quando a pode evitar, falta ao dever do amor ao próximo e não merece a clemência do Senhor.
Não tem ódio nem rancor, nem desejos de vingança. A exemplo de Jesus, perdoa e esquece as ofensas, e não se lembra senão dos benefícios. Porque sabe que será perdoado, conforme houver perdoado.
É indulgente para as fraquezas alheias, porque sabe que ele mesmo tem necessidade de indulgência, e se lembra destas palavras do Cristo: "Aquele que está sem pecado atire a primeira pedra".
Não se compraz em procurar os defeitos dos outros, nem a pô-los em evidência. Se a necessidade o obriga a isso, procura sempre o bem que pode atenuar o mal.
Estuda as suas próprias imperfeições, e trabalha sem cessar em combatê-las. Todos os seus esforços tendem a permitir-lhe dizer, amanhã, que traz em si alguma coisa melhor do que na véspera.
Não tenta fazer valer nem seu espírito, nem os seus talentos, às expensas dos outros. Pelo contrário, aproveita todas as ocasiões para fazer ressaltar as vantagens dos outros.
Não se envaidece em nada com a sua sorte, nem com os seus predicados pessoais, porque sabe que tudo quanto lhe foi dado pode ser retirado.
Usa, mas não abusa dos bens que lhe são concedidos, porque sabe tratar-se de um depósito, do qual deverá prestar contas, e que o emprego mais prejudicial para si mesmo, que poderá dar-lhes, é pô-los ao serviço da satisfação de suas paixões.
Se nas relações sociais alguns homens se encontram na sua dependência, trata-os com bondade e benevolência. porque são seus iguais perante Deus. Usa sua autoridade para erguer-lhes a moral, e não para os esmagar com o seu orgulho, e evitar tudo quanto poderia tornar mais penosa a sua posição subalterna.
O subordinado, por sua vez, compreende os deveres da sua posição e têm o escrúpulo de procurar cumpri-los conscienciosamente.
O homem de bem, enfim, respeita nos seus semelhantes todos os direitos que lhe são assegurados pelas leis da natureza, como desejaria que os seus fossem respeitados.
Esta não é a relação completa das qualidades que distinguem o homem de bem, mas quem quer que se esforce para possuí-las, estará no caminho que conduz às demais.

                                O Evangelho segundo o Espiritismo
Codificado por Allan Kardec

Voltar para o início da página.


Vitória

Não adianta vencer sem melhorar-nos.
O lugar em que você vive é o seu campo de ação.
Os inimigos a vencer estão em nós mesmos.
Os outros são sempre o público que nos segue.
O seu setor de engajamento é o seu próprio trabalho.
Comandos e ordenações, companheiros e inspetores são os parentes e amigos.
As suas armas eficientes, e das mais importantes, são o amor e a humildade, o conhecimento e a paciência.
Ordens a observar: trabalhar e servir.
Programa diário: "amar o próximo como a si mesmo".
Sinal de promoção: dever cumprido.
Marca de vitória: alegria interior com a benção de Deus que nenhuma palavra do mundo consegue traduzir.

                                          André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Abençoa e Segue

Fita a caravana de companheiros que renteiam contigo, na via pública, e reconhecerás na face de cada um, quase sempre, apreensões e desgostos, a te pedirem simpatia e compreensão.
O cavalheiro bem posto, que passa no carro de luxo, talvez esteja seguindo ao encontro de credores implacáveis, cujas exigências lhe amargam os dias.
A dama que surge, causando admiraçào pelos dotes de elegância e beleza, possivelmente, estará suportando espinhoso fardo de inquietações.
O atleta que aplaudes, partilhando o delírio da multidão, em muitos casos, terá sofrido inesperada perda afetiva e, embora apareça sorrindo, muitas vezes, tem o íntimo embraseado de angústia.
E aquela própria criança inteligente e robusta que observas sob a tutela de alguém, talvez esconda consigo a dor de haver perdido o pai que a trouxe ao mundo.
Na apreciação acerca de alguém ou no exame de situações determinadas, usa a misericórdia, a fim de que te vejas no caminho certo.
Abençoa e segue adiante.
Na Terra, comumente, afrontada de condenações, sê a presença da paz e o reconforto da benção.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Caridade Sempre

Serve, perdoa e passa,
Eis os clarões da senda.

A estrada para cima
Chama-se Caridade.

Onde a sombra persista
Faze mais luz e segue.

É na palma de espinhos
Que o Céu instala as rosas.

Coração a que ampares
É novo passo à frente.

Na plantação do Bem
Deus espera por ti.

                                          Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Saudade

À minha mãe.

Quantas cidades vi!... Pelas estradas,
Pensava em ti, de caminho a caminho!...
Ansiava chegar ao nosso ninho,
Para beijar-te, enfim, as mãos cansadas...

Voltava ao nosso sítio sem vizinho,
Onde fazia as minhas traquinadas,
Sem esquecer-te as preces de carinho,
Que tenho na memória, resguardadas.

Tudo passou... O tempo corre e avança,
Apenas teu amor me domina a lembrança...
Teus canteiros de flores onde estão?

Vives no Alto Além... Estás, porém comigo,
Quero rever-te em nosso lar antigo,
Na saudade sem fim do coração!...

                                        Antonio Serra
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Segue com Deus

Não temas o caminho
Onde o bem permanece "Deus está"
Trabalhe e serve sempre,
Deus te inspira e resguarda.
Não receies perigos, Deus te garante a paz.
Sangram-te os pés na marcha
Deus te trará descanso.
Companheiros se foram,
Deus jamais te abandona
Por nada te amendrontes
Segue e confia em Deus.

                                          Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Canção para Jesus

Desejava, Jesus,
Ter um grande armazém
De bondade constante
Maior do que os maiores que conheço
Para entregar sem preço
Às criaturas de qualquer idade
As encomendas de felicidade
Sem perguntar a quem.

Eu desejava ter um braço mágico
Que afagasse os doentes
Sem qualquer distinção
E um lar onde coubesse
Todas as criancinhas
Para que não sentissem solidão.
Desejava, Senhor,
Todo um parque de amor
Com flores que cantassem,
Embalando os pequeninos
Que se encontram no leito
Sem poderem sair,
E uma loja de esperança
Para todas as mães.

Eu queria ter comigo
Uma estrela em cuja luz
Nunca pudesse ver
Os defeitos do próximo
E dispor de uma fonte cristalina
De água suave e doce
que pudesse apagar
Toda palavra que não fosse
Vida e felicidade.

Eu queria plantar
Um jardim de união
Junto de cada moradia
Para que as criaturas se inspirassem
No perfume da paz e da alegria.

Eu queria, Jesus,
Ter os teus olhos
Retratados nos meus
A fim de achar nos outros,
Nos outros que me cercam,
Filhos de Deus
E meus irmãos que devo compreender e respeitar.

Desejava, Senhor, que a benção do Natal
Estivesse entre nós, dia por dia,
E queria ter sido
Uma gota de orvalho
Na noite em que nasceste
A refletir,
Na pequenez de minha condição,
A luz que vinha da canção
Entoada nos Céus:
-"Glória a Deus nas Alturas,
Paz na Terra,
Boa Vontade em tudo,
Agora e para sempre!..."

                                             Meimei
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Mensagem

Não nos iludamos. Mais dia, menos dia, todos sofrem. Há, contudo, quem sofra com revolta, com desânimo ou com desespero, perdendo ovalor da prova em que se vê.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Mensagem

A calma e a resignação hauridas da maneira de considerar a vida terrestre e da confiança no futuro, proporcionam ao Espírito uma serenidade que é o melhor preservativo contra a loucura eo suícidio.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Conta com Deus

Não te queixes. Trabalha.
Não te desculpes. Aceita.
Não te lastimes. Age.
Não provoques. Silencia.
Não acuses. Ampara.
Não te irrites. Desculpa.
Não grites. Pondera e explica.
Não reclames. Coopera.
Não condenes. Socorre.
Não perturbes. Espera.
Nada exija dos outros.
Conta sempre com Deus.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Samaritanos e Nós

Quem de nós não terá caído, alguma vez, em abandono ou penúria, aflição, amargura, engano ou perturbação?
À face disso, para nós o samaritano da bondade - a criatura que nos reergue ou reanima - será sempre aquela pessoa:
que nos acolhe nos dias de tristeza com a mesma generosidade com que nos abraçe nos instantes de alegria;
que nos estima, assim tais quais somos, se reclamar-nos espetáculos de grandeza, de um dia para outro;
que nos levanta do chão das próprias quedas para o regaço da esperança, sem cogitar de nossas fraquezas;
que nos alça do precipício da desilusão ao clima do otimismo, sem reprovar-nos a imprevidência;
que nos ouve as queixas reiteradas, rearticulando sem aspereza o verbo da paciência e da compreensão;
que nos estende essa ou aquela porção dos recursos de que disponha, em favor da solução de nossos problemas, sem pedir o relatório de nossas necessidades e compromissos;
que nos oferece esclarecimento, sem ferir-nos o brio;
que nos ilumina na fé, sem destruir-nos a confiança;
que se transforma em harmonia e concurso fraterno, seja em nossa casa, ou no grupo em que trabalhamos;
que se nos converte no cotidiano em apoio e cooperação, sem exigir-nos tributos de reconhecimento;
que, por fim, se transubstancia, em nosso benefício, em luz e consolação, amparo e benção.

Detenhamo-nos a pensar nisso e lembrando, reconhecidamente, quantos se nos fazem samaritanos do auxílio e da bondade, nas estradas da existência, recordemos a lição de Jesus e, diante dos outros, sejam eles quem sejam, façamos nós o mesmo.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Sanctify Yourself.

Voltar para o início da página.

Remorso

Agradece os encargos que a vida te confia,
procurando cumprí-los alegremente.
Alguns centímetros de remorso pesam no coração muito mais que uma tonelada de sacrifícios.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Felicidade e Trabalho

Felicidade e trabalho - dois temas da vida que se complementam - `a maneira do teto e do alicerce de uma construção.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


No Grupo Espírita

"Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles" (Mateus 18:20).

Compreendendo-se que cada obreiro da seara espírita cristã se incumbe de tarefa específica, é forçoso indagar, de quando em quando, a nós mesmos, o que somos, no grupo de trabalho a que pertencemos:
uma chave de solução nos obstáculos ou um elemento que os agrava?
Um companheiro assíduo às lições ou um assistente que, por desfastio, aparece de vez em vez?
Um amigo que compreende e ajuda ou um crítico inverterado que tudo complica ou desaprova?
Um bálsamo que restaura ou um cáustico que envenena?
Um enfermeiro consagrado ao bem da comunidade ou um doente que deva ser tolerado e tratado pelos demais?
Um manancial de auxílio ou uma charneca deserta sem benefícios para ninguém?
Um apoio nas boas obras ou uma brecha para a influência do mal?
Uma planta frutífera ou um parasito destruidor?
Um esteio da paz ou um veículo da discórdia?
Uma benção ou um problema?
Façamos semelhante observação e verificaremos, sem dificuldade, se estamos simplesmente na Doutrina Espírita ou se a Doutrina Espírita já está claramente em nós.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Bichinhos

Declara-se você esgotado pelos conflitos internos da instituição espírita de que se fez devotado servidor, e revela-se faminto de uma solução para os problemas que atormentam a antiga casa de fé.
Lutas entre companheiros e hostilidades constantes minaram o altar do templo, onde, muitas vezes, você observou a manifestação da Providência Divina, através de abnegados mensageiros da luz, e hoje, ao invés da fraternidade e da confiança, do entusiasmo e da alegria, imperam no santuário a discórdia e a dúvida, o desânimo e a tristeza.
Pede-nos você um esclarecimento, entretanto, a propósito do assunto, lembro-me de velha e valorosa árvore que conheci em minha primeira infância. Verde e forte, assemelhava-se a uma catedral na obra prodigiosa da Natureza. Cheia de ninhos, era o palácio, predileto das aves canoras que, em sua frondes, trinivam felizes. Tropeiros exaustos encontravam à sua sombra, que protegia cristalina fonte, o reconforto e a paz, o repouso e o abrigo. Lenhadores, de quando em quando, furtavam-lhe pedaços vivos e peregrinos ingratos roubavam-lhe ramos preciosos para utilidades diversas. Tempestades terríveis caíam sobre ela, anualmente, oprimindo-a e dilacerando-a, mas parecia refazer-se, sempre mais bela. Coriscos alcançaram-na em muitas ocasiões, mas a árvore robusta resssurgia, sublime. Ventanias furiosas, periodicamente, inclinavam-lhe a copa, decepando-lhe galhos vigorosos; a canícula demorada impunha-lhe pavorosa sede e a enxurrada costumava rodeá-la de pedaços detritos... O tronco, porém, sempre adornado de milhares e milhares de folhas seivosas, parecia inabalável e invencível.
Um dia, contudo, alguns bichinhos começaram a penetrá-la de modo imperceptível.
Ninguém lhes conferiria qualquer significação.
Microscópicos, incolores, quase intangíveis, que mal poderiam trazer ao gigante do solo?
Viajores e servos do campo não lhes indentificaram a presença.
Mas os bichinhos multiplicaram-se, indefinidamente, invadiram as raízes e ganharam o coração da árvore vigorosa, devorando-o, pouco a pouco...
E o vegetal que superara as ameaças do céu e as tentações da Terra, em reduzido tempo, triste e emurchecido transformava-se em lenho seco, destinado ao fogo.
Assim também, meu caro, são muitas das associações respeitáveis, quando não se acautelam contra os perigos, aparentemente sem importância. São admiráveis na caridade e na resistência aos golpes do exterior. Suportam, com heroísmo e serenidade, estranhas provações e contundentes pedradas. Afrontam a calúnia e abmaldade, a perseguição e o menosprezo público, dentro de inalterável paciência e indefínivel força moral...
Visitadas, entretanto, pelos vermes invisíveis da inveja ou do ciúme, da imcompreensão ou da suspeita, depressa se perturbam e se desmantelam, incapazes de reconhecer que os melindres pessoais são parasitos destruidores das melhores organizações do espírito.
Quando o "disse-me-disse" invade uma instituição o demônio da intriga se incumbe de toldar a água viva do entendimento e da harmonia, aniquilando todas as sementes divinas do trabalho digno e do aperfeiçoamento espiritual.
Que fazer? - Pergunta você, assombrado.
Dentro de minha nova condição, apenas conheço um remédio: nossa adaptação individual e coletiva à prática real do Evangelho do Cristo.
Contra os corrosivos bichinhos do egoísmo degradante, usemos os antissépticos da Boa Nova.
-"Se alguém quiser alcançar comigo a luz divina da ressureição- disse o Senhor-, negue a sí mesmo, tome a cruz dos próprios deveres, cada dia, e siga os meus passos."
Quando pudermos realizar essa caminhada, com esquecimento de nossas carunchosas suscetibilidades, estaremos fora do alcance dos sinistros micróbios da treva, imunizados e tranqüilos em nosso próprio coração.

                                             Irmão X
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Lembra-te Deles

Lembra-te deles, os chamados mortos que embora invisíveis, não se fizeram ausentes...
Compadece-te daqueles que passaram no mundo sem realizar os sonhos de bondade que lhes vibraram no seio e volve o coração reconhecido para quantos te abençoaram a existência com alguma nota de amor.
Eles avançam para a vanguarda...
Muitas vezes, quando menos felizes, esmolam-te o reconforto de uma oração e, vezes outras, mergulham as dores que os afligem na taça de teu pranto, sequiosos de paz e libertação...
Outros muitos, porém, quais aves triunfantes nas rotas da Eternidade, buscam-te o coração por ninho de afeto que o tempo não destruiu, envolvendo-te o ser no calor de branda carícia para que o desânimo não te entorpeça a faculdade de caminhar...
Lembra-te deles e guarda-lhes a lição.
Ontem, apertavam-te nos braços, partilhando-te a experiência. Hoje, transferidos de plano, colhem os frutos das espêcies que semearam.
Aguça a audição mental e ouvirás o coro de vozes em que se pronunciam. Todos rogam-te esperança e coragem, alargando-te os horizontes. E todos se lembram igualmente de ti, desejando aproveites a riqueza das horas na construção do bem para a doce morada de tua porvindoura alegria, porque, amanhã, estaremos todos novamente reunidos no Lar da União Sublime, sem lágrimas e sem morte.

                                             Scheilla
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Cumprimento da Lei

"Não vim destruir a Lei, mas dar-lhe cumprimento."
Companheiros inúmeros, em rememorando semelhantes palavras do Cristo, decerto, guardarão a idéia fixada simplesmente na confirmação doutrinal do Mestre Divino, ante o ensinamento de Moisés.
A lição, todavia, é mais profunda. Sem dúvida, para consolidar a excelência da lei mosaica do ponto de vista da opinião, Jesus poderia invocar a ciência e a filosofia, a religião e a história, a política e a ética social, mobilizando a cultura de seu tempo para grafar novos trtados de revelação superior, empunhando o buril da razão ou o azorrague da crítica para chamar os comtemporâneos ao cumprimento dos próprios deveres, mas, compreendendo que o amor rege a justiça na Criação Universal, preferiu testemunhar a Lei vigente, plasmando-lhe a grandeza e a exatidão no próprio ser, através da ção renovadora com que marcou a própria rota, na expansão da própria luz.
É por isso, que da Manjedoura simples à Cruz da morte, vemo-lo no serviço infatigável do bem, empregando a compaixão genuína por ingrediente inalienável da própria mensagem transformadora, fosse subtraindo a Madalena à fúria dos preconceitos de sua época para soerguê-la `a dignidade feminina, ou desculpando Simão Pedro, o amigo timorado que abdicava da lealdade à última hora, fosse esquecendo o gesto impensado de Judas, o discípulo enganado, ou buscando Saulo de Tarso, o adversário confesso, para induzir-lhe a sinceridade a mais amplo e seguro aproveitamento da vida.
E é ainda aí, fundamentado nesse program de ação-predicação, com o serviço ao próximo valorizando-lhe o verbo revelador que a Doutrina Espírita, sem molhar a palavra no fel do pessimismo ou da rebeldia, satisfará corretamente os princípios estabelecidos, dando de si sem cogitar do próprio interesse, transformando a caridade em mera obrigação para que a justiça não se faça arrogância entre os homens, e elegendo no sacrifício individual pelo bem comum a norma de felicidade legítima para solucionar na melhoria de cada um de nós, o problema de regeneração da Humanidade inteira.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Continuar e Recomeçar

Continuemos firmes em nossa tarefa abençoando aqueles que nos firam e orando pelos que nos perseguem e caluniam.
Edificar e edificar.
Jesus era sozinho e nós somos uma família de corações pulsando à luz do Evangelho.
Sofrer, sim. Recuar, nunca.
O Senhor segue à frente. Ainda que lágrimas se nos constituam salário permanente, é indispensável seguir-lhe os passos, trabalhando e amando sempre.
Em nosso favor, os créditos do equilíbrio, da paz e da felicidade íntima, no dever retamente cumprido, com o serviço em nossas mãos.
Recomeçar, sim, porque Deus também, cada dia, recomeça no mundo os processos de criação e renovação. Cada manhã envolve a Terra de nova luz e cada dia experiências humanas são transfiguradas para melhor em todas as direções. A própria semente obscura e anônima é chamada a reconstituir-se e ressurgir na sombra do solo. Não nos faltarão trabalho, cooperação, solidariedade, esperança.

                                             Batuíra
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


No Intercâmbio

...agradeçamos, antes de tudo, a benção do intercâmbio entre nós e o ensinamento evangélico que nos é administrado pela Doutrina Espírita sob nova luz.
Indubitavelmente, trazeis convosco as lides e dificuldades, as indagações e lutas que vos falam de perto a cada um.
Aspirais a colher soluções às provas que vos visitam e muitos, naturalmente, aguardais um apalavra individual do Mais Além, que vos acorde o espírito em mais alto nível de entendimento. Ainda assim, somos nós os companheiros humildes do limiar que vos encontra no pórtico da comunicação entre os dois planos de vida, não apenas saudando-vos a fé e a bondade, mas igualmente para dizer-vos que, por enquanto, somos problemas que se unem na mesma expectativa de mais trabalho para que venhamos a superar as sombrs que ainda nos assaltam os caminhos.
...perseveremos na tarefa de estudar, clareando a estrada que se nos desdobra `a frente e de servir-nos uns aos oiutros para a aquisição da luz que nos propomos fixar em nós.
Muitos são os amigos espirituais presentes às nossas orações e por nós - através de nossa palavra singela - vos desejam paz e alegriaa, segurança e êxito na execução dos compromissos que assumimos.
Embora o nosso anseio de responder-vos individualmente, no intercâmbio, somos forçados, muitas vezes, pelas circunstâncias a restringir-nos `a prece comum - em cujo clima - surpreenderemos sempre as sugestões do Mais Alto, acendendo novas flamas de fé e amor que nos orientem para diante.
...aguardemos o melhor, trabalhando e amando.

                                             Bezerra
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Dádivas de Amor

Uma carta... um olhar, uma palavra boa;
Uma frase de paz que asserena e abençoa;

Leve prato de sopa ou um simples pão,
podem livrar alguém de cair na exaustão;

Antigo cobertor, atirado ao vazio,
Aquece o enfermo pobre esquecido no frio.;

Uma peça de roupa remendada,
talvez seja o agasalho ao viajor da estrada;

Meio litro de leite à viúva sem nome,
ampara-lhe o filhinho, a esmorecer de fome.

Todas essas doações supostas pequeninas,
são serviços do Bem, nas paragens divinas;

São flores da fé viva, a derramarem luz,
revelando o fulgor do Reino de Jesus.

Aqui, saudamos nós, Gonçalves, nosso irmão,
que ontem foi conduzido à Celeste Mansão.

Que o Céu do Amor o guarde, ante a nossa saudade,
do Apóstolo do Bem e Herói da Caridade...

                                    Maria Dolores
Médium: Franscisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Vida e Nós

Observa a transitoriedade da existência na Terra, com todos os valores educativos de que se acompanha.

As famílias se transformam.
Os patrimônios materiais se transferem.
As teorias se modificam.
Costumes se alteram.
Convenções substituem convenções.
Companheiros são chamados a servir em outros setores.
Ódios passam.
Inimigos desaparecem.
Desajustes são corrigidos.
A fortuna muda de endereço.

Acima de todas as mudanças, permanecerás sempre em tua perenidade espiritual.
Meditemos nas leis que nos governam, em bases de causa e efeito, estruturadas pela Sabedoria Divina em justiça e misericórdia.
Em qualquer lugar, teremos o que dermos.
Não olvides: tudo o que fizeres dos outros, fazes de ti.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Tendes e Tereis

Tendes problemas - auxiliai a resolver os problemas alheios, sem o ácido de reprovação e censura, e tereis o concurso dos outros na supressão de vossas dificuldades.

Tendes lágrimas a vos subirem do coração para os olhos - enxugai o pranto de vossos irmãos, em lutas e provações mais árduas, sem agravar-lhes o sofrimento com lamentação e amargura, e tereis a cooperação dos outros para que se vos estanquem as lágrimas do caminho.
Tendes necessidades materiais - cooperai no socorro à penúria que invade os lares mais flagelados que os vossos, através do trabalho sem reclamação e sem paga, e tereis o amparo positivo dos outros, a fim de que novas bençãos de apoio vos visitem o ambiente particular.
Tendes angústia e solidão - colaborai para que a vossa bondade e entendimento funcionem em benefício dos que suportam aflição e tristeza mais áspera do que as vossas, sem aumentar a pena regenerativa dos nossos irmãos em duras lides expiatórias, e a companhia tanto quanto a esperança dos outros virão sanar-vos as chagas íntimas.
Trabalhar em favor do próximo é a terapêutica mais adequada para a cessação de todos os desajustes do espírito.
A vida, meus amigos, é troca incessante.
"Dai e dar-se-vos-a", recomendou-nos Jesus.
Doemos de nós o que sejamos e tenhamos, na obra do auxílio aos outros, e o auxílio dos outros nunca se fará tardar para nós.

                                             Batuíra
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Na grande escola

Por vezes,
alma querida,
Recolhes-te ao desalento,
Como quem traz fogo lento
no imo do coração...
Não te detenhas, no entanto,
trabalha, medita e escuta:
Não há vitória sem luta,
nas sendas da elevação.

Na grande escola da vida,
De quanto anoto e conheço,
Toda alegria tem preço,
Seja na Terra ou no Além;
Ama e crê, serve e perdoa,
A dor que te desafia
É benção de cada dia,
Degrau de ascensão ao bem.
Não te lastimes.
Trabalha.
Fita o próprio mundo em torno,
O trigo morre no forno,
Para ser pão a servir;
A argila desaparece,
Sob tensão desumana,
Fazendo-se porcelana,
Enriquecendo o porvir.

Assim também,
tempo afora,
Ajuda, apoia, esclarece,
Acende a chama da prece
E segue `a frente, alma irmã!...
Por mais triste seja a noite,
Que te envolve a caminhada,
Nas luzes da madrugada,
O dia volta amanhã.

                                             Maria Dolores
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Fala Amparando

Quando estiveres a ponto de condenarr alguém, lembra-te de ti mesmo.

Quantas vezes terás ferido, quando te propunhas auxiliar?

Muitos daqueles que povoam as penitenciárias, dariam a própria vida para que o tempo recuasse, propiciando-lhes ensejo de se fazerem vítimas ao invés de verdugos...
Prefeririam cegueira e mudez no instante de vazarem a acusação ou extrema paralisia na hora da violência.

E qual acontece aos irmãos segregados no cárcere, quantas criaturas carregam enfermidade e frustração nas grades mentais do arrependimento tardio?
Trajam-se em figurino recente e conservam a bolsa farta, mas, por dentro trazem desencanto e remorso por fogo e cinza no coração.
Supõem-se livres, no entanto, jazem presas, intimamente, na cela de angústia em que enjaularam a própria alma, por não haverem calado a frase cruel no momento oportuno...
Poderiam ter evitado o desastre moral que lhes dói na lembrança, contudo por se acomodarem `a impaciência, atearam o incêndio que resultou em loucura e destruição.

Não sirvas vinagre e fel à mesa da própria vida.

Onde surpreendas perturbação e sombra estende o socorro da paz e o benefício da luz.

Compadece-te dos ingratos e desertores, quanto te condóis dos que passam sob teus olhos, mutilados e infelizes.

Ninguém praticaria o mal se, antes, lhe conhecesse o futuro amargoso.

Compreendamos para que sejamos compreendidos.

Agora, talvez, poderás censurar os erros dos semelhantes.

Amanhã, porém, mendigarás o perdão dos outros pelos teus desatinos.

Entrega a aflição de cada dia ao silêncio de cada noite.

Lembra-te de que, por maiores tenham sido os desregramentos da Humanidade na Terra, o Céu nunca fez coleções de nuvens para amaldiçoar ou punir, mas sim, cada manhã, acende o brilho solar, por mensagem bendita de tolerância e de amor, endereçando aos homens a esperança infatigável de Deus.

                                             Meimei
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Mensagem

Sempre acreditei que mendicância seria preguiça, conversa mole, mas o problema é diferente. Se temos de mudar qualquer coisa, temos de começar mudando a nós mesmos. E só existe uma transformação que vale a pena: ajudar os que precisam mais do que nós para que larguem de precisar.

                                       Jair Presente
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Mensagem

A vida é ação e alegria. Ação de criar renovação e bondade. Alegria de estender o bem e plantar a felicidade; e a felicidade, sabe você, é a única riqueza que podemos dar sem ter, porque mesmo sofrendo é possível erguer a felicidade dos outros.

                                        Jair Presente
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Glória do Bem

A anônima semente pequenina
Atirada por mão piedosa e boa,
Parecia dormir no charco, à toa,
Sorvendo o sol aos beijos da neblina...

Depois cresceu, abrindo-se em coroa,
Árvore nobre a frondejar, divina,
Fruto a fazer-se pão que nutre e ensina,
Flor que perfuma, tronco que perdoa!...

Assim é o humilde que semeias
Pelo espinheiral das dores alheias
Que sombra, provação e angústia encerra...

Hoje, singela dádiva perdida,
Amanhã será luz, beleza e vida
Dulcificando as lágrimas da Terra.

                                        Auta de Souza

Voltar para o início da página.


Louvada Sejas

Louvada sejas, mão que a penúria suprimes
E espalhas sem cessar a Divina Presença!
És caridade - a luz em que o Céu se condensa,
Entre bençãos de paz e júbilos sublimes!...

Mão que socorres, dás, amparas, desoprimes,
Afagas, curas, crês, serves sem recompensa,
Fazes-te sol de amor na escuridão mais densa!...
Incontáveis na estrada as dores que redimes!...

Mão que constróis, instruis apóias, luminas,
Em ti a Terra sobe às amplidões divinas,
Por ti Deus fala ao mundo em todas as igrejas!...

Inda que o mal te zurza, escarneça ou degrade,
Seja onde seja, em tudo, ès sempre caridade!...
Mão que lembras Jesus, engrandecida sejas!...

                                       Auta de Souza

Voltar para o início da página.


Hospitalização Carcerária

Presídios são Escolas-Hospitais, dignas de apreço.
Irmãos internados nesses educandários se erigem à posição de enfermos em tratamento espiritual.
Magistrados desempenham a função de especialistas, cominando preceitos penalógicos, à feição de recursos curativos para a supressão de desequilíbrios determinados.
E, de nossa parte, devemos ser os irmãos compreensivos de quantos se vejam na condição de doentes da alma, integrando com eles a grande família humana.
Somos todos espíritos imortais, companheiros da mesma caminhada evolutiva.
De que maneira condenar os semelhantes se não dispomos de meios para analisar-lhes o sofrimento, quando o sofrimento lhes extravasa do ser, em forma de ignorância e doença, obsessão e criminalidades?
Que espécie de dor terá erguido o braço daqueles que promoveram a destruição do próprio corpo?
Quem terá impulsionado a mão do homicida contra aqueles que lhes experimentaram os golpes?
Quantos dias de resistência gastaram os corações queridos, mas ainda inseguros, até que se emaranhassem nas trevas da tentação?
Que forças invisíveis na Terra induziram ao enfraquecimento e ao desânimo almas belas e cultas quando desertaram dos compromissos que elas próprias criaram na Causa do Bem?
E qual teria sido o nosso comportamento se houvéssemos faceado as inquietações e os problemas em que os nossos semelhantes considerados em erro, se matricularam em rudes provas?
Meditemos nessas indagações já que não nos é dado conhecer os dramas da sombra desde o princípio, a fim de que não venhamos a intensificar os obstáculos de quantos se reajustam, muitas vezes, à custa de tribulações e de lágrimas. Entendemos a legitimidade dos tribunais humanos e todos somos chamados a respeitar-lhes as determinações.
Entretanto, nas trilhas do relacionamento mútuo, situemo-nos todos, todos nós, os espíritos ainda vinculados à evolução terrestre, no esquema das consciências endividadas, ante os foros da Divina Justiça. E, longe de agravar as aflições dos nossos irmãos, sob assiatência carcerária, auxiliemo-los na reabilitação das próprias forças, rogando à Misericórdia Divina para que se compadeça de todos nós.

                                            Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Notas da Libertação IV

Entre aqueles que se amam,
A morte aparece em vão,
Pode plantar saudade,
Mas nunca a separação.

                                             Meimei

Toda pessoa na Terra,
Nesse ou naquele caminho,
Nasce, cresce, vive e luta
Morrendo devagarinho.

                                      Sylvio Fontoura

Nas lutas do dia-a-dia,
Caridade é o passaporte
Para as mansões da alegria
Que brilham depois da morte.

                                        Auta de Souza

Semeia bençãos de amor,
Vive sempre atento a isso;
Feliz o trabalhador
Que a morte encontra em serviço.

                                        Oscar Batista
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Suplica de Filho

Lembro-te, Mãe... A noite avança...
E saindo, apressado, para a orgia,
Disseste-me, escorada numa tia,
"Fica hoje... Atende-nos... Descansa..."

Voltei para encontrar-te em agonia!...
A Morte angelizou-te a face mansa...
Chorei qual se voltasse a ser criança!...
Eras o meu tesouro e eu não sabia...

De prazer em prazer, matei-me aos poucos...
Veio a Morte e cortou-me os sonhos loucos,
Lamentando-me a vida gasta em vão!...

Estou perdido, entre imensos espaços...
Vem guardar-me, de novo, nos teus braços,
Mãe sempre amada de meu coração!...

                                        Luiz Mendes
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


No Justo Momento

No justo momento em que:
o fracasso lhe atropele o carro da esperança;
o apoio habitual lhe falte à existência;
a ventania da advertência lhe açoite o espírito;
a aflição se lhe intrometa nos passos;
a tristeza lhe empane os horizontes;
a solidão lhe venha fazer companhia;
no momento justo, enfim, em que a crise ou a angústia, a sombra ou a tribulação se lhe façam mais difíceis de suportar, não chore e nem esmoreça.
A água pura a fim de manter-se pura é servida em taça vazia.
A treva da meia-noite é a ocasião em que o tempo dá sinal de partida para nova alvorada.
Por maior a dificuldade, jamais desanime.
O seu pior momento na vida é sempre o instante de melhorar.

                                       Albino Teixeira
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Convites de Amigo

Trabalha sempre.
Age servindo.
Não grites.
Fala auxiliando.
Escuta com paciência.
Não te encolerizes.
Não te lamentes.
Não te desculpes.
Conserva a simplicidade.
Nada compliques.
Não percas tempo.
Usa a serenidade.
Fica em teu lugar.
Evita discussões.
Verifica o que fazes.
Consagra-te ao bem.
Caminha com cautela.
Não avances demais.
Aceita-te como és.
Faze o melhor de ti.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Trabalho e Vida

Descanso para a velhice?
Deixa esta história de lado.
Dos velhos, Deus é o mais velho.
E nunca se vê cansado.

                                          Lulu Parola

Guardo este lindo retalho.
De uma página esquecida:
- "Quem menospreza o trabalho foge à luz da própria vida."

                                          Pedro Silva

Entre lutas a vencer,
Cumpri tarefas em bando...
Cego, cumpri meu dever:
Passei a vida cantando...

                           Aderbal Ferreira de Araújo

Amor e sabedoria
Ninguém conquista de um salto.
Trabalho de cada dia
É senda para o Mais Alto.

                                      Deraldo Neville

Nas provações do caminho,
Por maior seja o pesar,
Mesmo que fiques sozinho,
Não pares de trabalhar.

                                        Lobo da Costa

Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Trovas e Provas

Quem diz que depois da morte
Não há saudade na gente
Saberá quando morrer
Que a verdade é diferente.

                                          José Albano

Que ninguém acuse a sorte
Rogando que a prova cesse,
Na vida quanto na morte
Só há o que merece.

                                      Silvio Fontoura

Vi o sol da primavera
Aquecendo a moradia;
Mais tarde, se chega a morte
Tudo é tapera vazia.

                                          Pedro Silva

Sempre noto com reserva
As dores que vêm do herdeiro;
Não sei se o choro é de mágoa,
Ou de briga por dinheiro.

                                       Cornélio Pires

Luta, serve e segue acima,
Trabalha, constrói e avança,
Serviço dissipa as sombras
Entre a saudade e a esperanca.

                                       Sabino Batista

Não te deixes mergulhar
No fel da melancolia,
A tristeza que é de hoje
É luz para novo dia.

                                       Antonio Barros

Desgostos que te procuram
Em todo e qualquer momento,
São apoios disfarçados
Em forma de sofrimento.

                                       Augusto Coelho

Era um menino inocente,
Chamavam-me anjo Tonim,
Depois fui ao mundo... E agora
Tenho saudades de mim.

                                  Toninho Bittencourt

Dizem que a flor da saudade
Foi nascida, aos pés da cruz,
Quando Maria, em silêncio,
Chorava a dor de Jesus.

                                        Auta de Souza

Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Granjeai Amigos

"Também vos digo: Granjeai amigos com as riquezas da injustiça."
(lucas, 16;9)

Se o homem conseguisse, desde a experiência humana, devassar o pretérito profundo, chegaria mais rapidamente à conclusão de que todas as possibilidades que o felicitam, em conhecimento e saúde, provém de Bondade Divina e de que a maioria dos recursos materiais, à disposição de seus caprichos, procede da injustiça.
Não nos cabe particularizar e, sim, deduzir que as concepções do direito humano se originaram da influência divina, porque, quanto a nós outros, somos compelidos a reconhecer nossa vagarosa evolução individual do egoísmo feroz para o amor universalista, da iniqüidade para a justiça real.
Bastará recordar, nesse sentido, que quase todos os Estados terrestres se levantaram, há séculos, sobre conquistas cruéis. Com exceções, os homens têm sido servos dissipadores que, no momento do ajuste, não se mostram à altura da mordomia.
Eis porque Jesus nos legou a parábola do empregado infiel, convidando-nos à fraternidade sincera para que, através dela, encontremos o caminho da reabilitação.
O Mestre aconselhou-nos a granjear amigos, isto é, a dilatar o círculo de simpatias em que nos sintamos cada vez mais intensivamente amparados pelo espírito de cooperação e pelos valores intercessórios.
Se o nosso passado espiritual é sombrio e doloroso, busquemos simplificá-lo, adquirindo dedicações verdadeiras, que nos auxiliem através da subida àspera da redenção.
Se não temos hoje determinadas ligações com as riquezas da injustiça, tivemo-las, ontem, e faz-se imprescindível aproveitar o tempo para o nosso reajustamento individual perante a Justiça Divina.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Petição de Rapaz

Jesus.
Sou aquele cara que estou aprendendo a fazer preces.
Ainda sou mocorongo neste negócio, mas não estou aqui de araque, nem estou dando uma esnobada.
Diante de sua grandeza, querido Jesus, ninguém pode e nem deve comparecer em onda quadrada.
Vou explicar pra você tudo o que desejo.
Sei que meu pai sempre guinchou uma nota alta e me deu a barra mansa.
Tenho por ele muito respeito e muito amor. E rogo à sua bondade sustentar meu pai na caminhada sempre pra cabeça.
Mas hoje tenho mais alguma coisa a pedir.
Ajude o rapaz que ainda sou a não ser fechadão, nem grilado.
Afaste de minha estrada tudo o que seja fofocagens e fuzuês.
Não consinta que eu entre na canoa furada dos que procuram a jeribita para encher o tanque ou dos que buscam a diamba para enfumaçar a cuca doente. Dê pra mim suas dicas a fim de que eu possa mandar bola pra frente, no time do serviço ao próximo.
Você sabe, Jesus, que hoje estou estraçalhando o pinho, cantando esta prece para a jovem mulher que amo, acima de tudo, na vida.
Devo ser um cara legal nos deveres a cumprir, de modo que eu possa merecer este tesouro.
Jesus, quero ser rapaz bom e correto.
Você sabe porque: - porque devo ser um presente de Deus para essa jovem mulher que amo tanto e amarei para sempre - a minha querida Mãe.

                                  Augusto Cezar Netto
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Mensagem

Você receberá, de retorno, tudo o que der aos outros, segundo a lei que rege os destinos.

                                           André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Necessidade e Socorro

Abraça o serviço ao próximo e não temas.
Para aqueles que trabalham na Seara do Bem, o Senhor, por seus mensageiros, envia sempre o socorro antes que a necessidade apareça.

                                           Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Doação e Atitude

Coloca o próprio coração na dádiva que fizeres.
Reveste de amor as tuas ações de bondade a fim de que os irmãos, caídos em penúria, se levantem ao toque de tua influência e nunca se vejam ofuscados ou deprimidos, diante das virtudes que, porventura, já possas demonstrar.
Foi o Apóstolo Paulo quem proclamou com sabedoria:
- "E ainda que eu distribua todos os meus bens, entre os necessitados, se não tiver caridade, nada disso me aproveitará."

                                            Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Dinheiro

O dinheiro não é luz, mas sustenta a lâmpada.
Não é a paz, no entanto, é um companheiro para que se possa obtê-la.
Não é o calor, contudo, adquire agasalho.
Não é o poder da fé, mas alimenta a esperança.
Não é amor, entretanto, é capaz de erguer-se por valioso ingrediente na proteção afetiva.
Não é tijolo de construção, todavia, assegura as atividades que garantem o progresso.
Não é cultura, mas apóia o livro.
Não é visão, contudo, ampara o encontro de instrumentos que ampliam a capacidade dos olhos.
Não é base da cura, no entanto, favorece a aquisição do remédio.
Em suma, o dinheiro associado a consciência tranqüila, alavanca do trabalho e fonte da beneficência, apoio da educação e alicerce da alegria, é uma benção do Céu que, de modo imediato, nem sempre faz felicidade, mas sempre faz falta.

                                             Bezerra
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Regressão da Memória

Se fomos trazidos à Terra para esquecer o nosso passado, valorizar o presente e preparar em nosso benefício o futuro melhor, porque provocar a regressão da memória do que fomos ou fizemos, simplesmente por questões de curiosidade vazia, ou buscar aqueles que foram nossos companheiros, a fim de regressar aos desequilíbrios que hoje resgatamos?
A nossa própria existência atual nos apresentará as tarefas e provas que, em si, são a recapitulação de nosso passado em nossas diversas vidas, ou mesmo, somente de nossa passagem última na Terra fixada no mundo físico, curso de regeneração em que estamos integrados nas chamadas provações de cada dia.
Porque efetuar a regressão da memória, unicamente para chorar a lembrança dos pretéritos episódios infelizes, ou exibirmos grandeza ilusória em situações que, por simples desejo de leviana retomada de acontecimentos, fomos protagonistas, se já sabemos, especialmente com Allan Kardec, que estamos eliminando gradativamente as nossas imperfeições naturais ou apagando o brilho falso de tantos descaminhos que apenas nos induzirão a erros que não mais desejamos repetir?
Sejamos sinceros e lancemos um olhar para nossas tendências.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Aviso

Está sendo procurado.
Homem considerado galileu.
Trinta e três anos.
Pele clara e expressão triste.
Cabelos longos e barba maltratada.
Marcas sanguinolentas nas mãos e nos pés.
Caminha habitualmente acompanhado de mendigos e vagabundos, doentes e mutilados, cegos e infelizes.
Onde aparece, freqüentemente, é visto, entre grande séquito de mulheres, sendo algumas de má vida, com crianças esfarrapadas.
Quase sempre está seguido por doze pescadores e marginais.
Demonstra respeito para com as autoridades, determinando se dê a Cesar o que é de Cesar, mas espalha ensinamentos contrários à lei antiga, como sejam:
- o perdão das ofensas;
- o amor aos inimigos;
- a oração em favor daqueles que nos perseguem ou caluniam;
- a distrinuição indiscriminada de dádivas com os necessitados;
- o amparo aos enfermos, sejam eles quais forem;
- e chega ao cúmulo de recomendar que uma pessoa espancada numa face ofereça a outra ao agressor.
Ainda não se sabe se é um mágico, mas testemunhas idôneas afirmam que ele multiplicou cinco pães e dois peixes em alimentação para mais de cinco mil pessoas, tendo sobrado doze cestos.
Considerado impostor por haver trazido pessoas mortas à vida, foi preso e espancado.
Sentenciado à morte, com absoluta aprovação do próprio povo, que o condenou, de preferência a Barrabás, malfeitor conhecido, recebeu insultos e pedradas, sem reclamar, quando conduzia a cruz às costas. Não se ofendeu, quando questionado pela Justiça, complicando-se-lhe a situação, porque seus próprios seguidores o abandonaram nas horas difíceis. Sob afrontas e zombarias, foi crucificado entre dois ladrões.
Não teve parentes que lhe demonstrassem solidariedade, a não ser sua Mãe, uma frágil mulher que chorava aos pés da cruz.
Depois de morto, não se encontrou lugar para sepultá-lo, senão lodoso recanto de um túmulo por favor de um amigo.
Após o terceiro dia do sepultamento, desapareceu do sepulcro e já foi visto por diversas pessoas que o identificaram pelas chagas sangrentas dos pés e das mãos.
Esse é o homem que está sendo cuidadosamente procurado.
Seu nome é Jesus de Nazaré.
Se puderes encontrá-lo, deves segui-lo pra sempre.

                                        Maria Dolores
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Quando há Luz

Quando Jesus encontra santuário no coração de um homem, modifica-se-lhe a marcha inteiramente.
Não há mais lugar dentro dele para a adoração improdutiva, para a crença sem obras, para a fé inoperante.
Algo de indefinível na terrestre linguagem transtorna-lhe o espírito.
Categoriza-o a massa comum por desajustado, entretanto, o aprendiz do Evangelho, chegando a essa condição sabe que o Trabalhador Divino como que lhe ocupa as profundidades do ser.
Renova-se-lhe toda a conceituação da existência.
O que ontem era prazer, hoje é ídolo quebrado.
O que representava meta a atingir, é roteiro errado que ele deixa ao abandono.
Torna-se criatura fácil de contentar, mas muito díficil de agradar.
A voz do Mestre, persuasiva e doce, exorta-o a servir sem descanso.
Converte-lhe a alma num estuário maravilhoso, onde os padecimentos vão ter, buscando arrimo, e por isso sofre constante pressão das dores alheias.
A própria vida física afigura-se-lhe um madeiro, em que o Mestre se aflige. É-lhe o corpo a cruz viva em que o Senhor se agita crucificado.
O único refúgio em que repousa é o trabalho perseverante no bem geral.
Insatisfeito, embora resignado; firme na fé, não obstante angustiado; servindo a todos, mas sozinho em si mesmo, segue, estrada a fora, impelido por oculto e indescritíveis aguilhões...
Esse é o tipo de aprendiz que o amor do Cristo constrange, na feliz expressão de Paulo. Vergasta-o a luz celeste por dentro até que abandone as zonas inferiores em definitivo. Para Jesus, é o vaso das bençãos.
A flor é uma linda promessa, onde se encontre.
O fruto maduro, porém, é alimento para hoje.
Felizes daqueles que espalham a esperança, mas bem-aventurados sejam os seguidores do Cristo que suam e padecem, dia a dia, para que seus irmãos se reconfortem e se alimentem no Senhor!

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Rimário de Luz

Se desejas cooperar no trabalho de Jesus, não te dês a censurar o peso da própria cruz.

                                       Casimiro Cunha
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Painéis da Vida

Disse-me um sábio do Além:
-"A luz divina da paz não brilha no que se tem mas sim no bem que se faz".

                                         Fidélis Alves
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Chaves Libertadoras

Desgosto.
Qualquer contratempo aborrece.
No entanto, sem desgosto, a conquista de esperiência é impraticável.
Todo empeço atrapalha.
Sem obstáculo, porém, nenhum de nós consegue efetuar a superação das próprias deficiências.
Decepção.
Qualquer desilusão incomoda.
Todavia, sem decepção, não chegamos a discernir o certo do errado.
Enfermidade.
Toda doença embaraça.
Sem a enfermidade, entretanto, é muito difícil consolidar a preservação consciente da própria saúde.
Tentação.
Qualquer desafio conturba.
Mas, sem tentação, nunca se mede a própria resistência.
Prejuízo.
Todo golpe fere.
Sem prejuízo, porém, é quase impossível construir segurança nas relações uns com os outros.
Ingratidão.
Qualquer insulto à confiança estraga a vida espiritual.
No entanto, sem o concurso da ingratidão que nos visite, não saberemos formular equações verdadeiras nas contas de nosso tesouro afetivo.
Desencarnação.
Toda morte traz dor.
Sem a desencarnação, porém, não atingiríamos a renovação precisa, largando processos menos felizes de vivência ou livrando-nos da caducidade no terreno das formas.
Compreendamos, à face disso, que não podemos louvar as dificuldades que nos rodeiem, mas é imperioso reconhecer que, sem elas, eterniziaríamos paixões, enganos, desequilíbrios e desacertos, motivo pelo qual será justo interpretá-las por chaves libertadoras, que funcionam em nosso espírito, a fim de que nosso espírito se mude para o que deve ser, mudando em si e fora de si tudo aquilo que lhe compete mudar.

                                            André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


O Emprego

O irmão Antero Silva era apaixonado por perfeição.
Exigia limpeza, bom-senso, equilíbrio e harmonia em tudo.
Decerto por isso, em na mansão familiar, vezes e vezes, afirmava aos amigos:
- Não acredito que Deus apoie as pessoas erradas. Se uma criatura cai em falta, estará naturalmente marcada para ninguém lhe dê serviço.
Aconteceu que houve falta de braços em sua casa e o nosso amigo apressou-se em anunciar uma vaga de arrumadeira, explicando, porém, que a candidata deveria apresentar os melhores antecedentes, em relação aos dez anos últimos.
De posse do jornal que continha a notícia, certa moça tristonha, no dia seguinte, lhe bateu à porta.
Silva chamou a esposa para atendê-la e a senhora, conhecendo a austeridade do marido, iniciou o interrogatório de estilo:
- Onde esteve você nos dez anos últimos?
- Senhora - falou a interpelada, - nos últimos dez anos, não saí de casa.
E o diálogo prosseguiu:
- Você fuma?
- Não.
- Costuma beber algum alcoólico?
- Também não.
- Tem freqüentado bailes e boates?
- Nada disso.
- Nestes dez anos passados, terá ido a encontros, especialmente à noite para entretenimentos afetivos?
A moça, evidentemente incomodada com tantas indagações, repondeu, em tom quase áspero:
- Não senhora. Eu já disse que, em todo esse tempo, não me ausentei de casa...
Nesse ponto do entendimento, o irmão Silva que acompanhava a conversa, entrou no assunto e perguntou:
- Afinal, quais são os seus antecedentes, no tempo a que nos referimos? Poderá, porventura, permitir-me uma vista de olhos em seus documentos?
- Perfeitamente.
Silva desenrolou os papéis que a interlocutora lhe apresentou e, só então, ficou ciente de que a candidata ao emprego, saíra, na véspera, de uma pena de dez anos que lhe fora determinada na Casa de Correção.

                                         Hilário Silva
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Oração à Mulher

Missionária da vida.
Ampara o homem para que o homem te ampare.
Não te conspurques no prazer, nem te mergulhes no vício.
A felicidade na Terra depende de ti, como o fruto depende da árvore.
Mãe, sê o anjo do lar.
Esposa, auxilia sempre.
Companheira, acende o lume da esperança.
Irmã, sacrifica-te e ajuda.
Mestra, orienta o caminho.
Enfermeira. compadece-te.
Fonte sublime, se as feras do mal te poluíram as águas, imita a corrente cristalina que no serviço infatigável a todos, expulsa do próprio seio a lama que lhe atiram.
Por mais te aflija a dificuldade, não te confies à tristeza ou ao desânimo.
Lembra os orfãos, os doentes, oe velhos e os desvalidos da estrada que esperam por teus braços e sorri com serenidade para a luta.
Deixa que o trabalho tanja as cordas celestes do teu sentimento para que não falte a música da harmonia aos pedregosos trilhos da existência terrestre.
Teu coração é uma estrela encarcerada.
Não lhe apagues a luz para que o amor resplandeça sobre as trevas.
Eleva-te, elevando-nos.
Não te esqueças de que trazes nas mãos a chave da vida porque a chave da vida é a glória de Deus.

                                            Meimei
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Mais um pouco

Quando estiveres à beira da explosão na cólera, cala-te mais um pouco, e o silêncio te poupará enormes desgostos.
Quando fores tentado a colaborar na maledicência, guarda os princípios do respeito e da fraternidade mais um pouco, e a benevolência te livrará de muitas complicações.
Quando o desânimo impuser a paralisação de tuas forças na tarefa a que foste chamado, prossegue agindo no dever que te cabe, exercitando a resistência mais um pouco, e a obra realizada ser-te-á gloriosa benção de luz.
Quando a revolta espicaçar-te o coração, usa a humildade e o bom entendimento mais um pouco, e não sofrerás o remorso de haver ferido corações que devemos proteger e considerar.
Quando a lição oferecer dificuldade à tua mente, compelindo-te à desistência do progresso individual, aplica-te ao problema ou ao ensinamento mais um pouco, e a solução será divina resposta à tua expectativa.
Quando a idéia de repouso sugerir o adiamento da obra que te cabe fazer, persiste com a disciplina mais um pouco, e o dever bem-cumprido ser-te-á coroa santificante.
Quando o trabalho te parecer monótono e inexpressivo, guarda fidelidade aos compromissos assumidos mais um pouco, e o estímulo voltará ao teu campo de ação.
Quando a enfermidade do corpo trouxer pensamento de inatividade, procurando imobilizar-te os braços e o coração, persevera com Jesus mais um pouco, e prossegue ajudando a todos, agindo e servindo como puderes, porque o Divino Mestre jamais nos recebe as rogativas em vão.
Em qualquer dificuldade ou impedimento, não te esqueças de usar um pouco de paciência, amor, renunciação e Boa Vontade, a favor de teu próprio bem-estar.
O segredo da vitória, em todos os setores da vida, permanece na arte de aprender, imaginar, esperar e fazer mais um pouco.

                                          André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Importante

Não tens o que possuis,
Tens aquilo que dás.

Acima do que sabes,
Vale aquilo que és.

Sobre a própria palavra,
Olha as ações que crias.

Mais além do que podes,
Importa o que toleras.

De tudo quanto crês,
Vale mais o que fazes.

Em tudo quanto sofras,
Guarda a fé viva em Deus.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Não Tema

A vida começa para nós todos os dias. É possível ressuscitar as esperanças mortas, refazer planos desfeitos, restaurar a segurança perdida. O tempo é uma benção, cujo valor não nos é dado, por enquanto, prescrutar. Mobilizando-o, por patrimônio inestimável de nossa prosperidade nos interesses eternos, tesouros mil podem surgir aos nossos olhos a cada momento... Contudo, não bastará confiar na oportunidade, nem crer que as leis benignas do Universo nos favorecerão os salutares desejos. É necessário usar o ensejo de construção com o Cristo, adaptando-nos aos princípios divinos que nos regem a experiência. De qualquer modo, é indispensável dar de nós mesmos, infinitamente, sem descanso e sem inquietação, convencidos de que o suprimento celestial nos provê do necessário.
O sacrifício pessoal é o grande milagre. Em todo lugar onde um coração negou a si mesmo, aceitou a cruz e seguiu o Senhor, surge uma sementeira do Reino de Deus, como promessa e serviço de salvação do mundo.
Não tema. Creia no socorro de Jesus e multiplique os raios do amor na estrada em que a providência nos situou. O trabalho é o método. O serviço ao próximo é o meio e a redenção divina é a finalidade. Nunca nos faltarão recursos à vitória final.

                                        Nina Arueira
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Oração por paciência

Senhor!
Fortalece-nos a fé para que a paciência esteja conosco.
Por tua paciência, vivemos.
Por tua paciência, caminhamos.
Auxilia-nos, por misericórdia, a aprender tolerância, a fim de que estejamos em tua paz.
É por tua paciência que a esperança nos ilumina e a compreensão se nos levanta no íntimo da alma.
Agradecemos todos os dons de que nos enriqueces a vida, mas te rogamos nos resguarde a paciência de uns para com os outros, para que estejamos contigo, tanto quanto estás conosco, hoje e sempre.

                                           Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Diretriz

Por dentro de nós,
Consciência em Deus.
No lar,
Amor as leis de Deus.
No trabalho,
Servir com Deus.
Na rua,
Seguir com Deus.
Junto aos outros,
Lembra-nos de Deus.
Em tudo,
Pensar em Deus.

                                           Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Fraquezas

Realmente, quando as fraquezas de companheiros determinados surgem no campo de trabalho, aparecem motivos para dificuldades e inquietações.
Entretanto, quando isso aconteça, não te aflijas.
Continua trabalhando e servindo.
Não olvides que todas as ilusões e fragilidades terminam destruídas por si mesmas.

                                           Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Depressões

Se trazes o espírito agoniado por sensações depressivas, concede ligeira pausa a ti mesmo, no capítulo das próprias aflições, a fim de raciocinar.
Se alguém te ofendeu, desculpa.
Se feriste alguém, reconsidera a própria atitude.
Contratempos do mundo estarão constantemente no mundo, onde estiveres.
Parentes difíceis repontam de todo núcleo familiar.
Trabalho é lei do Universo.
Disciplina é alicerce da educação.
Circunstâncias constrangedoras assemelham-se a nuvens que aparecem no firmamento de qualquer clima.
Incompreensões com relação a caminho e decisões que se adotem são empeços e desafios, na experiência de quantos desejem equilíbrio e trabalho.
Agradar a todos, ao mesmo tempo, é realização impossível.
Separações e renovações representam imperativos inevitáveis do progresso espiritual.
Mudanças equivalem a tratamento da alma, para os ajustes e reajustes necessários à vida.
Conflitos íntimos marcam toda criatura que aspire a elevar-se.
Fracassos de hoje são lições para os acertos de amanhã.
Problemas enxameiam a existência de todos aqueles que não se acomodam com estagnação.
Compreendendo a realidade de toda a pessoa que anseie por felicidade e paz, aperfeiçoamento e renovação, toda vez que sugestões de desânimo nos visitem a alma, retifiquemos em nós o que deva ser corrigido e, abraçando o trabalho que a vida nos deu realizar, prossigamos à frente.

                                            Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


União sem adeus

Converte o pranto em que te dilaceras
Em fonte de bondade, alma querida,
Transfigura em bondade, paz e vida
A saudade que trazes de outras eras...

Espalha o bem, por mais que a dor coincida
Com teu sonho de novas primaveras,
Eleva-te a caminho, enquanto esperas,
Quanto mais alto, tanto mais a subida.

Segue e serve, de pés sangrando embora,
Esquece-te, perdoa, lida, chora,
Luta, vence-te, sofre, mas porfia!...

E encontrarás o Reino do Amor Puro,
Da união sem adeus ante o futuro
Na beleza perpétua da alegria!...

                                     Auta de Souza
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Luzes do Entardecer

Conserva contigo os companheiros idosos, com a alegria de quem recebeu da vida o honroso encargo de reter, junto do coração, as luzes remanescentes do próprio grupo familiar.
Reflete naqueles que te preservaram a existência ainda frágil, nos panos do berço; nos que te equilibraram os passos primeiros; nos que te afagaram os sonhos da meninice e naqueles outros que te auxiliararm a pronunciar o nome de Deus.
Já que atravessaram o caminho de muitos janeiros, pensa no heroísmo silencioso com que te ensinam a valorizar os tesouros do tempo, nas dificuldades que terão vencido para serem quem são, no suor que lhes alterou as linhas da face e nas lágrimas que lhes alvejaram os cabelos...
E quando, porventura, te mostrem azedume ou desencanto, escuta-lhes a palavra com bondade e paciência... Não estarão, decerto, a ferir-te e sim provavelmente algo murmurando contra dolorosas recordações de ofensas recebidas, que trancam no peito, a fim de não complicarem os dias dos seres que lhes são especialmente queridos!...
Ama e respeita os companheiros idosos! São eles as vigas que te escoram o teto da experiência e as bases de que hoje te levantas para seres quem és...
Auxilia-os. quanto puderes, porquanto é possível que, no dia da existência humana, venhas igualmente a conhecer o brilho e a sombra que assinalam, no mundo, a hora de entardecer.

                                          MEIMEI
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Mensagem

Psiu! Bom dia... Boa tarde... Boa noite...
Quando você se levantou pela manhã, eu já havia preparado o sol para aquecer o seu dia, e o alimento para a sua nutrição. Sim, eu providenciei tudo isso enquanto vigiava e guardava o seu sono, a sua família e a sua casa. Esperei pelo seu "bom dia", mas você se esqueceu... Bem, você parecia ter tanta pressa que perdoei.
O sol apareceu, as flores deram o seu perfume, a brisa da manhã lhe acompanhou, e você nem pensou que eu já havia preparado tudo para você.
Seus familiares sorriam, seus colegas lhe saudaram, você trabalhou, viajou, realizou negócios, alcançou vitórias, mas... você não percebeu que eu estava cooperando com você e mais teria ajudado se você me tivesse dado uma chance... eu sei você corre tanto... eu perdoei.
Você leu bastante, ouviu muita coisa, viu mais ainda, e não teve tempo de ler ou ouvir a minha Palavra.
Eu quis falar, mas você não paraou para ouvir.
Eu quis até lhe aconselhar, mas, você nem pensou nessa possibilidade.
Seus olhos, seus pensamentos, seus lábios, seriam melhores.
O mal seria menor e o bem seria muito maior em sua vida.
A chuva que caiu à tarde foram minhas lágrimas por sua ingratidão, mas foram também a minha benção sobre a terra para que não lhe falte o pão e a água.
Você trabalhou, ganhou dinheiro, que não foi mais porque você não me deixou ajudar. Mais uma vez você se esqueceu, que eu desejo sua participação no meu reino, com a sua vida, seu tempo, e seus talentos e seu dinheiro também.
Findou o seu dia. Você voltou para casa. Mnadei a lua e as estrelas tornarem a sua noite mais bonita para lembrar-lhe o meu amor por você. Certamente, agora, você vai dizer um "obrigado" e "boa noite".
Psiu... está ouvindo? Já dormiu. Que pena! Boa noite, durma bem. Eu fico velando por você.

                                            Jesus

Voltar para o início da página.


Coração Feliz

Alma fraterna, escuta:
Se podes atender,
Mesmo imperfeitamente,
À tarefa que a vida te confia,
Rende graças a Deus!...

Se alguma alfinetada te aguilhoa,
Se alguma prova sobrevém,
Auxilia, perdoa
E prossegue no rumo
Que o caminho te aponte para o bem...

Lembra: quantos irmãos, ainda hoje,
Clamam desesperados,
Sob a luta sombria
Dos que se entregam à revolta,
Enceguecidos pela rebeldia!...

Quantos jazem no leito,
Situando na morte a última esperança...

Quantos caem, aos gritos do remorso,
Na delinqüência que os arrasa...

Quantos choram, em vão,
As horas que perderam!...

Recorda tanta gente,
Em pranto, junto a nós,
E nem pela fração de um só momento,
Não te queixes de mágoa ou sofrimento...

Ergue-te de ti mesmo
E busquemos agir
Para estender o bem ao nosso alcance.

Se podes trabalhar
Não fales de amargor,
Desengano, tristeza ou cicatriz,
Porque, servindo aos outros por amor,
Já tens, por dom de Deus, o coração feliz.

                                           Meimei
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Confia Sempre

Não percas a tua fé entre as sombras do mundo.
Ainda que os teus pés estejam sangrando, segue para frente, erguendo-a por luz celeste, acima de ti mesmo.
Crê e trabalha.
Esforça-te no bem e espera com paciência.
Tudo passa e tudo se renova na Terra, mas o que vem do céu permanecerá.
De todos os infelizes, os mais desditosos são os que perderam a confiança em Deus e em si mesmos, porque o maior infortúnio é sofrer a privação da fé e prosseguir vivendo.
Eleva, pois, o teu olhar e caminha.
Luta e serve. Aprende e adianta-te.
Brilha a alvorada além da noite.
Hoje, é possível que a tempestade te amarfanhe o coração e te atormente o ideal, aguiolhando-te com a aflição ou ameaçando-te com a morte.
Não te esqueça, porém, de que amanhã será outro dia.

                                           Meimei
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Confiando Sempre

...peçamos ao Senhor nos sustente as forças na desincumbência dos compromissos assumidos e prossigamos adiante, no campo de nossas abençoadas lutas, na certeza de que o Divino Benfeitor jamais nos abandona.

                                  Bezerra de Menezes.
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Dinheiro

O dinheiro não é luz, mas sustenta a lâmpada.
Não é a paz, no entanto, é um companheiro para que se possa obtê-la.
Não é calor, contudo, adquire agasalho.
Não é o poder da fé, mas alimenta a esperança.
Não é o amor, entretanto, é capaz de erguer-se por valioso ingrediente na proteção afetiva.
Não é tijolo de construção, todavia, assegura as atividades que garantem o progresso.
Não é cultura, mas apoia o livro.
Não é visão, contudo, ampara o encontro de instrumentos que ampliam a capacidade dos olhos.
Não é base de cura, no entanto, favorece a aquisição do remédio.
Em suma, o dinheiro associado à consciência tranquila, alavanca do trabalho e fonte da beneficência, apoio da educação e alicerce da alegria, é uma benção do Céu que de modo imediato, nem sempre faz felicidade mas sempre faz falta.

                                  Bezerra de Menezes
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Dez Dicas

Turma:
Estamos aqui, no frente à frente.
Agradeço o papo, mas não esperem sermão.
Transando atividades espirituais com vocês, não passo de garupeta.
Se alguém disser pra vocês que sou guia, corrijam logo a palavra pra guiador, pois carango é comigo!
Estou num gango assim tão legal que, sem esnobar conselho, digo pra vocês dez dicas que limpam a barra de qualquer batente em que o cara esteja.

1-A primeira é uma daquelas que chegou ao mundo por Moisés - respeitar pais e mães; quem não puder seguir as modas dos bigs amizades que na Terra nos puseram pra jambrar, deve agradecer a eles com atenção todo o bem que nos fazem.
2-A segunda é agüentar as pontas e manter a garra no estudo e no trabalho, pra que ninguém fique encucado em bofunfa de papai.
3-A terceira é não caçar bocas para não perder tempo, nem caminho.
4-A quarta é escolher com quem andam pra saber onde vão chegar.
5-A quinta é deixar a carranca pra quem gosta de fechar o pesqueiro e esperar pelo miserê.
6-A sexta é fugir de brisas e ervas mágicas pra não entregarem a rapadura, diante da vida.
7-A sétima é não engrupir ninguém e não se biritar para que não se envolvam em piaba e canória.
8-A oitava é reconhecer que revirar o sexo sem compromisso é brincar com fogo, buscando, às vezes, loucura e doença, confa e balaço.
9-A nona é auxiliar aos outros em tudo o que a gente consiga fazer o bem.
10-A décima é confiar em Deus e saber que somos vistos pela Divina Providência, mesmo onde os tais imaginam estar sós.
Quanto ao mais, procurem não perder a disciplina com as pedreiras da vida, porquanto ganhar pedal nas praças do mundo não é maré mansa.
Acertem os relogios com o Amigão Jesus Cristo, bola pra frente e já falei.

                                 Augusto Cezar Netto
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Mensagem

Continuemos caminhando sob a inspiração do Divino Mestre. É tudo o que nos será possível fazer de melhor.
De nós mesmos, atentos à insegurança de nossas aquisições, nosso passo seria vacilante entre a luz e a sombra, entre o bem e o mal...Com Cristo, porém, cessam as dúvidas.
O sacrifício dos nossos desejos aos Desígnios do Senhor é a chave de nossa felicidade real.

                                      Carlos Augusto
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Mensagem

Nos dias de temporal, por dentro do coração, refugiemo-nos no santuário da prece. A prece é força da vida ao nosso dispor; por ela, anjos e homens se encontram, facilitando-nos a comunhão com Jesus para a execução de nossas tarefas.

                                      Carlos Augusto
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Aos Caras Amigos

Caras, vocês mandam o sarrafo pra cima de nós e saem na linha grossa, perguntando porque ficamos supernoticiosos depois de largar o pijama de madeira.
Ninguém precisa pensar que estamos grilando a cuca dos outros.
O negócio é que ninguém fica de pés juntos.
Enquanto na Terra, todos damos um chega-pra-lá na zebra que nos põe na horizontal e quase todos chegamos aqui num crepe danado, engrupidos e tantãs.
Se vocês desaparecessem mesmo nos carangos e magrelas em que costumam estraçalhar a lata, era o caso de fecharmos o bico, mas vocês escalopem daí, papeando grosso e pintam por aqui numa bananosa de lascar o cano.
Vocês se cuidem.
Azarão dá em qualquer lugar.
Não estamos dando malhação.
Acontece que todos os que dão a cara por aqui, entrados na pua, dão muito trabalho e não podem dar nos cascos.
Alguém dirá que Deus ajuda.
E ajuda mesmo. Mas procurem ver um campo que o homem deixa às moscas. Quando o empresário da terra larga Deus sozinho, mato e bicharia dão às pancas.
Assim somos nós.
Deus nos concede carangos e motocas, mas se deixarmos Deus sozinho dentro delas, o resultado é espinafração, catimbo, sururu e desencarnação.
E depois disso ninguém pense que vai encontrar maré mansa.
A morte é uma solenidade marcada para tempo próprio, mas se o dono das rodas aumenta o sebo da gasolina para a velocidade dos campeões, os problemas que aparecem não estão no gibi.
Não vão achar finórios ou quimbas, nem gruja ou livramento.
Cada um tem de mandar brasa ou mostrar o plá que pode.
Quem pinta por aqui não parte pra galega. Não adianta ficar bronqueando ou por conta da vida.
Andem no caprichado.
Meus cupinchas, se vocês tiverem de abotoar o paletó, que estejam no caminho certo.
Nada de milonga ou moleza, porque quem quiser melhoradas, onde estamos, tem muito apito pra ouvir e pedreiras de cachorro.
Quem puder escutar ou quem quiser emprestar os ouvidos pra nós, tomem conhecimento disso.
Descanso é pra lesmas e assim mesmo só até que o trator não apareça.
Pensem nisso.
Não estamos botando banca de profetas.
Vivam sem pensar, em excesso na morte, mas saibam conduzir a vida nas trilhas retas, conforme o figurino.
Não acreditem nesta história de sono eterno, coisa que nem as lagartas no casulo conseguem achar, porque, quando menos esperam, são postas pra jambrar na condição de borboletas.
Creio que falei e se não tiver falado como eu queria, aqui fica o fim de papo.

                              Augusto Cezar Netto
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Sinais de Luz

Aceitar a existência,
Melhorando a nós mesmos;

Cumprir a obrigação
que o momento nos mostra;

Trabalhar e servir
Sem reclamar louvores;

Receber agressões
Desculpando-as sem queixas;

Nunca desanimar
Na prática do bem;

Eis alguns sinais
Da Presença de Deus.

                                          Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Pedras da Vida

...há situações que constituem a nossa prova aflitiva e áspera, mas redentora e santificante.
Perdoemos as pedras da vida pelo ouro de experiência e de luz que nos oferecem.
E, sobretudo, armemo-nos de coragem para o trabalho, porque é na dor do presente que corrigimos as lutas de ontem, acendendo abençoada luz para o nosso grande porvir.

                            Bezerra de Menezes
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Não te Queixes

Quando te queixas
de alguém ou de alguma coisa,
é possível que estejas
recusando a presença da pessoa
ou desprezando o amparo
que a Divina Providência te enviou
para livrar-te
de males maiores
que talvez te aguardem pela frente.

                                       Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Saudade

Ante os mortos queridos,
Faze silêncio e ora.

Ninguém pode apagar.
A chama da saudade.

Entretanto se choras,
Chora fazendo o bem.

A morte para a vida
É apenas mudança.

A semente no solo
Mostra a ressureição.

Todos estamos vivos
Na presença de Deus.

                                         Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Supérfluo

Sobre assuntos do supérfluo
Muitas vezes me concentro;
Enfeite demais por fora
É pouco sizo por dentro.

                                Cornélio Pires
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Reflexão

Se encontras dificuldades.
Pensa nas bençãos que tens;
Destacamos nossos males
Esquecendo-nos dos bens.

                                 Cornélio Pires
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


No Abuso

O homem que se embriaga
E é glutão em qualquer clima,
Vive doente e parece
A lima que lima a lima.

                                    Cornélio Pires
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Dúvida

Gente que sofre de tédio
E a todo instante se enguiça,
Não se sabe se é doente
Ou se é caso de preguiça.

                                     Cornélio Pires
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Novidade

Nunca passes recibo
De aceitação da ofensa.

Agressão é moléstia
Que não melhora aos murros.

Às vezes quem te fere
Carrega o peito em chagas.

Revide, queixa e mágoa
São reações comuns.

O perdão, entretanto,
É a grande novidade.

Porque o perdão é amor
Em ligação com Deus.

                                        Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Crítica e Serviço

Se muitos companheiros estão vigiando os teus gestos procurando o ponto fraco para te criticarem, outros muitos estão fixando ansiosamente o caminho em que surgirás, conduzindo até eles a migalha do socorro de que necessitam para sobreviver.

É impossível não saibas quais deles formam o grupo de trabalho em que Jesus te espera.

                                         Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Remédio

Ante as crises da vida,
Não te revoltes. Serve.

Irritação na essência
É caldeira que explode.

Se alguém errou, desculpa.
Se alguém te fere, olvida.

Serenidade em ti
É respeito nos outros.

Se algum mal aparece,
Não te afastes do bem.

Paciência em serviço
É remédio de Deus.

                                          Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Das Invenções e Descobertas

O conhecimento mais aprofundado do Espiritismo acalmou a febre das descobertas que, no princípio, toda gente imaginava poder fazer por meio dele. Houve até quem chegasse a pedir aos Espíritos receitas para tingir e fazer nascer os cabelos, curar os calos dos pés, etc. Conhecemos muitas pessoas que julgaram ter feito assim a sua fortuna e que nada conseguiram senão processos mais ou menos ridículos. O mesmo acontece quando se pretende, com a ajuda dos Espíritos, penetrar os mistérios da origem das coisas. Alguns deles têm, sobre essas matérias, seus sistemas, que não valem mais do que os dos homens e aos quais é prudente não dar acolhida, senão com a maior reserva.

                                     Allan Kardec
Do livro "O Livro dos Espíritos".

Voltar para o início da página.


Natureza e Vida

Sabedoria do povo
Que a vida nunca desmente:
Mentira muito alongada,
Verdade brilhando à frente.

Alegria verdadeira
Não é sempre a que te agrade.
Às vezes, golpe sofrido:
Acesso à felicidade.

Onde há fama sem caráter,
O sofrer é pobre e vão.
Cultura apenas de letra
É casca de educação.

Perdoa os maus, que os maus lembram
As terras secas do mundo...
A broca do sofrimento
Traz à tona a água do fundo.

Calúnias mordem-te o nome?...
Tolera constantemente...
O fruto que mata a fome
É triturado no dente.

                                  Múcio Teixeira
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Nova Luz

Desfez-se a sombra do mistério errante...
E as vozes da Mansão Desconhecida
Trazem da morte estranha e indefinida
A mensagem da vida triunfante!

É a compassiva luz de Outro Levante
Revelando a beleza de Outra Vida,
Sol para a Terra escura e irredimida,
Fé para a Humanidade vacilante...

Há claridades sobre a noite imensa...
Cai a negra muralha da descrença
Aos lampejos celestes da Verdade.

É a nova luz divina que se eleva,
Nos turbilhões de lágrimas e treva,
Traçando a senda para a Eternidade!

                                 Antero de Quental
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


No Reino da Palavra

Não grite.
Conserve calma.
Use a imaginação sem excesso.
Fale com inteligência, sem exibição de cultura.
Responda serenamente em toda questão díficil.
Evite maledicência.
Fuja a comparações, a fim de que seu verbo não venha a ferir.
Abstenha-se de todo adjetivo desagradável para pessoas, coisas e circunstâncias.
Guarde uma frase sorridente e amiga para toda situação inevitável.
Recorde que Jesus nos legou o Evangelho, exemplificando, mas conversando também.

                                        André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


A Arte Pura e os Artistas Verdadeiros

Num momento em que assistimos ao abastardamento da arte, sobretudo no campo da música, da dança, da literatura e em quase todas as suas manifestações, vale a pena meditarmos nestes conceitos de alta espiritualidade e grande sabedoria:
- A Arte pura é a mais elevada contemplação espiritual por parte das criaturas. Ela significa a mais profunda exteriorização do ideal, a divina manifestação desse "mais além" que polariza as esperanças da alma.
E o artista verdadeiro é sempre o "médium" das belezas eternas e o seu trabalho, em todos os tempos, foi tanger as cordas mais vibráteis do sentimento humano, alçando-o da Terra para o Infinito e abrindo em todos os caminhos, a ânsia dos corações para Deus, nas suas manifestações supremas de beleza, de sabedoria, de paz e de amor.

                                            Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Palavras e Ações

Enfileiremos na cabeça, algumas imagens, simples, lembrando o estranho fenômeno do ensino elevado sem testemunho:
Semente frustada.
Árvore estéril.
Fonte seca.
Enxada morta.
Máquina sem uso.
Lâmpada apagada.
Tomada inútil.
Fogão sem lume.
Cântaro sem fundo.
Título sem trabalho.
Motor sem combustível.
Tecla muda.
Remédio na prateleira.
Não nos esqueçamos de que a Doutrina Espírita vem até nós para que as grandes palavras do Cristianismo sejam traduzidas em grandes ações.

                                   Albino Teixeira
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Você e Nós

Espíritos eternos, estamos hoje no ponto exato da evolução para o qual nos preparamos, com os recursos mais adequados à solução de nossos problemas e tarefas, segundo os compromissos que abraçamos, seja no campo do progresso necessário ou na esfera da provação retificadora. Achamo-nos com os melhores familiares e com os melhores companheiros que a lei do merecimento nos atribui. À vista disso, permaneçamos convencidos de que a base de nossa tranquilidade reside na integridade da consciência; compreendamos que todas as afeições-problemas em nossa trilha de agora constituem débitos de existências passadas, que nos compete ressarcir, e que todas as facilidades que já nos enriquecem a estrada são instrumentos que o Senhor nos empresta, a fim de utilizarmos a vontade própria, na construção de mais ampla felicidade porvindoura e entendamos que a vida nos devolve aquilo que lhe damos.
Na posse de semelhantes instruções, valorizemos o tempo, para que o tempo nos valorize e permaneçamos em equilíbrio sem afetar aquilo que não somos, em matéria de elevação, conquanto reconhecendo a necessidade de aperfeiçoar-nos sempre.
Se errarmos, estejamos decididos à corrigenda, agindo com sinceridade e trabalhando fielmente para isso.
Você e nós estejamos convencidos, diante da Providência Divina, que possuímos infinitas possibilidades de reajuste, aprimoramento, ação ou ascensão e que depende, tão somente de nós, melhorar ou agravar, iluminar ou obscurecer as nossas situações e caminhos.

                                         André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Viver em Paz

Mantém-te em paz.
É provável que os outros te guerreiem gratuitamente, hostilizando-te a maneira de viver: entretanto, podes avançar em teu roteiro, sem guerrear a ninguém.
Para isso, contudo - para que a tranquilidade te banhe o pensamento - é necessário que a compaixão e a bondade te sigam os passos...
Todos os que surgem, aflitos ou desesperados, coléricos ou desabridos, trazem chagas ou ilusões. Prisioneiros da vaidade ou da ignorância, não souberam tolerar a luz da verdade e clamam irritadiços... Unge-te de piedade e penetra-lhes os recessos do ser, e identificarás em todos eles crianças espirituais que se sentem ultrajadas ou confundidas.
Uns acusam, outros choram.
Ajuda-os, enquanto podes.
Pacificando-lhes a alma, harmonizarás, ainda mais, a tua vida.
Aprendamos a compreender cada mente em seu problema.
Recorda-te de que a Natureza, sempre divina em seus fundamentos, respeita a lei do equilíbrio e conserva-a sem cessar.
Ainda quando os homens se mostram desvairados, nos conflitos abertos, a Terra é sempre firme e o sol fulgura sempre.
Viver de qualquer modo é de todos, mas viver em paz consigo mesmo é serviço de poucos.

                                   Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Mensagem

... a caridade é a virtude fundamental que deve sustentar o edifício das virtudes terrenas; sem ela, as outras não existiriam. Sem a caridade, nada de esperar uma sorte melhor, nenhum interesse moral que nos guie; sem a caridade, nada de fé, pois a fé não é mais do que um raio de luz pura, que faz brilhar uma alma caridosa...

                                            Cáritas
Extraído do Evangelho Segundo o Espiritismo

Voltar para o início da página.


Mensagem

A Preocupação constante do filósofo (tal como compreendiam, Sócrates e Platão) é de tomar o maior cuidado com a alma, menos por esta vida, que não é senão um instante, do que em vista da eternidade. Se a alma é imortal, não é mais sábio viver com vistas à eternidade?

Extraído do Evangelho Segundo o Espiritismo

Voltar para o início da página.


Prece da Serenidade

Deus,
concede-me serenidade para aceitar o que não posso mudar,
coragem para mudar o que posso mudar
e sabedoria para perceber a diferença.

                                         Anônimo

Voltar para o início da página.


Mensagem

O homem pode abrandar ou aumentar o amargor das suas provas, pela maneira de encarar a vida terrena. Maior é o seu sofrimento, quanto o considera mais longo. Ora, aquele que se coloca no ponto de vista da vida espiritual, abrange na sua visão a vida corpórea, como um ponto no infinito, compreendendo a sua brevidade, sabendo que esse momento penoso passa bem depressa. A certeza de um futuro próximo e mais feliz o sustenta e encoraja, e em vez de lamentar-se, ele agradece ao céu as dores que o fazem avançar. Para aquele que, ao contrário, só vê a vida corpórea, esta parece interminável, e a dor pesa sobre ele com todo o seu peso. O resultado da maneira espiritual de encarar a vida é a diminuição de importância das coisas mundanas, a moderação dos desejos humanos, fazendo o homem contentar-se com a sua posição, sem invejar a dos outros, e sentir menos os reveses e decepções. Ele adquire, assim, uma calma e uma resignação tão úteis à saúde do corpo como à da alma, enquanto com a inveja, o ciúme e a ambição, entrega-se voluntariamente à tortura, aumentado as misérias e as angústias de sua curta existência.

                                             ESE

Voltar para o início da página.


Mulher

O homem é o rei da criação,
A mulher é fonte de água pura.
Mas quando a fonte não está segura
Ele desce da sua realeza
E pode fazer qualquer coisa.

No lar cristão, em toda parte
A mulher é presença de amor e luz,
Mas para ser protetora do homem,
Deve ser mensageira de Jesus.

                                  Maria Dolores
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Ante o Natal

A esperança se agiganta,
A Natureza se renova e brilha,
A passarada feliz
Voa feliz, vibra e canta.
O berço pobre,
A estrela que rebrilha,
O jardim que encanta.
As flores brilham. Que maravilha!
É Jesus que vem de novo,
Falar de Deus ao coração do povo,
Com a sua palavra que reluz!
Saudam-se os cristãos de toda a Terra,
É o domínio da paz, banindo a guerra!
É o Senhor! É Jesus!... Sempre Jesus!

                                    Maria Dolores
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Mensagem

Em princípio, o futuro deve ser ocultado ao homem: não é senão em casos raros e excepcionais que Deus permite a sua revelação. Se o homem conhecesse o futuro, negligenciaria o presente e não agiria com a mesma liberdade, porque seria dominado pelo pensamento que, se uma coisa deve chegar, não há com que dela se preocupar, ou bem procuraria entrevá-la. Deus não quis que assim fosse, a fim de que cada um concorresse para o cumprimento das coisas, mesmo daquelas às quais gostaria de se opor. Deus permite a revelação do futuro quando esse conhecimento prévio deva facilitar o cumprimento de uma coisa, em lugar de entravá-la, conduzindo a agir de outro modo ao que se teria feito sem isso.

                                       Allan Kardec
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Enviados do Cristo

Esse triste companheiro
Cujo passo te procura
Ralado de desventura
Que não sabes de onde vem...

Esse pedinte arrasado
Por dores desconhecidas,
Emanharado em feridas,
Sem proteção de ninguém...

Esse amigo que lastima
A própria ação rude e cega
No cárcere que o segrega
Para reforma e pesar...

Esse irmão largado à noite,
De olhar magoado e profundo
Que roga debalde ao mundo
O doce calor de um lar...

Essa mendiga que estende
Pobre mão encarquilhada
Cuja penúria na estrada
Ninguém na Terra traduz...

Esse doente cansado
Que se lamenta sozinho
Abandonado ao caminho
À míngua de paz e luz...

Essa mãe de filho ao peito
Que em lágrimas se consome
Às vezes com febre e fome
Rogando socorro em vão...

Essa criança assustada
Que chora sem rumo certo,
Flor atirada ao deserto
Anjo na cruz da aflição...

À frente desses amigos
Que o sofrimento encarcera
Corações em longa espera
Recordai o "não julgueis"...

Eles não pedem censura
Mostrando a necessidade
Ensinam que a caridade
É a lei de todas as leis...

Esses irmãosd quase mortos!...
Eis que que o Céu nô-los envia
Na estrada do dia-a-dia
Para as lições do Senhor!...

Saibamos ressuscitá-los
Da morte em sombra na prova
Doando-lhes vida nova
Na escola viva do amor!...

                               Irene Souza Pinto
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Bagagem

Muito aprendi mim mesmo
Nesta ocorrência de instantes;
De quem segue para o Além,
A bagagem chega antes.

                                Cornélio Pires
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Erro Alheio

Perante qualquer desatre,
Sê compassivo e prudente;
O erro de uma pessoa
É lição a muita gente.

                             Cornélio Pires
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Inimigos

Por que amar aos inimigos?
São nossos irmãos doentes,
Muitas vezes reencarnados
Em nossos próprios parentes.

                            Cornélio Pires
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Herança

Para quem deixou a Terra,
Sonhando paz e esperança,
As lutas que mais lhes doem
São os atritos de herança.

                          Cornélio Pires
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Gurademos Saúde Mental

"Pensai nas coisas que são de cima, e não nas coisas que são da Terra". Paulo - Colossense, 3:2

O Cristianismo primitivo não desconhecia a necessidade da mente sã e iluminada de aspirações superiores, na vida daqueles que abraçam no Evangelho a renovação substancial.
O trabalho de notáveis pensadores de hoje encontra raízes mais longe.
Sabem agora, os que lidam com os fenômenos mediúnicos, que a morte da carne não impõe as delícias celestiais.
O homem encontra consigo mesmo, além do túmulo, com as virtudes e defeitos, ideais e vícios a que se consagrava no corpo.
O criminoso imanta-se ao círculo dos próprios delitos, quando se não algema aos parceiros na falta cometida.
O avarento está preso aos bens supérfluos que abusivamente amontoou.
O vaidoso permanece ligado aos títulos transitórios.
O alcoólatra ronda as possibilidades de satisfazer a sede que lhe domina os centros de força.
Quem se apaixona pelas organizações caprichosas do "eu", gasta longos dias para desfazer as teias de ilusão em que se lhe segrega a personalidade.
O programa antecede o serviço.
O projeto traça a realização. O pensamento é energia irradiante. Espraiemo-lo na Terra e prender-nos-emos, naturalmente, ao chão. Elevemo-lo para o Alto e conquistaremos a espiritualidade sublime.
Nosso espírito residirá onde projetramos nossos pensamentos, alicerces vivos do bem e do mal. Por isto mesmo, dizia, Paulo, sabiamente: - "Pensai nas coisas que são de cima".

                                          Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Os Três Crivos

... Certa feita, um homem esbaforido achegou-se a Sócrates e sussurrou-lhe aos ouvidos: - Escuta, na condição de teu amigo, tenho alguma coisa muito grave para dizer-te, em particular...
- Espera!... - ajuntou o sábio prudente. Já passaste o que me vais dizer pelos três crivos?
- Três crivos? - perguntou o visitante, espantado.
- Sim, meu caro amigo, três crivos. Observemos se tua confidência passou por eles. O primeiro, é o crivo da verdade. Guardas absoluta certeza, quanto aquilo que pretendes comunicar?
- Bem, ponderou o interlocutor, - assegurar mesmo, não posso... Mas ouvi dizer e... então...
- Exato. Decerto peneiraste o assunto pelo segundo crivo, o da bondade. Ainda que não seja real o que julga saber, será pelo menos bom o que me queres contar?
Hesitando, o homem replicou:
- Isso não... Muito pelo contrário...
- Ah! - tornou o sábio - então recorramos ao terceiro crivo, o da utilidade, e notemos o proveito do que tanto te aflige.
- Útil?!... - aduziu o visitante ainda agitado. - Útil não é...
- Bem - rematou o filósofo num sorriso, - se o que tens a confiar não é verdadeiro, nem bom e nem útil, esqueçamos o problema e não te preocupes com ele, já que nada valem casos sem edidificação para nós...
Aí está, meu amigo, a lição de Sócrates, em questões de maledicência...

                                     Irmão X
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Com Paciência

Provações te buscaram.
Dificuldades te agitam.
Tudo parece noite ao redor de teus passos.
Não te detenhas, no entanto, a fim de medir as sombras.
Prossegue trabalhando e não te afastes da paciência.
Por nada te desesperes.
Dá tempo a Deus para que Deus te acenda nova luz.

                                 Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


É e Será

Meu amigo, em cada golpe
Da luta que nos reclama,
A divisa em toda parte
É sempre: "perdoa e ama".

Perante qualquer assalto
Do mundo que nos magoa,
A legenda, cada dia,
Será sempre: "ama e perdoa".

À frente de toda injúria,
Em forma de pedra e lama.
A fórmula do caminho
É sempre: "perdoa e ama".

Em toda dificuldade
Na fé que nos abençoa,
A senha, no amor de Cristo,
Será sempre: "perdoa e ama".

                       Casimiro Cunha
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Em casa

Ninguém foge à lei da reencarnação.
Ontem, atraiçoamos a confiança de um companheiro, induzindo-o à derrocada moral.
Hoje, guardamo-lo na condição do parente dificíl, que nos pede sacrifício incessante.
Ontem, abandonamos a jovem que nos amava, inclinando-a ao mergulho na lagoa do vício.
Hoje, temo-la de volta por filha incompreesiva, necessitada de nosso amor.
Ontem, colocamos o orgulho e a vaidade no peito de um irmão que nos seguia os exemplos menos felizes.
Hoje, partilhamos com ele, à feição de esposo despótico ou de filho problema, o cálice amargo da redenção.
Ontem, esquecemos compromissos veneráveis, arrastando alguém ao suicídio.
Hoje, reencontramos esse mesmo alguém na pessoa de um filhinho, portador de moléstia irreversível, tutelando-lhe, à custa de lágrimas, o trabalho de reajuste.
Ontem, abandonamos a companheira inexperiente, `a míngua de todo auxílio, situando-a nas garras da delinqüência.
Hoje, achamo-la ao nosso lado, na presença da esposa conturbada e doente, a exigir-nos a permanência no curso infatigável da tolerância.
Ontem, dilaceramos a alma sensível de pais afetuosos e devotados, sangrando-lhe o espírito, a puinhaladas de ingratidão.
Hoje, moramos no espinheiro, em forma de lar, carregando fardos de angústia, a fim de aprender a plantar carinho e fidelidade.
À frente de toda dificuldade e de toda prova, abençoa sempre e faz o melhor que possas.
Ajuda aos que te partilham a experiência, ora pelos que te pesrseguem, sorri para os que te ferem e desculpa todos aqueles que te injuriam...
A humildade é chave de nossa libertação.
E, sejam quais sejam os teus obstáculos na família, é preciso reconhecer que toda construção moral do Reino de Deus, perante o mundo, começa nos alicerces invisíveis da luta em casa.

                                 Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Médiuns Transviados

"Derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e filhas profetizarão, vossos velhos terão sonhos e vossos jovens terão visões." (Joel, 2, 33)

Mediunidade é talento divino para edificar o consolo e a instrução entre os homens.
Os espíritos Benevolentes e Sábios convidam as criaturas para colaborarem com eles na obra de esclarecimento e elevação da Humanidade.
Os medianeiros que aderem, renascem no mundo com os característicos da instrumentação ideal.
Muitas vezes, no entanto, em plenitude das forças físicas, os tarefeiros do intercâmbio, enganados por transitórias facilidades materiais recusam-se ao compromisso assumido, alegando temor ou mostrando rapacidade.
Instados pelos Instrutores da Vida Maior, durante muito tempo, para que se desincumbam do próprio mandato, afirmam-se com receio da humilhação e da crítica ou exploram situações, sequiosos de luxo e poder, contudo, os benfeitores espirituais, por fim, renunciam à insistência construtiva, deixando-os entregues a si mesmos.
Então, semelhantes criaturas que renasceram no corpo terrestre para a função da mediunidade continuam médiuns, mas só a Lei de Deus sabe como.

                                            Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Êxito

Não busques êxito e lucro
Nos negôcios da existência
Sem notar nos companheiros
Limpeza de consciência.


                              Cornélio Pires
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Amor

Entre pessoas sadias,
O amor pede tempo e dose;
Entretanto, sem medida,
Vira caso de esclerose.

                                  Cornélio Pires
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Mudança

Ergue-te da aflição,
Fita o céu e caminha...

Corações transformados
Deus os fará felizes.

Ocorrências amargas
A lembrança é lição.

A luz de simples vela
Vence a força da sombra.

Bendita é a provação
Que nos descobre a fé.

Muita vez, no caminho,
Tudo cai, menos Deus.

                                           Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Tudo Passa

O poder muda no tempo.
Fortunas morrem na herança.
Tudo passa ou se desfaz,
Menos a luz da esperança.

                             Cornélio Pires
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Vale o Silêncio

Injúrias e dissidências,
Gestos chulos, onde vais?
Não reajas, nem respondas,
O silêncio pode mais.

                              Cornélio Pires
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Observação

Em lides religiosas
Eu nunca soube o por que;
Pessoa que mais fala em fé
É aquela que menos crê.

                               Cornélio Pires
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Declaração

Declaração que interessa
A santos, crentes e ateus:
Todos estamos vivendo
Na paciência de Deus.

                                Cornélio Pires
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Oração perante Jesus

Senhor!
Agradecemos os professores de bondade e paciência, compreensão e tolerância que nos concedes, através de todos aqueles que nos transmitem os ensinamentos que nos legaste.
E manifestamos ao teu amparo a nossa gratidão pelos examinadores que nos envias, na pessoa de nossos familiares e companheiros, adversários e observadores, para que se nos verifique o grau de aproveitamento das tuas mensagens de paz e amor.
Entretanto, Jesus, entre aqueles que nos induzem a procurar as virtudes que ainda não possuímos, e aqueles outros que nos destacam os defeitos e as deficiências que ainda carregamos, nós te pedimos força e coragem para sermos simples e humildes, a fim de praticarmos as tuas lições.

                                   Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Anotação de amigo

Enquanto na vida terrestre, em muitas ocasiões, chega um dia em que reconhecemos não haver amado bastante, e sofremos por isso...

Por semelhante razão é que nos empenhamos a dizer-te, - nós, os amigos que já fomos desligados do corpo físico, - que, se te dispões a fazer o bem ao próximo, ainda que estejas na melhor forma de saúde, aproveita o tempo para fazer isso agora porque hoje é mais tarde do que pensas.

                                   Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


O livro

No câmbio dos valores morais, o livro pode ser:

Lido - negócio importante;
Cultivado - crédito permanente;
Ofertado - cheque ao portador;
Sustentado - rendimento constante;
Extraviado - abono sem endereço;
Achado - auxílio indireto;
Difundido - riqueza pública;
Vendido - tesouro sem preço;
Emprestado - socorro imprevisto;
Conservado - reserva segura;

Amparar o livro e distribuí-lo é participar dos interesses da Providência Divina, realizando preciosos investimentos de luz e verdade, amor e renovação entre os homens.

                            Albino Teixeira
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Rimário de luz

Se desejas cooperar no trabalho de Jesus, não te dês a censurar o peso da própria cruz.

                            Casimiro Cunha
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Painéis da vida

Disse-me um sábio do Além:
- "A luz divina da paz não brilha no que se tem mas sim no bem que se faz".

                            Fidélis Alves
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Ocasião ideal

Se aguardas oportunidade para criar a alegria de alguém: restabelecer a paz desculpando essa ou aquela ofensa;
Solicitar o perdão de pessoa determinada por alguma falta de que te sentes responsável;
Prestar serviço em auxílio ao próximo; ou colaborar em alguma campanha benemérita; não espereis ensejo para isso, porque a melhor ocasião para fazer o bem será sempre agora.

                                   Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Alguns e nós

Nunca influenciaremos a todos,
Mas sempre influenciaremos alguns.

Reflitamos no assunto,
Revendo o que transmitimos.

A descrença suscita a descrença,
A dúvida gera a dúvida.

O desânimo sugere o desânimo,
A tristeza espalha a tristeza.

A fé atraí a fé.
A esperança acende a esperança.

A bondade cria a bondade,
O amor estende o amor.

                                   Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Nos domínios da fala

Não somente falar, mas verificar, sobretudo, o que damos com as nossas palavras.
Automaticamente, transferimos estados de alma para aqueles que nos ouvem, toda vez que damos forma às emoções e pensamentos com recursos verbais.
Terás pronunciado formosos vocábulos, selecionando frases a capricho, no entanto, se não as tiveres recamado de bondade e entendimento, é possível que tenha colhido apenas indiferença ou distância nos companheiros que te compartilham a experiência.
Ainda mesmo hajam sido as tuas expressões das mais corretas e das mais nobres, gramaticalmente considerando, se nelas colocaste quaisquer vibrações de pessimismo ou azedume, ironia ou insinceridade, elas terão sido semelhantes a recipientes de ouro que derramassem vinagre ou veneno, ferindo ou amargurando corações ao redor de ti.
Isso ocorre porque, instintivamente, a nossa palavra está carregada de nosso próprio espírito, ou melhor, insuflamos os próprios sentimentos em todos aqueles que nos prestam atenção.
À vista disso, analisemo-nos em tudo o que dissermos.
Conversa é doação de nós mesmos. Opiniões que exteriorizemos são pinceladas para a configuração de nosso retrato moral. Mais que isso, o verbo é criador. Cada frase é semente viva. Plantamos o bem ou o mal, a saúde ou a enfermidade, o otimismo ou o desalento, a vida ou a morte, naqueles que nos escutam, conforme as idéias edificantes ou destrutivas que lhes imponhamos pelos mecanismos da influênciação, ainda mesmo indiretamente.
Balsamizarás as feridas dos que se encontrem caídos nas trilhas do mundo, entretanto, que será de nossos "irmãos horizontalizados na angústia" se não lhes instilamos no coração a fé necessária para que se levantem na condição de filhos de Deus, tão dignos e tão necessitados da benção de Deus, quanto nós.
Estudemos nossa palavra, entendendo-lhe a importância na vida.
Diálogo é o agente que nos expõe o mundo íntimo. O verbo é o espelho que nos reflete a personalidade real para julgamento dos outros.
Falarás e aparecerás.

                                   Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Prece de Cáritas

Deus, nosso Pai, que sois todo Poder e Bondade, dai a força àquele que passa pela provação, dai a luz àquele que procura a verdade, pondo no coração do homem a compaixão e a caridade.

Deus! Dai ao viajor a estrela guia, ao aflito a consolação, ao doente o repouso.

Pai! Dai ao culpado o arrependimento, ao espírito a verdade, à criança o guia, ao órfão o pai.

Senhor! Que vossa bondade se estenda sobre tudo o que criastes.

Piedade, Senhor, para aqueles que Vos não conhecem; esperança para aqueles que sofrem. Que Vossa bondade permita aos Espíritos consoladores derramarem por toda a parte a paz, a esperança e a fé.

Deus! Um raio, uma faísca do Vosso amor pode abrasar a Terra; deixai-nos beber nas fontes dessa bondade fecunda e infinita, e todas as lágrimas secarão, todas as dores se acalmarão. Um só coração, um só pensamento subirá até Vós, como um grito de reconhecimento e de amor. Como Moisés sobre a montanha, nós Vos esperamos com os braços abertos, Ó Poder! Ó Bondade! Ó Beleza! Ó Perfeição e queremos, de alguma sorte, alcançar Vossa misericórdia.

Deus! Dai-nos a força de ajudar o progresso, a fim de subirmos até Vós; dai-nos a caridade pura; dai-nos a fé e a razão; dai-nos a simplicidade que fará das nossas almas o espelho onde se deve refletir Vossa imagem.

                                   Cáritas
Médium: Mme. W. Krell

Voltar para o início da página.


O Mestre e o Apóstolo

Luminosa é a coerência entre o Cristo e o Apóstolo que lhe restaurou a palavra.
Jesus, o Mestre.
Kardec, o Professor.
Jeus refere-se a Deus, junto da fé sem obras.
Kardec fala de Deus, rente às obras sem fé.
Jesus é combatido desde a primeira hora no Evangelho, pelos que se acomodam na sombra.
Kardec é impugnado, desde o primeiro dia do Espiristismo, pelos que fogem da luz.
Jeus caminha sem convenções.
Kardec age sem preconceitos.
Jesus exige coragem de atitudes.
Kardec impele à caridade.
Jesus consola a multidão.
Kardec esclarece o povo.
Jesus acorda o sentimento.
Kardec desperta a razão.
Jesus constrói.
Kardec consolida.
Jeus revela.
Kardec descortina.
Jesus propõe.
Kardec expõe.
Jesus lança as bases do Cristianismo, entre fenômenos mediúnicos.
Kardec recebe os princípios da Doutrina Espírita através da mediunidade.
Jeus afirma que é preciso nascer de novo.
Kardec explica a reencarnação.
Jesus reporta-se a outras moradas.
Kardec menciona outros mundos.
Jesus espera que a verdade emancipe os homens e ensina que a justiça atribui a cada um pelas próprias obras e anuncia que o Criador será adorado na Terra em espírito.
Kardec esculpe na consciência as leis do Universo.
Em suma, diante do acesso aos mais altos valores da vida, Jesus e Kardec estão perfeitamente conjugados pela Sabedoria Divina.
Jesus, a porta.
Kardec, a chave.

                                     Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Pai Nosso

Nosso Pai, que estás em toda parte;
Santificado seja o teu nome, no louvor de todas as criaturas;
Venha a nós o teu reino de amor e sabedoria;
Seja feita a tua vontade, acima dos nossos desejos;
Tanto na terra, quanto nos círculos espirituais;
O pão nosso do corpo da mente dá-nos hoje;
Perdoa as nossas dívidas, ensinando-nos a perdoar nossos devedores com esquecimento de todo mal;
Não permitas que venhamos a cair sob os golpes da tentação de nossa própria inferioridade;
Livrai-nos do mal que ainda reside em nós mesmos;
Porque só em ti brilha a luz eterna do reino e do poder, da glória e da paz, da justiça e do amor para sempre!
Assim seja!

                                   Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Calma

Se você está no ponto de estourar mentalmente, silencie alguns instantes para pensar.
Se o motivo é moléstia no próprio corpo, a intranqüilidade traz o pior.
Se a razão é enfermidade em pessoa querida, o seu desajuste é fator agravante.
Se você sofreu prejuízos materiais, a reclamação é bomba atrasada, lançando caso novo.
Se perdeu alguma afeição, a queixa tornará você uma pessoa menos simpática, junto de outros amigos.
Se deixou alguma oportunidade valiosa para trás, a inquietação é desperdício de tempo.
Se contrariedades apareceram, o ato de esbravejar afastará de você o concurso espontâneo.
Se você praticou um erro, o desespero é porta aberta a faltas maiores.
Se você não atingiu o que desejava, a impaciência fará mais larga distância entre você e o objetivo a alcançar.
Seja qual for a dificuldade, conserve a calma, trabalhando, porque, em todo problema a serenidade é o teto da alma, pedindo o serviço por solução.

                                      André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Mensagem

...O amor do próximo, estendido até o amor dos inimigos, não podendo aliar-se com nenhum defeito contrário à caridade, é sempre, por isso mesmo, o indício de uma superioridade moral maior ou menor. Do que resulta que o grau de perfeição está na razão direta da extensão do amor ao próximo. Eis por que Jesus, depois de haver dado a seus discípulos as regras da caridade, no que ela tem de mais sublime, lhes disse: "Sede logo perfeitos, como também vosso Pai celestial é perfeito".

                                          ESE

Voltar para o início da página.


Benefícios Imediatos

Entre o Aprendiz e o Orientador se estabeleceu precioso diálogo:
- Instrutor, qual é a força que domina a vida?
- Sem dúvida, o amor.
- Esse poder tudo resolve de pronto?
- Entre as criaturas humanas, de modo geral, ainda existem problemas, alusivos ao amor que demandam muito tempo a fim de que se atinja a solução no campo do entendimento.
- E qual o recurso máximo que nos garante segurança entre as desarmonias do mundo?
- A fé.
- Pode a fé ser obtida, de momento para outro?
- Não é assim. A confiança raciocinada reclama edificação vagarosa no curso dos dias.
- A que fator nos cabe recorrer, para que se nos conservem o ânimo e a alegria de servir entre os conflitos da existência?
- A paz.
- E a paz surge espontânea?
- Também não. Nimguém conhece a verdadeira paz sem trabalho e todo trabalho pede luta.
- Então, Instrutor, não existe elemento algum no mundo que nos assegure benefícios imediatos?
- Existe.
- Onde está este prodígio, se vejo atritos por toda parte, na Terra?
O mentor fez expressivo gesto de compreensão e rematou:
- Filho, a única força capaz de proporcionar-nos triunfos imediatos, em quaisquer setores da vida, é a força da paciência.

                                    Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Espírito de Verdade

Eo sou o grande médico das almas, e venho trazer-vos o remédio que vos deve curar. Os débeis, os sofredores e os enfermos são os meus filhos prediletos, e venho salvá-los. Vinde, pois, a mim, todos vós que sofreis e que estais carregados, e sereis aliviados e consolados. Não procureis alhures a força e a consolação, porque o mundo é impotente para dá-las. Deus dirige aos vossos corações um apelo supremo, através do Espiritismo: escutai-o. Que a impiedade, a mentira, o erro, a incredulidade, sejam extirpados de vossas almas doloridas. São esses os monstros que sugam o mais puro do vosso sangue, e vos produzem chagas quase sempre mortais. Que no futuro, humildes e submissos ao Criador, pratiqueis sua divina lei. Amai e orai. Sede dóceis aos Espíritos do Senhor. Invocai-O do fundo do coração. Então, Ele vos enviará o seu Filho bem-amado, para vos instruir e vos dizer estas boas palavras: Eis-me aqui; venho a vós, porque me chamastes!

                                         ESE

Voltar para o início da página.


Mensagem

Se alguém feriu você, perdoe imediatamente, frustrando o mal no nascedouro.

                                        André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


A Paciência

A vida é difícil, bem o sei, constituindo-se de mil bagatelas que são como alfinetadas e acabam por nos ferir. Mas é necessário olhar os deveres que nos são impostos, e para as consolações e compensações que obtemos, pois então veremos que as bençãos são mais numerosas que as dores. O fardo parece mais leve quando olhamos para o alto, do que quando curvamos a fronte para a terra.

                                          ESE

Voltar para o início da página.


Mensagem e Esperança

...a Terra, seguindo essa lei, esteve material e moralmente num estado inferior ao de hoje, e atingirá, sob esses dois aspectos, um grau mais avançado. Ela chegou a um de seus períodos de transformação, e vai passar de mundo expiatório a mundo regenerador. Então os homens encontrarão nela a felicidade, porque a lei de Deus a governará...

                                           ESE
Voltar para o início da página.

Começos de Tarefa

Diz você que deseja iniciar-se nos serviços do bem.
Não perca tempo na indecisão.
Eis aqui alguns modelos para começar.
Experimente suportar sempre com paciência e carinho algum familiar de trato áspero.
Nos recintos onde surjam atividades de natureza coletiva, ampare espontaneamente a algum enfermo ou a essa ou àquela criança incomodada que requisitem atenção.
Procure, no campo do próprio dever, ofertar ao seu próprio trabalho alguns momentos de cooperação extra, sem a preocupação de obter gratificações ou elogios.
Busque tornar menos pesado o dia de algum companheiro que você saiba em provação.
Se você é o centro, mesmo involuntário, de algum fato desagradável, seja a primeira pessoa a sorrir, desfazendo tensões ou aborrecimentos capazes de aparecer.
Não reclame.
Não grite.
Não condene.
Não tema servir.
Não se queixe.
Aqui ficam algumas indicações para os companheiros que aspirem a matricular-se na Seara do Bem.
Depois de iniciado semelhante trabalho, do ponto de vista externo, então passaremos às tarefas da renovação íntima, que são muito mais complexas e mais difíceis, é claro.

                                          André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Sínteses Doutrinárias

Lembrai-vos dos companheiros dos tempos apostólicos.
Eles não morreram.
Ressurgem das catacumbas distantes para falar-nos da necessidade de servir aos propósitos do Senhor até o fim da edificação do Mundo Melhor.

                              Eurípedes Barsanulfo
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Nossas Mães

Toda mãe por si conserva, em traços de amor e luz, a humildade de Maria e a grandeza de Jesus.

                                Auta de Souza
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Mensagem

Não podes modificar o mundo na medida dos próprios anseios, mas podes mudar a ti próprio.
Aprende a ganhar simpatia, sabendo perder.
Ouvindo sempre mais e falando um tanto menos, conseguirás numerosos recursos que te favorecem a própria renovação.
Não reclames. Restaura.
Nem grites. Auxilia.
Asserena-te e serve.
Crê, trabalha e confia.
Não acuses ninguém.
A Justiça vê tudo.
Provações aparecem?
Silencia e trabalha.
Carência de recursos?
Deus nos supre de forças.
Plantando a felicidade dos outros, encontramos a nossa própria felicidade.
Procuremos a vida, descerrando nosso coração ao trabalho incessante do Bem Infinito...
Porque, na realidade, só aquele que aprende e ama, renovando-se incessantemente, consegue superar os níveis inferiores da treva, subindo, vitorioso, ao encontro da Vida Verdadeira com a eterna libertação.

                                       Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Começar de novo

Erros passados, tristezas contraídas, lágrimas choradas, desajustes crônicos!...
Às vezes, acreditas que todas as bençãos jazem extintas, que todas as portas se mostram cerradas à necessária renovação!... Esquece-te, porém, de que a própria sabedoria da vida determina que o dia se refaça cada manhã.
Começar de novo é o processo da Natureza, desde a semente singela ao gigante solar.

                                    Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Ante o desalento

Quando o desalento, por ventura te visite, retoma o trabalho que te compete, recordando que as Leis de Deus sustentam o último cacto nas reentrâncias do deserto em local que o homem não vê.

                                        Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Presença do amor

Deus te abençoe o pão que dás à porta
Aos romeiros cansados da Agonia,
O teto aos que se vão em noite fria
Na dor em que a nudez se desconforta.

Deus te abençoe o raio de alegria
Com que a força da fé se te transporta
No rumo da esperança semimorta
Para traze-lâ à glória de outro dia.

Deus te abençoe por tudo quanto fales
Para extinguir tristezas, dores, males
Que se amontoam na penúria imensa...

Deus te abençoe, porém, com mais ternura
A presença da paz e da ventura
De todo amor que dês se recompensa...

                                  Auta de Souza
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Petição do servidor

Pela Infinita Misericórdia com que nos ensinas a encontrar os caminhos de conciliação;
Pela possibilidade que nos forneces para sustentar o silêncio quando o silêncio se faça preciso;
Pela palavra justa com que nos inspira a tratar dos assuntos alusivos ao nosso aperfeiçoamento espiritual;
Pelo convite reiterado à paciência e à tolerância que nos envias, através dos companheiros que nos partilham a experiência;
E pelo endereço da paz que nos fazes descobrir, por dentro de nós próprios;

                                      Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Esforço Máximo

Ninguém se eleva, sem esforço máximo da vontade, dos campos do hábito para as regiões iluminadas da experiência.
Entretanto, ninguém atinge as múltiplas regiões da experiência sem passaportes adquiridos nas agências da dor.

                                      Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Muitos te esperam

Sofres e choras?
Não desanimes e segue adiante.
Encontrarás à frente aqueles que atravessam dificuldades maiores.
A tua dor será talvez a luz de experiência para clarear as veredas dos que jazem nas trevas e o teu sorriso será uma benção de esperança para aqueles outros que até hoje ainda não tiveram qualquer migalha de alegria para viver.

                                        Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Pagamento

Se te encontra agora, no templo doméstico, diante de alguém que te injuria as aspirações, envenenando-te as horas, recorre ao silêncio da prece e roga ao Senhor te arme o coração de humildade, porque no desafeto que a natureza te impõe, na forma de um ser querido, volta o ponto difícil de nosso próprio passado, requisitando nossa renunciação no presente, a fim de que se transforme em benção de amor, adornando-nos de paz a rota para o futuro.

                                         Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Culpa e Liberação

O remorso é um lampejo de Deus sobre o complexo de culpa que se expressa por enfermidade da consciência.
O sofrimento é a terapia de Deus destinada a erradicá-la.

                                           Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Excesso

"Pois que aproveitaria ao homem ganhar o mundo todo e perder a sua alma?" - Jesus (Marcos, 8:36).

Enquanto a criatura permanecer no corpo terrestre, é natural que se preocupe com o problema da própria manutenção.
Vigilância não exclui previdência.
Mas não podemos olvidar que o apego ao supérfluo será sempre introdução à loucura.
Tudo aquilo que o homem ajunta abusivamente, no campo exterior, é motivo para aflição ou inutilidade.
Patrimônios físicos sem proveito, isca de sombra atraindo inveja e discórdia.
Alimentos guardados, valores a caminho da podridão.
Roupa em desuso, asilo de traças.
Demasiados recursos amoedados, tentações para os descendentes.
Todo excesso é parede mental isolando aqueles que o criam, em cárceres de orgulho, egoísmo, vaidade e mentira.
Observa, assim, o material que amontoas.
Tudo o que está fora de ti representa caminho em que transitas.
Agarrar-se, pois, ao efêmero é prender-se à ilusão.
Mas todos os bens espirituais que ajuntares em ti mesmo, como sejam virtude e educação, constituem valores inalienáveis a brilharem contigo, aqui ou alhures, sublimação para a vida eterna.

                                           Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Pedras da Vida

...há situações que constituem a nossa prova aflitiva e áspera, mas redentora e santificante.
Perdoemos as pedras da vida pelo ouro de experiência e de luz que nos oferecem.
E, sobretudo, armemo-nos de coragem para o trabalho, porque é na dor do presente que corrigimos as lutas de ontem, acendendo abençoada luz para o nosso grande porvir.

                               Bezerra de Menezes
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


A Paciência

A dor é uma benção que Deus envia aos seus eleitos. Não vos aflijais, portanto, quando sofrerdes, mas, pelo contrário, bendizei a Deus todo-poderoso, que vos marcou com a dor neste mundo, para a glória no céu.
Sede pacientes, pois a paciência é também caridade, e deveis praticar a lei da caridade, ensinada pelo Cristo, enviado de Deus. A caridade que consiste em dar esmolas aos pobres é a mais fácil de todas. Mas há uma bem mais penosa, e conseqüentemente bem mais meritória, que é a de perdoar os que Deus colocou em nosso caminho, para serem os instrumentos de nossos sofrimentos e submeterem à prova a nossa paciência.
A vida é díficil, bem o sei, constituindo-se de mil bagatelas que são como alfinetadas e acabam por nos ferir. Mas é necessário olhar para os deveres que nos são impostos, e para as consolações e compensações que obtemos, pois então veremos que as bençãos são mais numerosas que as dores. O fardo parece mais leve quando olhamos para o alto, do que quando curvamos a fronte para a terra.
Coragem, amigos: o Cristo é o vosso modelo. Sofreu mais que qualquer um de vós, e nada tinha de que se acusar, enquanto tendes a expiar o vosso passado e de fortalecer-vos para o futuro. Sede, pois, pacientes, sede cristãos: esta palavra resume tudo.

                                         ESE
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Sinais de Luz

Aceitar a existência,
Melhorando a nós mesmos;

Cumprir a obrigação
Que o momento nos mostra;

Trabalhar e servir
Sem reclamar louvores;

Receber agressões
Desculpando-as sem queixas;

Nunca desanimar
Na prática do bem;

Eis alguns sinais
Da Presença de Deus.

                                          Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Ilumina onde estejas

"Vós sois a luz do mundo"
Jesus - Mateus, 5:14.

Observa em torno de ti:
a noite da culpa;
as trevas da delinquência;
as sombras da obsessão;
o labirinto das provas;
as furnas da indiferença;
os cárceres do egoísmo;
as tocas da ignorância;
o nevoeiro da angústia;
as nuvens do sofrimento;
a neblina das lágrimas;
relaciona os recintos da vida onde as necessidades da alma nos obscurecem os caminhos, e estende auxílio e compreensão, paz e esperança, onde estiveres.
Disse-nos Cristo: "Sois a luz do mundo".
E toda criatura é uma fonte de luz, por ser, em si, uma fonte de amor.

                                           Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


A igreja em casa o culto cristão no lar

Do culto cristão no lar
Nasce a fonte cristalina
De bençãos da Paz Divina,
De dons da divina Luz!...
Nele, aprendemos a amar
A dor, a luta, a alegria
e a iluminar cada dia
Na inspiração de Jesus.

Cultiva em teu doce abrigo
A sublime Sementeira
Que te guarda a vida inteira
No amor, na consolação...
Sentirás, então, contigo,
Sobre a crença que te abrasa
O Evangelho vivo em casa
E o Mestre no coração.

                                    João de deus
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Como tratar a criança no regime habitual de educação?

Vemos que a natureza não dispensa a disciplina em momento algum. Se quisermos um jardim ou se esperamos rendimento mais amplo de um pomar, cogitamos de geometria, irrigação, apoio e preparação; em vista disso, acreditamos que a criança não prescinde da educação através de muito, aliado à disciplina, reconhecendo-se que no período da infância estamos vindo ou retornando do Mundo Espiritual com as nossas próprias necessidades de aperfeiçoamento.
Este é um ponto de vista do Espiritismo Cristão; na condição de criança, aprendemos do Mais Além, com certos obstáculos de ordem espiritual.
Se não encontrarmos criaturas que nos concedam amor e segurança, paz e ordem, será muito difícil o proveito da nova reencarnação que estejamos encejando.

                                        Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Essa criatura

Essa criatura que te aflige
É o cadinho que te aprimora

Que seria da pedra
Sem martelo que a burile?

Não fujas à presença
De quem te humilha e fere.

Deus que palpita em ti
Vive também nos outros.

Quem te bate ou injuria
Vem ensinar-te o amor

Ama e serve que, um dia,
Deus te libertará.

                                          Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Devolução

Queres felicidade.
Felicidade, porém, é uma construção a fazer.
O alicerce está em ti mesmo.
Recorda: terás sempre o que deres de ti.
O retorno é de lei.
Ainda mesmo que em migalha, distribui a esperança e alegria.
Mesmo sofrendo, oferece um sorriso aos outros.
Tanto quanto puderes, faze os outros felizes.
Pouco a pouco, terás centuplicadamente aquilo que semeias.
Não te esqueças: felicidade é devolução.

                                           Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Deus sabe

Deus conhece, em verdade, todos os sofredores. Não acuses ninguém pela dor que há nas ruas. Não agraves a luta das crianças sem lar. Não faças julgamento de supostos culpados. O que o Céu quer saber é o que fazes no bem. Não condenes, ampara, deus acredita em ti.

                                           Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Receita contra o egoísmo

1 - Procure esquecer o lado escuro da personalidade do próximo.
2 - Aprenda a ouvir com calma os longos apontamentos do seu irmão, sem o impulso de interromper-lhe a palavra.
3 - Olvide a ilusão que seus parentes são as melhores pessoas do mundo e de que a sua casa deve merecer privilégios especiais.
4 - Não dispute a paternidade das idéias proveitosas, ainda mesmo que hajam atravessado o seu pensamento, de vez que a autoria de todos os serviços de elevação pertence, em seus alicerces, a Jesus nosso Mestre e Senhor.
5 - Não cultive referências à sua própria pessoa, para que a vaidade não faça ninho em seu coração.
6 - Escute com serenidade e silêncio, as observações ásperas ou amargas dos seus superiores hierárquicos e auxilie, com calma e bondade, aos companheiros ou subalternos, quando estiverem tocados pela nuvem da perturbação.
7 - Receba com carinho as pessoas neurastenicas ou desarvoradas, vacinando o seu fígado e a sua cabeça contra a intemperança mental.
8 - Abandone toda espécie de crítica, compreendendo que você poderia estar no banco da reprovação.
9 - Habitue-se a respeitar as criaturas que adotem pontos de vista diferentes dos seus e que elegeram um genero de felicidade diversa da sua, para viverem na Terra com o necessário equilíbrio.
10 - Use a caridade em sua própria casa, ajudando, em primeiro lugar, aos seus próprios familiares através do rigoroso desempenho de suas obrigações para que você esteja realmente habilitado a servir ao Mundo e a Humanidade, hoje e sempre.

                                            André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Lembrança de amigo

Não acredites em facilidades.
Muitas aflições nos fustigam o espírito, diante de nossos próprios caprichos desatendidos.
Não aguardes dinheiro farto ou mesmo excessivo para que te sintas feliz.
Agradece aos Céus a possibilidade de trabalhar, poquanto o trabalho te garantirá a subsistência e a subsistência daqueles corações que se te fazem queridos.
Não esperes a felicidade para que possas realizar os próprios desejos.
A saciedade talvez seja a véspera da penúria, a cujas provações possivelmente não conseguirás resistir.
Não creias que uma personalidade humana, colocada nos píncaros do poder, disponha de recursos para solucionar todos os problemas que te enxameiam a existência.
É provável que essa pessoa, merecidamente importante, esteja carregando um fardo de tribulações mais pesado do que o teu.
Se pretendes viver fora das inquietações do cotidiano, não exijas dos outros aquilo que os outros ainda não possuem para dar.
Se queres viver nas alegrias da consciência tranquila, auxilia ao próximo o quanto puderes, trabalha sempre e confia em Deus.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Oração do aprendiz

Senhor!
Em tudo quanto eu te peça, conquanto agradeça a infinita bondade com que me atendes. Não consideres o que eu te rogue, mas aquilo de que eu mais necessite. E quando me concederes aquilo de que mais precise, ensina-me a usar a tua concessão, não só em meu proveito, mas em benefício dos outros, a fim de que eu seja feliz com a tua dádiva, sem prejudicar a ninguém.

                                        André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Tranquilidade

1 - Comece o dia na luz da Oração.
O amor de Deus nunca falha.
2 - Aceite qualquer dificuldade sem discutir.
Hoje é o tempo de fazer o melhor.
3 - Trabalhe com alegria.
O preguiçoso, ainda mesmo quando se mostre num pedestal de ouro maciço, é um cadáver que pensa.
4 - Faça o bem quanto possa.
Cda criatura transita entre as próprias criações.
5 - Valorize os minutos.
Tudo volta, com exceção da hora perdida.
6 - Aprenda a obedecer no culto das próprias obrigações.
Se você não acredita na disciplina, observe um carro sem freio.
7 - Estime a simplicidade.
O luxo é o mausoléu dos que se avizinham da morte.
8 - Perdoe sem condições.
Irritar-se é o melhor processo de perder.
9 - Use a gentileza, mas, de modo especial, dentro da própria casa.
Experimente atender asos familiares como você trata as visitas.
10 - Em favor de sua paz conserve fidelidade a si mesmo. Lembre-se de que, no dia do Calvário, a massa aplaudia a causa triunfante dos crucificadores, mas o Cristo, solitário e vencido, era a causa de Deus.

                                           André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Reparemos nossas mãos

"...Mostrou-lhes as suas mãos..."

Reaparecendo aos discípulos, depois da morte, eis que Jesus, ao se identificar, lhes deixa ver o corpo ferido, mostrando-lhes destacadamente as mãos...
As mãos que haviam restituído a visão aos cegos. levantado paralíticos, curado enfermos e abençoado velhinhos e crianças, traziam as marcas do sacrifício.
Transpassadas pelos cravos da cruz, lembravam-lhe a suprema renúncia.
As mãos do Divino Trabalhador não recolheram do mundo apenas calos do esforço intensivo na charrua do bem. Receberam feridas sanguinolentas e dolorosas...
O ensinamento recorda-nos a atividade das mãos em todos os recantos do Globo.
O coração inspira.
O cérebro pensa.
As mãos realizam.
Em toda parte, agita-se a vida humana pelas mãos que comandam e obedecem.
Mãos que dirigem, que constroem, que semeiam, que ajudam e que ensinam... E mãos que matam, que ferem, que apedrejam, que batem, que incendeiam, que amaldiçoam...
Todos possuímos nas mãos antenas vivas por onde se nos exterioriza a vida espiritual.
Reflete, pois, sobre o que fazes, cada dia.
Não olvides que, além da morte, nossas màos exibem os sinais da nossa passagem pela Terra. As do Cristo, o Eterno Benfeitor, revelavam as chagas obtidas na divina lavoura do amor. As tuas, amanhã, igualmente falarão de ti, no mundo espiritual, onde, interrompida a experiência terrestre, cada criatura arrecada as bençãos ou as lições da vida, de acordo com as próprias obras.

                                         Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Medicação

Aceite-se, tal qual é, buscando melhorar-se.
Suporte com paciência as provas do caminho.
Se você caiu, erga-se logo para seguir adiante.
Se já conhece o que seja tentação, já sabe claramente como evitá-la.
Deixe de criar motivações a sofrimentos de que não tem necessidade.
Abstenha-se de relações que lhe prejudiquem a paz.
Não tente sanar amarguras da alma com medicações que lhe criem exagerada dependência.
Cultive fortaleza de ânimo e escolha a realidade, tal com se apresenta.
Faça todo bem que puder, auxiliando a todos, mesmo quando não possa estar com todos.
Trabalhe sempre, confiando em Deus.
Não diga que isto é óbvio ou que já sabe tudo isto, porque os planos do bem devem ser infinitamente repetidos e a construção mais simples é sempre a mais difícil de se fazer.

                                       André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


As sentinelas da luz do santuário

A tempestade avizinha-se nos horizontes políticos e sociais do mundo inteiro.
Todas as vozes falam de um perigo iminente e todos os corações sentem algo de estranho no ar que respiram.
Fala-se no coletivismo, recolhendo-se cada qual no exclusivismo feroz, e fala-se de nacionalismo e de pátria, dentro do mesmo conceito de egoísmo e de isolamento.
Esses extremismos caracterizam um período de profunda decadência nos costumes sociais e políticos desta época de transições.
Apesar, porém, de sua complexidade, esse fenômeno pode ser definido como a angústia generalizada do homem, nas vésperas de abandonar a sua crisálida de cidadão.
Todos os acontecimentos que abalam o planeta, espalhando nos seus recantos mais remotos uma onda revolucionária e regeneradora, significam o trabalho intenso e difícil da laboriosa gestação do novo organismo de leis pelo qual se regerão, mais tarde, os instintos terrenos.
Ditadores e extremismos sào expressões transitórias dessa fase de experiências dolorosas porque a verdade é que o cidadão da pátria será substituído pelo homem fraterno, irmão dos seus semelhantes e compenetrado dos seus deveres de amor.
Muitas dores implicam, po certo, nessa transformação das fórmulas patrióticas da atualidade, mas as democracias avançadas guardam, na sua estrutura, as sementes desse luminoso porvir.
Todavia, se falamos com respeito a esse assunto, é para dizermos aos nossos irmãos espiritualistas que eles são as sentinelas da Luz do santuário, à maneira dos antigos heróis que guardaram a primícias do fogo sagrado.
Na hora das sombras, quando a subversão ameaçar o planeta, compete-lhes fornecer o testemunho de sua fé, como um penhor de segurança para as gerações do futuro.
A tarefa do espiritismo está, portanto, adstrita a realização do Homem Interior, dentro de um novo conceito de fraternidade.
Fora desses princípios, as atividades de cada qual serão como folhas volantes, dentro do seu caráter dispersivo, porque todo o nosso esforço está enquadrado no "amarmo-nos uns aos outros" e é essa a fórmula que deverá representar a bússola das atividades dos espiritualistas sinceros, os quais, com os seus abençoados sacrifícios, serão os "engenheiros sociais" dos tempos do porvir.

                                         Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Fora da caridade não há salvação

Meus filhos, na máxima: Fora da caridade não há salvação, estão encerrados os destinos dos homens, na Terra e no céu; na Terra, porque à sombra deste estandarte eles viverão em paz; no céu, porque os que a houverem praticado acharão graças diante do Senhor.
Essa divisa é o facho celeste, a luminosa coluna que guia o homem no deserto da vida, encaminhando-o para a Terra da Promissão.
Ela brilha no céu, como auréola santa, na fronte dos eleitos, e, na Terra, se acha gravada no coração daqueles a quem Jesus dirá: Passai `a direita, benditos do meu Pai.
Reconhecê-los-ei, pelo perfume de caridade que espalham em torno de sí.
Nada exprime com mais exatidào o pensamento de Jesus, nada resume tão bem os deveres do homem, como essa máxima ordem divina.
Não poderia o Espiritismo provar melhor a sua origem, do que apresentando-a como regra, por isso que é um reflexo do mais puro Cristianismo.
Levando-a por guia, nunca o homem se transviará.
Dedicai-vos, assim, meus amigos, a prescrutar-lhe o sentido profundo e as conseqüências, a descobrir-lhe, por vós mesmos, todas as aplicações.
Submetei todas as vossas ações ao governo da caridade e a consciência vos responderá.
Não só ela evitará que pratiqueis o mal, como também fará que pratiqueis o bem, porquanto uma virtude negativa não basta: é necessária uma virtude ativa.
Para fazer-se o bem, mister sempre se torna a ação da vontade; para se não praticar o mal, basta as mais das vezes a inércia e a despreocupaçào.
Meus amigos, agradecei a Deus o haver permitido que pudésseis gozar a luz do Espiritismo.
Não é que somente os que a possuem hajam de ser salvos; é que, ajudando-nos a compreender os ensinos de Cristo, ela vos faz melhores cristàos.
Esforçai-vos, pois, para que os vossos irmãos, observando-os, sejam induzidos a reconhecer que verdadeiro espírita e verdadeiro cristão são uma só e a mesma coisa, dado que todos quantos praticam a caridade são discípulos de Jesus, sem embargo da seita a que pertençam.

                                  Apóstolo Paulo
ESE

Voltar para o início da página.


Culto do Evangelho no Lar

O Culto do Evangelho em casa, pelo menos uma vez por semana, ser-vos-á uma fonte de alegrias e bençãos.
Renovemos o contato com os ensinamentos de Jesus, tanto quanto nos seja possível, e não somente o lar que nos acolhe se transformará em celeiro de compreensão e solidariedade, mas também a própria vida se nos fará luminoso caminho de ascensão à felicidade real.

                                        Batuíra
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Dissipando sombras

Concentremos nossas forças no propósito de amar os nossos inimigos, segundo os preceitos do Cristo, para que as sombras se mostrem dissipadas.

                                         Batuíra
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Caravana e mensagem

A luta é áspera, constrangedora. Ainda assim, somos aquela caravana do Cristo que deve prosseguir, estrada afora, conduzindo a mensagem que nos cabe entregar.

                                        Batuíra
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


É e será

Meu amigo, em cada golpe
Da luta que nos reclama,
A divisa em toda parte
É sempre: "perdoa e ama".

Perante qualquer assunto
Do mundo que nos magoa,
A legenda, cada dia,
Será sempre: "ama e perdoa".

À frente de toda injúria,
Em forma de pedra e lama,
A fórmula do caminho
É sempre: "perdoa e ama".

Em toda dificuldade
Na fé que nos abençoa,
A senha, no amor de Cristo,
Será sempre: "perdoa e ama".

                                   Casimiro Cunha
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Deus te guarda

No melhor a fazer,
Não te detenhas. Segue.

Que importam precipícios,
Se guardas rumo certo?

Que valem agressões,
Se a humildade te veste?

A injúria te apedreja?
Nada temas. Confia.

Há quem te desconheça?
Não hesites. Prossegue.

Não te afastes do bem.
Deus te guarda e te vê.

                                         Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


No cotidiano

Não censures os companheiros famintos de poder e os que abusam da inteligência quando nos cruzem o caminho.
Eles já estão assinalados pela vida para encontrarem os obstáculos, com os quais aprenderão que todos os bens da vida pertencem a Deus.

                                         Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Definições

Quem vive a se queixar
É um espinheiro humano.

Quem é frio ante a vida
Guarda gelo mental.

Quem ensina e não faz
Lembra um alto-falante.

Quem ouve a tentação
Cai onde julga erguer-se.

Quem não sabe o que quer
Parece folha ao vento.

Quem esquece as ofensas
Está livre do mal.

                                         Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Legenda Espírita

O cultivador é conduzido ao pântano para convertê-lo em terra fértil.
O técnico é convidado ao motor em desajuste para sanar-lhe os defeitos.
O médico é solicitado ao enfermo para a benção da cura.
O professor é trazido ao analfabeto para auxiliá-lo na escola.
Entretanto, nem as feridas da terra, nem os desequilíbrios da máquina, nem as chagas do corpo e nem as sombras da inteligência se desfazem à custa de conversas amargas e, sim ao preço de trabalho e devotamento.
O espírita cristão é chamado aos problemas do mundo, a fim de ajudar-lhes a solução; contudo, para atender em semelhante mister, há que silenciar discórdia e censura a alongar entendimento e serviço.
É por essa razão que, interpretando o conceito "salvar" por "livrar da ruína" ou "preservar do perigo" , colocou Allan Kardec, no luminoso portal da Doutrina Espírita, a sua legenda inesquecível:
"Fora da caridade não há salvação."

                              Bezerra de Menezes
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Apoio

Não alegues defeitos,
Deixando de servir.

Nem percas vida e tempo,
Fitando os próprios males.

Remédio em teu remédio,
É o bem que distribuas.

Esquece-te e confia,
Serviço é cura e paz.

Cada rosa no barro,
É uma explosão de luz.

Quando te faltes força,
Deus te sustentará.

                                         Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Passado e Reencarnação

Reencarnação por socorro
Apaga culpas e penas,
Pode amanhã ser teu filho
Aquele que mais condenas.

                                      Benigna da Cunha

Princípio que não se esquece
Nos Estatutos do Bem:
Quem não quer honrar os pais,
Não sabe honrar ninguém.

                                      Jaks Aboab

Somas de treva e pesar,
Eis a vingança que vi;
Não adianta odiar,
Reencarnação vem aí.

                                      Silveira Carvalho
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Atritos

Nos atritos do mundo,
Não te omitas. Aceita.

Que seria de nós,
Sem a prova que educa?

Pelo buril do artista,
Faz-se a pedra obra-prima.

A mente sem problemas
Repousará inútil.

A luz do sofrimento
Vem de pranto e suor.

Se a provação te apura,
Rende graças a Deus.

                                            Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Com paciência

Provações te buscaram.
Dificuldades te agitam.
Tudo parece noite ao redor de teus passos.
Não te detenhas, no entanto, a fim de medir as sombras.
Prossegue trabalhando e não te afastes da paciência.
Por nada te desespere.
Dá tempo a Deus para que Deus te acenda uma nova luz.

                                          Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Pais

"E vós, pois, não provoqueis a ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor" - Paulo (Efésios, 6:4)

Assumir compromissos na paternidade e maternidade constitue engrandecimento do espírito, sempre que o homem e a mulher lhes compreendam o caráter divino.
Infelizmente, o Planeta ainda apresenta enorme percentagem de criaturas mal-avisadas relativamente a esses sublimes atributos.
Grande número de homens e mulheres procura prazeres envenenados nesse particular. Os que se localizam, contudo, na perseguição à fantasia ruinosa, vivem ainda longe das verdadeiras noções da humanidade e devem ser colocados à margem de qualquer consideração.
Urge reconhecer, aliás, que o Evangelho não fala aos embriões da espiritualidade, mas às inteligências e corações que já se mostram suscetíveis de receber-lhe o concurso.
Os pais do mundo, admitidos às assembléias de Jesus, precisam compreender a complexidade e grandeza do trabalho que lhes assiste.
É natural que se interessem pelo mundo, pelos acontecimentos vulgares, todavia, é imprescindivel não perder de vista que o lar é o mundo essencial, onde se deve atender aos desígnios divinos, no tocante aos serviços mais importantes que lhes foram conferidos. Os filhos são as obras preciosas que o Senhor lhes confia às mãos, solicitando-lhes cooperação amorosa e eficiente.
Receber encargos desse teor é alcançar nobres títulos de confiança. Por isso, criar filhos e aperfeiçoá-los não é serviço tão fácil.
A maioria dos pais humanos vivem desviados, através de vários modos, seja nos excessos de ternura ou na demasia de exigências, mas à luz do Evangelho caminharão todos no rumo da era nova, compreendendo que, se para ser pai ou mãe são necessários profundos dotes de amor, à frente dessas qualidades deve brilhar o divino dom do equilíbrio.

                                           Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Ação da Prece

Você é o lavrador.
O outro é o campo.
Você planta.
O outro produz.
Você é o celeiro.
O outro é o cliente.
Você fornece.
O outro adquire.
Você é o ator.
O outro é o público.
Você representa.
O outro observa.
Você é a palavra.
O outro o microfone.
Você fala.
O outro transmite.
Você é o artista.
O outro é o instrumento.
Você toca.
O outro responde.
Você é a paisagem.
O outro é a objetiva.
Você surge.
O outro fotografa.
Você é o acontecimento.
O outro é a notícia.
Você age.
O outro conta.
Auxilie quanto puder.
Faça o bem sem olhar a quem.
Você é o desejo de seguir para Deus.
Mas, entre Deus e você, o próximo é a ponte.
O criador atende às criaturas, através das criaturas.
É por isso que a oração é você, mas o seu merecimento está nos outros.

                                     André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Prece do pão

Senhor!
Entre aqueles que te pedem proteção, estou eu também, servo humlde a quem mandaste extinguir o flagelo da fome.
Partilhando o movimento daqueles que te servem, fiz hoje igualmente o meu giro.
Vi-me frequentemente detido, em lares faustosos, cooperando nas alegrias da mesa farta, mas vi pobres mulheres que me estendiam, debalde, as mãos!...
Ví crianças esquálidas que me olhavam ansiosas, como se estivessem fitando um tesouro perdido.
Encontrei homens tristes, transpirando suor, que me comtemplavam, agoniados, rogando em silêncio, para que lhes socorre-se os filhinhos largados ao extremo infortúnio...
Escutei doentes que não preciavam tanto de remédio, mas de mim, para que pudessem atender ao estômago torturado!...
Ví a penúria cansada de pranto e reparei, em muitos corações desvalidos, mudo desespero por minha causa.
Entretanto, Senhor, quase sempre estou encarcerado por aquelas mesmas criaturas que te dizem honrar.
Falam em teu nome, confortadas e distraídas na moldura do supérfluo, esquecendo que caminhaste, no mundo, sem reter uma pedra em que repousar a cabeça.
Elogiam-te a bondade e exaltam-te a glória, sem perceberem, junto delas, seus próprios irmãos fatigados e desnutridos. E, muitas vezes, depois de formosas dissertações em torno de teus ensinos, aprisionam-me em gavetas e armários, quando não me trancam sob a tela colorida de vitrines custosas ou no recinto escuro dos arazéns.
Ensina-lhes, Senhor, nas lições da caridade, a dividir-me por amor, para que eu não seja motivo à delinqüencia.
E, se possível, multiplica-me, por misericórdia, outra vez, a fim de que eu possa aliviar todos os famintos da Terra, por que, um dia, Senhor, quando ensinavas o homem a orar, incluíste-me, entre as necessidades mais justas da vida, suplicando também a Deus:
"O pão nosso de cada dia daí-nos hoje."

                                            Meimei
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Somos companheiros

Às vezes, nós outros, os companheiros desencarnados, em solicitando serenidade e confiança aos nossos amigos, em lutas e dificuldades na Terra, assemelhamo-nos, ou melhor, podemos parecer bombeiros tranqüilos exortando à paciência dos irmãos que sofrem na tensão alta de incêndio, mas não é bem assim.
Somos companheiros da mesma construção, colegas da mesma causa.

                                 Bezerra
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


No serviço assistencial

Desista de brandir o açoiteda condenação sobre aspectos da vida alheia.
Esqueça o azedume da ingratidão em defesa da própria paz.
Não pretenda refazer radicalmente a experiência do próximo a pretexto de auxiliá-lo.
Remova as condições de vida e os objetos de uso pessoal, capazes de ambientar a humilhação indireta.
Evite categorizar os menos felizes à conta de proscritos `a fatalidade do sofrimento.
Não espere entendimento e ponderação do estômago vazio.
Aceite de boamente os pequeninos favores com que alguém procure retribuir-lhe os sinais de fraternidade e as lembranças singelas.
Seja pródigo em atenções para com o amigo em prova maior que a sua, desfazendo aparentes barreiras que possam surgir entre ele e você.
Conserve invariável clima de confiança e alegria ao contato dos companheiros.
Não recuse doar afeto, comunicabilidade e doçura, na certeza de que a violência é inconciliável com a benção da simpatia.
Sustente pontualidade em seus compromissos e jamais demonstre impaciência ou irritação.
Dispense intermediários nas tarefas mais simples e cumpra o que prometer.
Mantenha uniformidade de gentileza em qualquer parte, com todas as criaturas.
Recorde que o auxílio inclui bondade e humildade, lhaneza e solidariedade para ser não somente alegria e reconforto naquele que dá e naquele que recebe, mas também segurança e facilidade na senda de todos.

                                         André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Pétalas da primavera

E as pétalas desprendem-se das flores, enviam o perfume que destilam para o Alto, sempre mais Alto, em reverência a Deus...

E depois se espalham pela Terra em sinal de agradecimento pela cor e beleza, aroma e vida, com que o mundo as fez, belas e brilhantes

                                         Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Passando pela Terra

Sempre útil não te esqueceres de que te encontras em estágio educativo na Terra. Jornadeando nas trilha da evolução, não é o tempo que passa por ti, mas, inversamente, és a criatura que passa pelo tempo. Conserva a esperança em teus apetrechos de viagem... Caminha trabalhando e fazendo o bem que puderes. Aceita os companheiros do caminho, qual se mostram, sem exigir-lhes a perfeição da qual todos nos vemos ainda muito distantes. Suporta as falhas do próximo com paciência, reconhecendo que nós, os espíritos ainda vinculados à Terra, não nos achamos isentos de imperfeições. Levanta os caídos e ampara os que tropecem. Não te lamentes. Habitua-se a facear dificuldades e problemas, de ânimo firme, assimilando-lhes o ensino de que se façam portadores. Não te detenhas no passado, embora o passado deva ser uma lição inesquecível no arquivo da experiência. Desculpa, sem condições, quaisquer ofensas, sejam quais sejam, para que consigas avançar, estrada afora, livre do mal. Auxilia aos outros, quanto estiver ao teu alcance, e repete semelhante benefício, tantas vezes quantas isso te for solicitado. Não te sirvam de estorvo ao trabalho evolutivo as calamidades e provas em que te vejasm já que te reconheces passando pela Terra, a caminho da Vida Maior. Louva, agradece, abençoa e serve sempre. E não nos esqueçamos de que nossas realizações constituem a nossa própria bagagem, onde estivermos, e nem olvidemos que das parcelas de tudo aquilo que doamos ou fazemos na Terra, teremos a justa equação na Vida Espiritual.

                                           Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Prova de amor

Num sonho que mais se definia por belo encontro espiritual, o aprendiz se reconheceu à frente de nobre mentor da Vida Maior e, sequioso de ensinamentos, perguntou:
- Instrutor, qual a mais alta demonstração de amor a Jesus que nos seja possível realizar, diante dos outros? O orientador refletiu, por alguns momentos e respondeu:
- Filho, a mais alta mostra de dedicação ao Divino Mestre é amar a alguém que tudo terá feito na vida para não merecê-lo.

                                          Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Em favor do mundo

Antes que o olhar se nos fixe nos mundos brilhantes, que evoluem mais alto no campo da Universalidade Divina, lembra a Terra amorosa que te acolhe e bendiz.
Repara a gleba em que te encontras.
Espinheiros e flores se misturam.
Pedra e lama impedem a sementeira digna em vastas regiôes que se fazem inóspitas.
Vermes e plantas venenosas perturbam grandes linhas da paisagem.
Esta é a casa de trabalho em que o Senhor te situou.
Faze alguma coisa por melhorá-la, embelezá-la ou engrandecê-la.
Auxilia ao trabalhador na conservação do bom ânimo.
Ajuda o enfermo a restaurar-se.
Ampara as sementes ocultas do bem.
Inspira a coragem aos que fraquejam.
Acende alguma luz para as sombras.
Amassa o pão do reconforto para quem te reclama o concurso fraterno.
Produze a gota de remédio que regenera o doente.
Defende a fonte cristalina.
Planta uma árvore valiosa no caminho em que transitas ou faze um vaso humilde florir à porta do lar e estarás enriquecendo o berço em que nasceste, elevando a existência, a favor daqueles que virão depois de teus passos.
Quem não valoriza a candeia próxima, dificilmente entenderia a glória da estrela distante.
Quem despreza o alfabeto não atinge a ciência.
É preciso começar com o bem e persistir com ele se desejamos a perfeição.
Cada qual, porém, avança na senda que lhe é própria.
Ninguém caminhará para frente sobre o alheio esforço.
Antes de pretendermos o ingresso nos mundos venturosos e redimidos, salvemos o chão em que nos firmamos, construindo o mundo mais feliz de amanhã pela melhoria de nós mesmos.
Não vale comtemplar sem agir, nem sonhar sem fazer.

                                            Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Tolerância

Tolerância é caminho de paz.
Não julgues esse ou aquele companheiro ignorante ou desinformado, porquanto se aprendeste a servir, já sabes compreender.
Diante de criaturas que te enderecem qualquer agressão, conversa com naturalidade, sem palavras de revide que possam desapontar o interlocutor.
Perante qualquer ofensa, não percas o sorriso fraternal e articula alguma frase, capaz de devolver o ofensor à tranquilidade.
Nos empecilhos da existência, tolera os obstáculos sem rebeldia e eles se te farão facilmente removíveis.
No serviço profissional, suporta com paciência o colega difícil, e aos poucos, em te observando a calma e a prudência, ele mesmo transformará para melhor as próprias disposições.
Em família, tolera os parentes menos simpáticos e, com os teus exemplos de abnegação, conquistarás de todos eles a benção da simpatia.
No trânsito público, não passes recibo aos palavrôes que alguém te dirija e evitarás discussões de consequências imprevisíveis.
Nos aborrecimentos e provações que te surgem, a cada dia, suporta com humildade as ocorrências suscetíveis de ferir-te e a tolerância se te fará a trilha de acesso à felicidade, de vez que aceitarás todos os companheiros do mundo na condição de filhos de Deus e nossos próprios irmãos.

                                           Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Em seu auxílio

Conserve a própria fé, por tal modo, que você não possa se afligir, excessivamente, em nenhuma dificuldade.
Guarde otimismo, com tamanha elevação que os contratempos da vida não lhe venham a ferir.
Habitue-se à tolerância com tanta fidelidade, que consiga se ver sempre na posição da pessoa menos simpática, evitando ressentimento ou a censura.
Cultive o amor ao próximo, com tanto empenho que você não consiga fixar-se em qualquer aversão.
Creia na influência e na vitória do bem, com tanta convicção, que não possa prender-se à qualquer idéia do mal.
Sustente a própria compreensão, de tal maneira, que não disponha de meios para ver inimigos e sim amigos e instrutores, em toda parte.
Resguarde-se no trabalho, com tanta dedicação ao bem, que não conte com qualquer ensejo de atrapalhar aos outros.
Faça o melhor que puder, em qualquer situação, com tamanho devotamento à felicidade alheia que não sofra arrependimento ou remorso, em tempos de crise.
Atenda a harmonia, onde estiver, com tanta pontualidade, que não encontre motivos para perder a própria segurança.
Consagre-se a descobrir o "lado bom" das criaturas e das situações, com tanta pertinácia, que não ache oportunidades para criticar ninguém.
Se fizermos isso, estejamos certos de que assim venceremos.

                                          André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Educação

Educa o terreno e terás o pão farto.
Educa a árvore e receberás a benção da fartura.
Educa o minério e obterás a utilidade de alto preço.
Educa a argila e plasmarás o vaso nobre.

Educa a inteligência e atingirás a sabedoria.
Educa as mãos e acentuarás a competência. Educa o pensamento e conquistarás a ti mesmo.

Sem o alfabeto anoitece o espírito.
Sem o livro falece na cultura.
Sem o mérito da lição a vida seria animalidade.
Sem a experiência e a abnegação dos que ensinam, o homem não romperia as faixas da infância.

Em toda parte, vemos a ação da Providência Divina, no aprimoramento da Alma Humana.

Aqui é o amor que edifica.
Além, é o trabalho que aperfeiçoa.
Mais adiante é a dor que regenera.

Meus amigos, a Terra é nossa escola milenária e sublime.
Jesus é o Nosso Divino Mestre.
O espiritismo, sobretudo, é obra de educação.
Façamos da educação com o Cristo, o culto de nossa vida, para que a nossa vida possa educar-se e educar com o Senhor, hoje e sempre.

                                        Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Jesus em casa

O culto do Mestre em casa,
É novo sol que irradia
A música da alegria
Em santa e bela canção.
É a glória de Deus, que vasa
O dom da Glória Divina,
Que regenera e ilumina
O templo do coração.

Ouvida a benção da prece,
Na sala doce e tranqüila,
A lição do bem cintila,
Como um poema a brilhar.
O verbo humano enaltece,
A caridade e a esperança.
Tudo é bendita mudança
No plano familiar.

Anula-se a malquerença,
A frase é contente e boa,
Quem guarda ofensa perdoa,
Quem sofre, agradece a cruz.
A maldade escuta e pensa
E o vício da rebeldia
Perde a máscara sombria...
Toda névoa faz-se luz!

Na casa fortalecida
Por semelhante alimento,
Tudo vibra entendimento
Sublime e renovador.
O dever governa a vida,
Vozes brandas falam calmas...
É Jesus chamando almas
Ao Reino do eterno Amor!

                                   Irene S. Pinto
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


No clima da oração

A oração nem sempre nos retira do sofrimento, mas sempre nos reveste de forças para suportá-lo.
Não nos afasta os problemas do cotidiano, entretanto, nos clareia o raciocínio, a fim de resolve-los com segurança.
Não nos modifica as pessoas difíceis dos quadros de convivência, no entanto, nos ilumina os sentimentos, de modo a aceitá-las como são.
Nem sempre nos cura as enfermidades, contudo, em qualquer ocasião, nos fortalece para o tratamento preciso.
Não nos imuniza contra a tentação, mas nos multiplica as energias para que lhe evitemos a intromissão, sempre a desdobrar-se, através de influências obsessivas. Não nos livra da injúria e da perseguição, entretanto, se quisermos, ei-la que nos sugere o silêncio, dentro do qual deixaremos de ser instrumentos para a extensão do mal.
Não nos isenta da incompreensão alheia, porém, nos inclina à tolerância para que a sombra do desequilíbrio não nos atinja o coração.
Nem sempre nos evitará os obstáculos e as provações do caminho que nos experimentem por fora, mas sempre nos garantirá a tranqüilidade, por dentro de nós, induzindo-nos a reconhecer que, em todos os acontecimentos da vida, Deus nos faz sempre o melhor.

                                        Emmanuel.
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


A busca

Fita a subida áspera e empedrada
Que se alteia, maciça, à nossa frente,
Carrega a própria cruz na alma cansada
E guarda o coração feliz e crente.

Nas paisagens da senda, não há flores,
Apenas o cascalho se amontoa,
Mas, em torno de ti, os irmãos sofredores
Lembram a paz da fé que os renova e abençoa.

Segue de passo lento... A turba te acompanha...
Companheiros pararam na montanha,
Recusando o trabalho, a dor e a cruz;
Mas sentindo-te os dons no coração amigo,
Erguer-se-ão do pó e seguirão contigo,
Procurando Jesus.

                                      Maria Dolores
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Sempre chamados

O cristão é chamado a servir em toda parte.
Na casa do sofrimento, ministrará consolação.
Na furna da ignorância, fará esclarecimento.
No castelo do prazer, ensinará a moderação.
No despenhadeiro do crime, sustará quedas.
No carro do abuso, exemplificará sobriedade.
Na toca das trevas, acenderá luz.
No nevoeiro do desalento, abrirá as portas ao bom ânimo.
No inferno do ódio, multiplicará bênçãos de amor.
Na praça da maldade, dispensará o bem.
No palácio da justiça, colocar-se-á no lugar do réu, a fim de examinar os erros dos outros.
Em todos os ângulos do caminho,
encontraremos sugestões de Senhor,
desafiando-nos a servir.

                                    André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Nossos irmãos

Um pensamento de simpatia e de amor para os nossos irmãos que se recuperam!...
Muitos são chamados criminosos, mas, em verdade, foram doentes. Sofriam desequilíbrios da alma, que se lhes encravavam no ser, quais moléstias ocultas.
Praticaram delitos sim... Hoje, entretanto, procuram-te a companhia, sonhando renovação. Acreditavam-se em regime de exceção, quando o orgulho lhes assoprava a mentira; no entanto, após resvalarem no erro, refugiam-se em tua fé, anelando refazimento.
Renderam-se às tentações e foram pilhados na armadilha do mal; todavia, presentemente, buscam-te os olhos e apertam-te as mãos, ansiando esquecer e recomeçar.
Não lhes fites o desacerto.
Alimenta-lhes a esperança.
Não te animarias a espancar a cabeça de quem estivesse a convaslecer, depois da loucura, nem cortarias a pele em cicatrizes recentes.
Enfermos graves da alma, todos nós fomos ontem!...
Rende, pois, graças a Deus, se já podes prestar auxílio, porque se chegaste ao grau de restsauração em que te encontras, é que, decerto, alguém caminhou pacientemente contigo, com bastante amor de servir e bastante coragem de suportar.

                                         Albino Teixeira
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Eles estão vivos

Ainda quando não reconheças, de pronto, semelhante verdade, eles te vêem e te escutam!
Quanto possível, seguem-te os passos compartilhando-te problemas e aflições!
Compadece-te dos que te precederam na Grande renovação!
Aqueles que viste partir de mãos desfalecentes nas tuas, doando-te os derradeiros pensamentos terrestres, através dos olhos fitos nos teus, não estão mortos.
Entraram em novas dimensões de existência, mas prosseguem de coração vinculado ao teu coração.
Assinalam-te o afeto e agradecem-te a lembrança, no entanto, quase sempre se escoram em tua fé, buscando em ti a força precisa para a restauração espiritual que demandam.
Muitos deles, ainda, inadaptados à vida diferente que são compelidos a facear, pedem serenidade em tua coragem e apoio em teu amor...
Outros, muitos, jazem mergulhados na bruma da saudade, detidos na sede de reencontro, ante as requisições continuadas dos teus pensamentos de angústia.
Outros muitos seguem-te ainda...
Aqueles que se despediram de ti, depois de longa existência, abençoando-te a vida.
Os que amaste, indicando-lhes o caminho para as esferas superiores.
Os que levantaste para a luz da esperança e aqueles outros que socorreste um dia, com o òsculo da amizade e da beneficência.
Todos te agradecem, estendendo-te os braços no sentido de te auxiliar a transpor as estradas que ainda te cabem percorrer.
Auxilia aos entes queridos na Espiritualidade, a fim de que te possam auxiliar!
Se lhes recorda a presença e o carinho, preenche o vazio que te impuseram à alma, abraçando o trabalho que terão deixado por fazer.
Sê a voz que lhes reconforte os seres amados ainda na Terra, a força que lhes execute o serviço de paz e amor que não terminaram, a luz para aqueles que lhes lastimam a ausência em recantos de sombra, ou o amparo em favor daqueles que desejariam continuar te sustentando no mundo!
Comapadece-te dos entes queridos que te antecederam na Grande Libertação.
Chora, porque a dor é fonte de energias renovadoras por dentro do coração, mas chora trabalhando e servindo, auxiliando e amando sempre.
E deixa que os corações amados, hoje no Mais Além, te enxuguem as lágrimas, inspirando-te ação e renovação, porque, no futuro, tê-lo-as a todos positivamente contigo nas alegrias do Novo Despertar.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Parentes mortos

Não olvides que além da morte continua vivendo e lutando o espírito amado que partiu...
Tuas lágrimas são gotas de fel em sua taça de esperança.
Tuas aflições são espinhos a se lhe implantarem no coração.
Tua mágoa destrutiva é como neve de angústia a congelar-lhe os sonhos.
Tua tristeza é sombra a escurecer-lhe a nova senda.
Por mais que a separação te lacere a alma sensível, levanta-te e segue para frente, honrando-lhe a confiança com a fiel execução das tarefas que o mundo te reservou.
Não vale a deserção do sofrimento, porque a fuga é sempre a dilatação do labirinto que nos arroja à invigilância, compelindo-nos a despender longo tempo na recuperação do rumo certo.
Recorda que a lei de renovação atinge a todos e auxilia quem te antecedeu na grande viagem com o valor de tua renúncia e com a fortaleza de tua fé, sem esmorecer no trabalho, nosso invariável caminho para o triunfo.
Converte a dor em lição e a saudade em consolo porque, de outros domínios vibratórios, as afeições inesquecíveis te acompanham os passos, regozijando-se com as outras tuas vitórias solitárias, portas adentro de teu mundo interior.
Todas as provas objetivam o aperfeiçoamento do aprendiz e, por enquanto, não passamos de meros aprendizes na Terra, amealhando o conhecimento e a virtude, em gradativa e laboriosa ascensão para a Vida Eterna.
Deus, a Suprema Sabedoria e a Suprema Bondade, não criaria a inteligência e o amor, a beleza e a vida para arremessá-las às trevas.
Repara em torno dos teus próprios passos. A cada noite no mundo, segue-se o esplendor do alvorecer.
O inverno áspero é sucedido pela primavera estuante de renascimento e floração.
A lagarta, que hoje se arrasta no solo, amanhã librará em pleno espaço com asas multicores de borboleta.
Nada perece.
Tudo se transforma na direção do Infinito Bem.
Compreendendo, desta forma, a Verdade, entesourando-lhe as bençãos, aprendamos a encontrar na morte o grande portal da vida e estaremos incorporando, em nosso próprio espírito, a luz inextinguível da Gloriosa Imortalidade.

                                        Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Jovens difíceis

Terás talvez contigo jovens difíceis para instalar convenientemente na vida.
Inquestionavelmente é preciso apoiá-los quanto se nos faça possível. Capacitemo-nos, porém, de que ampará-los não será traçar-lhes a obrigação de copiar-nos os tipos de felicidade ou vivência.
Claro que não nos compete o direito de abandoná-los a si próprios quando ainda inexperientes. Entretanto, isso não significa devamos destruir-lhes a vocação, furtando-lhes a autenticidade em que se lhes caracteriza a existência.
Sonharemos para nossos filhos, no Mundo, invejável destaque nas profissões liberais com primorosas titulações acadêmicas, mas é provável hajam renascido conosco para os serviços da gleba, aspirando a adquirir duros calos nas mãos a fim de se realizarem na elevação que demandam.
De outras vezes ideamos para eles a formação do lar em que nos premiem o anseio de possuir respeitavéis descendentes. No entanto, é possível estejam conosco para longas experiências em condições de celibato, carregando problemas e provas que lhes dizem respeito ao burilamento espiritual.
Às vezes gritamos revoltados contra eles, exigindo nos adotem o modo de ser. Freqüentemente, porém, se isso acontece, acabamos por perdê-los em mãos que lhes deslustram os sentimentos ou lhes estragam a vida, quando não os empurramos, inconscientemente, para furna dos tóxicos ou para os despenhadeiros do desequilíbrio mental com que se matriculam nos manicômios.
Compadece-te dos filhos que parecem diferentes de ti.
Aceita-os como são e auxilia a cada um deles na integração com o trabalho em que se façam dignos da vida que vieram viver.
Ampara-os sem imposição e sem violência.
Antes de te surgirem à frente por filhos de teu amor, são filhos de Deus, cujo Amor Infinito vela em nós e por nós.
Ainda mesmo quando evidenciem características inquietantes, abençoa-os e orienta-os, quanto possível, a fim de que se mantenham por esteios vivos de rendimento do bem no Bem Comum.
E mesmo quando não te possam compartilhar do teto e se te afastem da companhia, a pretexto de independência, abençoa-os mesmo assim, compreendendo que todos nós, desde que nos vinculemos à ordem e ao trabalho no dever que nos compete, sem prejudicar a ninguém, desfrutamos por Lei Divina o privilégio de descobrir qual é para nós o melhor caminho de agir e servir, viver e sobreviver.

                                            Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Deus sabe

Deus conhece, em verdade,
todos os sofredores.
Não acuses ninguém
Pela dor que há nas ruas.
Não agraves a luta
Das crianças sem lar.
Não faças julgamento
De supostos culpados.
O que o céu quer saber
ë o que fazes no bem.
Não condenes, ampara,
Deus acredita em ti.

                                         Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Oração da Migalha

Senhor!
Quando alguém estiver em oração, referindo-se à caridade, faze que esse alguém me recorde, para que consiga igualmente ajudar em teu nome.
Quantas criaturas me fitam indiferentes, e quantas me abandonam por lixo imprestável!...
Dizem que sou moeda insignificante, sem utilidade para ninguém; contudo, desejo transformar-me na gota de remédio para a criança doente. Atiram-me à distância, quando surjo na forma do pedaço que sobra à mesa; no entanto, aspiro a fazer ainda, a alegria dos que choram de fome. Muita gente considera que sou trapo velho para o esfregão, mas anseio agasalhar os que atravessam a noite de pele ao vento... Outros alegam que sou resto de prato para a calha do esgoto, mas, encontrando mãos fraternas que me auxiliem, poso converter-me na sopa generosa, para alimento e consolo dos que jazem sozinhos, no catre do infortúnio, refletindo na morte.
Afirmam que sou apenas migalha, e por isso, me desprezam... Talvez não saibam que, certa vez, quando quiseste falar em amor, narraste a história de uma dracma perdida e, reportando-te ao reino de Deus, tomaste uma semente de mostarda por base de seu destino.
Faze, Senhor, que os homens me aproveitem nas obras do Bem Eterno!...
E, para que me compreendam a capacidade de trabalhar, dize-lhes que, um dia, estivemos juntos em Jerusalém, no templo de Salomão, entre a riqueza dos poderosos e as jóias faiscantes do santuário, e conta-lhes que me viste e me abençoastes, nos dedos mirrados de pobre viúva na feição de um vintém.

                                            Meimei
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Dentro da luta

"Não peço para que os tires do mundo, mas que os livres do mal."- Jesus. (João, 17:15).

Não peças o afastamento da tua dor.
Roga forças para suportá-la, com serenidade e heroísmo, a fim de que não percas as vantagens do contacto.
Não solicites o desaparecimento das pedras de teu caminho.
Insiste na recepção de pensamentos que te ajudem a aproveitá-las.
Não exijas a expulsão do adversário.
Pede recursos para a elevação de ti mesmo, a fim de que lhe transformes os sentimentos.
Não supliques a extinção das dificuldades.
Procura meios de superá-las, assimilando-lhes as lições.
Nada existe sem razão de ser.
A Sabedoria do Senhor não deixa margem à inutilidade.
O sofrimento tem a sua função preciosa nos planos da alma, tanto quanto a tempestade tem o seu lugar importante na economia da natureza física.
A árvore, desde o nascimento, cresce e produz, vencendo resistências.
O corpo da criatura se desenvolve entre perigos de variada espécie.
Aceitemos o nosso dia de serviço, onde e como determine a Vontade Sábia do Senhor.
Apresentando os discípulos ao Pai Celestial, disse o Mestre: "Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal".
A Terra tem a sua missão e a sua grandeza: libertemo-nos do mal que opera em nós próprios e receber-lhe-emos o amparo sublime, convertendo-nos junto dela em agentes vivos do Abençoado Reino de deus.

                                           Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Tolerância em família

Suporta com serenidade e carinho o parente enfermo ou difícil. Através dele é que a sabedoria dos Céus te ensina a compreender e a perdoar.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Prova de amor

Num sonho que mais se definia por belo encontro espiritual, o aprendiz se reconheceu à frente de nobre mentor da Vida Maior, sequioso de ensinamentos, perguntou:
- Instrutor, qual a mais alta demonstração de amor a Jesus que nos seja possível realizar, diante dos outros? O orientador refletiu, por alguns momentos e respondeu:
-Filho, a mais alta mostra de dedicação ao Divino Mestre é amar a alguém que tudo terá feito na vida para não merece-lo.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Os três crivos

... Certa feita, um homem esbaforido achegou-se a Sócrates e sussurou-lhe aos ouvidos: - Escuta, na condição de teu amigo, tenho alguma coisa muito grave para dizer-te, em particular...
- Espera!... – ajuntou o sábio prudente. Já passaste o que vais me dizer pelos três crivos?
- Três crivos? – perguntou o visitante, espantado.
- Sim, meu caro amigo, três crivos. Observemos se tua confidência passou por eles. O primeiro é o crivo da verdade. Guardas absoluta certeza, quanto aquilo que pretendes comunicar?
- Bem, ponderou o interlocutor, - assegurar mesmo, não posso... Mas ouvi dizer e... então...
- Exato. Decerto peneiraste o assunto pelo segundo crivo, o da bondade. Ainda que não seja real o que julga saber, será pelo menos bom o que queres me contar?
- Hesitando, o homem replicou:
- Isso não... Muito pelo contrário...
- Ah! – tornou o sábio – então recorramos ao terceiro crivo, o da utilidade, e notemos o proveito do que tanto te aflige.
- Útil ?!... – aduziu o visitante ainda agitado.
- Útil não é...
- Bem – rematou o filósofo num sorriso, - se o que tens a confiar não é verdadeiro, nem bom, e nem útil, esqueçamos o problema e não te preocupes com ele, já que nada valem casos sem edificação para nós...
Aí está, meu amigo, a lição de Sócrates, em questões de maledicência.

                                         Irmão X
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


No serviço assistencial

Desista de brandir o açoite da condenação sobre aspectos da vida alheia.
Esqueça o azedume da ingratidão em defesa da própria paz.
Não pretenda refazer radicalmente a experiência do próximo a pretexto de auxiliá-lo.
Remova as condições de vida e os objetos de uso pessoal, capazes de ambientar a humilhação indireta.
Evite categorizar os menos felizes à conta de proscritos à fatalidade do sofrimento.
Não espere entendimento e ponderação do estômago vazio.
Aceite de boamente os pequeninos favores com que alguém procure retribuir-lhe os sinais de fraternidade e as lembranças singelas.
Seja pródigo em atenções para com o amigo em prova maior que a sua, desfazendo aparentes barreiras que possam surgir entre ele e você.
Conserve invariável clima de confiança e alegria ao contato dos companheiros.
Não recuse doar afeto, comunicabilidade e doçura, na certeza de que a violência é inconciliável com a benção da simpatia.
Sustente pontualidade em seus compromissos e jamais demonstre impaciência ou irritação.
Dispense intermediários nas tarefas mais simples e cumpra o que prometer.
Mantenha uniformidade de gentileza em qualquer parte, com todas as criaturas.
Recorde que o auxílio inclui bondade e humildade, lhaneza e solidariedade para ser não somente alegria e reconforto naquele que dá e naquele que recebe, mas também segurança e facilidade na senda de todos.

                                          André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Educação

Educa o terreno e terás pão farto. Educa o minério e obterás a utilidade de alto preço.
Educa a argila e plasmarás o vaso nobre.

Educa a inteligência e atingirás a sabedoria.
Educa as mãos e acentuarás a competência.
Educa a palavra e colherás simpatia e cooperação.
Educa o pensamento e conquistarás a ti mesmo.

Sem o alfabeto anoitece o espírito.
Sem o livro falece a cultura.
Sem o mérito da lição a vida seria animalidade.
Sem a experiência e a abnegação dos que ensinam, o homem não romperia as faixas da infância.

Em toda parte, vemos a ação da Providência Divina, no aprimoramento da Alma Humana.

Aqui é o amor que edifica.
Além, é o trabalho que aperfeiçoa.
Mais adiante é a dor que regenera.

Meus amigos, a Terra é nossa escola milenária e sublime.
Jesus é o Nosso Divino Mestre.
O espiritismo sobretudo, é obra de educação.
Façamos da educação com o Cristo, o culto de nossa vida, para que a nossa vida possa educar-se e educar com o Senhor, hoje e sempre.

                                        Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Apoio

Não alegues defeitos deixando de servir.
Nem percas vida e tempo fitando os próprios males.
Remédio em teu remédio é o bem que distribuas.
Esquece-te e confia, serviço é cura e paz.
Cada rosa no barro é uma explosão de luz.
Quando te falte forças, Deus te sustentará.

                                          Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Passado e reencarnação

Reencarnação por socorro
Apaga culpas e penas,
Pode amanhã ser teu filho
Aquele que mais condenas.

                                      Benigna da Cunha

Princípio que não se esquece
Nos Estatutos do Bem:
Quem não quer honrar os pais,
Não sabe honrar ninguém.

                                        Jaks Aboab

Somas de treva e pesar,
Eis as vinganças que vi;
Não adianta odiar,
Reencarnação vem aí.

                                          Silveira Carvalho
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Meu amigo muita paz

A assistência social é a fraternidade em ação. Sem ela, indiscutivelmente, os nossos mais preciosos arrazoados verbalísticos não passariam de belos mostruários sonoros.
É necessário teorizar com o exemplo, se desejarmos argumentar com segurança, no campo de nossas realizações.
Se é verdade que as obras sem ideal, são primorosas esculturas da arte humana, sem o calor da vida; a fé sem obras, segundo já nos asseverava a palavra apostólica, há quase dois mil anos, não passa de um cadáver bem adornado.
A escola, a maternidade, a creche, o hospital, o refúgio de esperança aos viajantes da amargura, o albegue, o posto de socorro, a visitação fraterna aos doentes e aos necessitados, a palestra amiga e confortadora, a casa de desobsessão, o auxílio de emergência aos companheiros de angústia, o amparo aos irmãos presidiários, a cooperação metódica nos centros especializados de tratamento, quais sejam os sanatórios, os hospitais e leprosários, a contribuição desinteressada, enfim, a dor de todos os matizes e de todas as procedências, desafiam a nossa capacidade de imaginar, organizar e fazer, a fim de que possamos monumentalizar a nossa Doutrina de Amor e Luz no mundo vivo dos corações.
Trabalhemos, auxiliando-nos uns aos outros. Somos associados de uma só empresa de redenção, usando o sentimento, o raciocínio, as mãos, a palavra, a tribuna, a imprensa e o livro para o mesmo glorioso desiderato.
Conscientes, pois, de nossas responsabilidades, marchemos para diante, sob a inspiração do Cristo, Nosso Senhor e Mestre, entrelaçando braços e corações na mesma vibração de serviço e sublimação.
Hoje é o nosso dia. Agora é o momento. A luta é a nossa oportunidade. Ajudar é a honra que nos compete.
Sigamos, assim, destemerosos e firmes na certeza de que o Senhor permanece conosco e, indubitavelmente, alcançaremos, amanhã, a alegria e a paz do mundo melhor.

Mensagem dirigida a José Gonçalves Pereira e que deu origem a construção da Casa Transitória Fabiano de Cristo.

                                           Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Ver e ouvir

A visão e a audição devem ser educadas, tanto quanto as palavras e as maneiras.
Em visita ao lar de alguém, aprendamos a agradecer o carinho do acolhimento sem nos determos em possíveis desarranjos do ambiente.
Se ouvimos alguma frase imperfeitamente burilada na voz de pessoa amiga, apreciemos a intenção e o sentimento, na elevação em que se articula, sem anotar-lhe o desalinho gramatical.
Veja com bondade e ouça com lógica.
Saibamos ver os quadros que nos cercam, sejam eles, quais forem, sem sombra de malícia a tisnar-nos o pensamento.
Registrando anedotas inconvenientes, em torno de acontecimentos e pessoas, tenhamos suficiente coragem de acomodá-las no arquivo do silêncio.
Toda a impressão negativa ou maldosa que se transmite aos amigos , em forma de confidência, é o mesmo que propinar-lhes veneno através dos ouvidos.
Em qualquer circunstâncias é preciso não esquecer que podemos ver e ouvir para compreender e auxiliar.

                                            André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Resposta de Mãe

Minha Mãe, onde está Deus?
Ora esta, minha filha,
Deus está na luz que brilha
Sobre a Terra, pelos Céus.

Permanece na alvorada,
No vento que embala os ninhos,
No canto dos passarinhos,
Na meiga rosa orvalhada.

Respira na água cantante
Da fonte que se desata,
No luar de leite e prata,
Está na estrada distante...

Vive no vale e na serra,
Onde mais? como explicar-te?
Deus existe em toda parte,
Em todo lugar da Terra...

Ó mamãe! como senti-lo.
Bondoso, sublime e forte?
Será preciso que a morte
Nos conduza ao céu tranquilo?

Não, filhinha! ouve a lição,
Guarda a fé com que te falo,
Só podemos encontrá-lo
No templo do coração.

                                          João de Deus
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Cada dia

Em tempo algum, não digas
que não podes ser útil.

Faze de cada dia
um poema de fé.

Podes ser esperança
dos que jazem na angústia.

Uma frase de luz
ergue os irmãos caidos.

Terás, quando quiseres
a prece que abençoa.

Para espalhar o bem,
basta o apoio de Deus.

                                          Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Câmbio Divino

Acusações injustas alvejam-te o caminho?
Não forneças recibo a lodo que te lancem.
Continua fazendo todo o bem que puderes.
Ninguém melhor que o tempo responde aos detratores.
O solo troca o estrume por braçadas de rosas.
Dar o bem pelo mal é do câmbio de Deus.

                                          Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


O mais importante

Provavelmente você estará atravessando longa faixa de provações em que o ânimo quase que se abate.
Crises e problemas apareceram.
Entretanto, paz e libertação, esperança e alegria dependem de sua própria atitude.
Se veio a colher ofensa ou menosprezo, você mesmo pode ser o perdão e a tolerância doando aos agressores o passaporte para o conhecimento deles próprios.
Se dificuldades lhe contrariaram a expectativa de auto-realização, nesse ou naquele sentido, a sua paciência lhe fará ver os pontos fracos que precisa anular, a fim de atingir a concretização dos seus planos em momento mais oportuno.
Se alguém lhe impôs decepções, o seu entendimento fraterno observará que isso é uma benção da vida, imunizando-lhe o espírito contra a aquisição de pesados e amargos compromissos futuros.
Se experimenta obstáculos na própria sustentação, o seu devotamento ao trabalho lhe conferirá melhoria de competência e a melhoria de competência lhe alterará o nível de compensações e recursos.
Se você está doente, é a sua serenidade com a sua cooperação que se fará base essencial de auxílio aos médicos e companheiros que lhe promovem a cura.
Se sofre a incompreensão de pessoas queridas, é a sua bondade com o seu desprendimento que se lhe transformará em arrimo para que os entes amados retornem ao seu mundo afetivo.
Evite as complicações de rebeldia e inconformidade, ódio e inveja, egoísmo e desespero que apenas engrossarão o seu somatório de angústia.
Mudanças, aflições, anseios, lutas, desilusões e conflitos sempre existiram no caminho da evolução; por isso mesmo, o mais importante não é aquilo que aconteça e sim o seu modo de reagir.

                                       André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Vidas sucessivas

"Não te maravilhes de ter haver dito:
Necessário vos é nascer de novo."

A palavra de Jesus a Nicodemos foi suficientemente clara.
Desviá-la para interpretações descabidas pode ser compreensível no sacerdócio organizado, atento às injuções da luta humana, mas nunca nos espíritos amantes da verdade legítima.
A reencarnação é lei universal.
Sem ela, a existência terrena representaria turbilhão de desordem e injustiça; à luz de seus esclarecimentos, entendemos todos os fenômenos dolorosos do caminho.
O homem ainda não percebeu toda a extensão da misericórdia divina, nos processos de resgate e reajustamento.
Entre homens, o criminoso é enviado às penas cruéis, seja pela condenação à morte ou aos sofrimentos prolongados.
A Providência, todavia, corrige, amando... Não encaminha os reús a prisões infectas e úmidas.
Determina somente que os comparsas de dramas nefastos troquem a vestimenta carnal e voltem ao palco da atividade humana, de modo a se redimirem, uns à frente dos outros.
Para a Sabedoria Magnânima nem sempre o que errou é um celerado, como nem sempre a vítima é pura e sincera. Deus não vê apenas a maldade que surge a superfície do escândalo; conhece o mecanismo sombrio de todas as circusntâncias que provocaram um crime.
O algoz integral como a vítima integral são deconhecidas do homem; o Pai, contudo, identifica as necessidades de seus filhos e reúne-os, periodicamente, pelos laços do sangue ou na rede dos compromissos edificantes, a fim de que aprendam a lei de amor, entre as dificuldades e as dores do destino, com a benção de temporário esquecimento.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Muitos te esperam

Sofres e choras?
Não desanimes e segue adiante.
Encontrarás à frente aqueles que atravessam dificuldades maiores.
A tua dor será talvez a luz de experiência para clarear as veredas dos que jazem nas trevas e o teu sorriso será uma benção de esperança para aqueles outros que até hoje ainda não tiveram qualquer migalha de alegria de viver.

                                           Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Pagamento

Se te encontras agora, no templo doméstico, diante de alguém que te injúria as aspirações, envenenando-te as horas, recorre ao silêncio da prece e roga ao Senhor te arme o coração de humildade, porque no desafeto que a natureza te impõe, na forma de um ser querido, volta o ponto difícil de nosso próprio passado, requisitando nossa renunciação no presente, a fim de que se transforme em benção de amor, adornado-nos de paz a rota para o futuro.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Êxito

Não busques êxito e lucro
Nos negócios da existência
Sem notar nos companheiros.
Limpeza de consciência.

                                        Cornélio Pires
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Amor

Entre pessoas sadias,
O amor pede tempo e dose:
Entretanto, sem medida,
Vira caso de esclerose.

                                        Cornélio Pires
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Perante a reencarnação

Não perderás tempo, reclamando contra a vida.
Na hipótese de que te empenhes realmente pela aquisição do conhecimento espírita, reflete na lei da reencarnação.
És um espírito eterno envergando temporária forma física, à maneira de um servidor vestindo uniforme de trabalho, francamente deteriorável e passageiro.
Observa os próprios hábitos e tendências e perceberás o que foste nas existências passadas.
Analisa os que te rodeiam, no círculo doméstico-social e identificarás com quem te comprometeste para sanar os próprios débitos ou traçar a própria senda de elevação.
Estuda o quadro que te emoldura as atividades e anotarás de que ponto deves partir em demanda à melhoria.
Sobretudo, é preciso ponderar que se ninguém nasce para o mal, muito menos renascerá para reconstruí-lo ou reafirmá-lo.
Um aluno repete o currículo de lições no objeto de ganhar a frente, não para acomodar-se à retaguarda.
Convence-te de que retornamos à Terra com o fim de ampliar os valores do bem, cada vez mais.
Indispensável corrigir-nos naquilo que erramos.
Replantar dignamente a leira do destino que relegamos outrora ao relaxamento.
Levantar aqueles que impelimos à queda.
Amar os que aborrecemos.
Acender alegria nos corações que encharcamos de lágrimas.
Estás hoje no lugar e na posição em que podes claramente doar à vida, na pessoa dos outros, tudo aquilo que és capaz de sentir, pensar falar ou fazer de melhor.

                                           Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Curso de Paz

Tantos cursos de formação cultural enriquecem o mundo!...
Sempre nobre o anseio de conquistar esse ou aquele título de competência.
Entretanto, abençoada seja a criatura que aprende a viver satisfeita, buscando melhorar-se com paciência para que os outros vivam em paz.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Como tratar a criança no regime habitual de educação?

Vemos que a natureza não dispensa a disciplina em momento algum.
Se quisermos um jardim ou se esperamos rendimento mais amplo de um pomar, cogitamos de geometria, irrigação, apoio e preparação; em vista disso, acreditamos que a criança não prescinde de educação através de muito amor, aliado à disciplina, reconhecendo-se que no período da infância estamos vindo ou retornando do Mundo espiritual com as nossas próprias necessidades de aperfeiçoamento.
Este é um ponto de vista do Espiritismo Cristão; na condição de criança, procedemos do Mais Além, com certos obstáculos de ordem espiritual.
Se não encontrarmos criaturas que nos concedam amor e segurança, paz e ordem, será muito difícil o proveito da nova reencarnação que estamos encetando.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Benefício

Ante a causa do bem, não temas empeçilhos. Pelo mal faze o bem e ajuda sem prender-te. Pode auxiliar, é um prémio que reténs. Não peças gratidão a quem beneficies. A arvoré não come os frutos que produz. Se já queres servir, rende graças a Deus.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Corações

Aprendemos a compreender para sermos compreendidos.
Se encontras alguém na estrada que te pareça na capa de inimigo ou na máscara de ofensor, silencia e não condenes.
Convençamo-nos de que não existem corações de mármore e sim corações retalhados de dor.

                                             Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


O Herói

Afrontando o aguilhão torvo e escarninho
De sarcasmos e anseios tentadores,
Ei-lo que passa sob as grandes dores,
Na grade estreita do terrestre ninho.

Relegado às agruras do caminho,
Segue ao peso de estranhos amargores,
Acendendo celestes resplendores,
Atormentado, exânime, sozinho...

Anjo em grilhões da carne, errante e aflito,
Traz consigo os luzeiros do infinito,
Por mais que a sombra acuse, geme e brade!...

E, servindo no escuro sorvedouro,
Abre ao mundo infeliz as portas de ouro
Para o banquete da imortalidade.

                                        Cruz e Souza
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Norma de Luz

Deus nos ampara, a fim de que amparemos aos mais necessitados que nós mesmos.
Ajuda-nos para que ajudemos.
Sustenta-nos a fé, para que apoiemos os irmãos que vacilam.
Releva-nos as faltas, de maneira a relevarmos as faltas dos outros.
Socorre-nos em nossas necessidades de modo a socorrermos as necessidades alheias.
Guarda-nos a fortaleza de ânimo, a fim de que possamos fortalecer os companheiros mais fracos do que nós.
Educa-nos para que saibamos educar.
Em suma, esta é a norma de luz da providência Divina, " auxilia e serás auxiliado".

                             Bezerra de Menezes
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Amparo à criança

Se nos propomos a edificar o futuro com o Cristo de Deus é necessário auxiliar a criança.
Se desejamos solucionar os problemas do mundo, de maneira definitiva, é indispensável ajudar a criança.
Se buscamos sustentar a dignidade humana, abolindo a perturbação e imunizando o povo contra as calamidades da delinqüência, é preciso proteger a criança.
Se anelamos a construção da Era Nova, na qual as criaturas entrelacem as mãos na verdadeira fraternidade, em bases de serviço e sublimação espiritual, é imprescindível socorrer a criança.
Entretanto convenhamos que os grandes malfeitores da Terra, os fazedores de guerras e os verdugos da nações; via-de-regra, foram crianças primorosamente resguardadas contra quaisquer privações na infância.
E ainda hoje os jovens transviados habitualmente procedem de climas domésticos em que a abastança material não lhes prporcionou ensejo a qualquer disciplina, pelo conforto excessivo. Urge, pois, não só amparar a criança, mas educar a criança e induzí-la ao esforço de construção do mundo Melhor.

                                            Batuíra
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Com todo amor

Era sim. Eu era a teimosia em pessoa.
Lembra-se, Mãezinha, de quando me ocultava para fugir de você?
Escutava seus gritos, suas palavras ternas: - "Venha cá, Mamãe está chamando..."
Ouvia tudo e arrancava-me para longe.
E quando me achava de novo em casa era bastante que o seu olhar indagador me fitasse para que me pusesse a agredir: - "Você, Mamãe, não me entende... Nunca entendeu... Nada. Quero viver minha vida que é diferente da sua. Deixe-me em paz..."
Percebia que os seus olhos se erguiam para mim, molhados de lágrimas que não chegavam a cair, sem qualquer palavra de reprovação ou de queixa.
Hoje que a experiência me renovou, creio que o seu silêncio devia ser uma conversa com Deus a meu respeito, que eu não procurava nem queria compreender.
Agora, porém, anseio confessar que todas as minhas frases tocadas de aspereza e de ingratidão eram mentira pura.
Porque passaria tanto tempo sem que eu lhe dissesse isto?
Em verdade, nunca encontrei um amor igual ao seu.
A vida nos separou com a rudeza da tesoura que corta um ramo florido da árvore em que nasceu. Qual sucede à flor arrebatada aos braços da fronde, muitos disseram que eu ia para a festa...
Entretanto, de todas as festas a que o mundo me conduziu, sempre me retirei com mais sede da sua ternura, da sua ternura transitoriamente perdida. Seu amor está em meu coração, como a vida que se entranha em minhalama. Seus gestos de carinho permaneceram comigo como estrelas no céu noturno.
Perdoe-me pelas cruzes de aflição que dependurei no seu peito, mas ouça, Mãezinha!... Deus não permitirá que o seu sacrifício tenha sifo em vão.
Venho beijar-lhe os cabelos que a prata do tempo começou a enfeitar de luz e, ao rever-me no espelho cristalino do seu olhar, observo quanto mudei!...
Ampara-me, não me abandone!... E se posso pedir alguma coisa com o pranto de meu reconhecimento, rogo incline os ouvidos para os meus lábios. Anseio revelar um segredo... Unicamente entre nós. Você e eu...
Isto agora é tudo quanto quero falar:
- Você, Mamãe, sempre me compreendeu... Sei agora que nunca nos separamos. Abrace-me... Está sentindo? Meu coração está pulsando pelo seu coração... Abrace-me... Mais ainda!... Tenho fome do seu amor... Abençoe-me, ensine-me a conversar com Deus e deixe que eu diga que nunca serei feliz se você.

                                          Maria Dolores
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Em favor do Mundo

Antes que o olhar se nos fixe nos mundos brilhantes, que evoluem mais alto no campo da Universalidade Divina, lembra a Terra amororsa que te acolhe e bendiz.
Repara a gleba em que te encontras.
Espinheiros e flores se misturam.
Pedra e lama impedem a sementeira digna em vastas regiões que se fazem inóspitas
Vermes e plantas venenosas perturbam grandes linhas da paisagem.
Esta é a casa de trabalho em que o Senhor te situou.
Faze alguma coisa por melhorá-la, embelezá-la ou engrandecê-la.
Auxilia ao trabalhador na conservação do bom ânimo.
Ajuda o enfermo a restaurar-se.
Ampara as sementes ocultas do bem.
Inspira a coragem aos que fraquejam.
Acende alguma luz para as sombras.
Amassa o pão do reconforto para quem te reclama o concurso fraterno.
Produze a gota de remédio que regenera o doente.
Defende a fonte cristalina.
Planta uma árvore valiosa no caminho em que transistas ou faze um vaso humilde florir à porta do lar e estarás enriquecendo o berço em que nascestes, elevando a existência, a favor daqueles que virão depois de teus passos.
Quem não valoriza a candeia próxima, deficilmente entenderia a glória da estrela distante.
Quem despreza o alfabeto não atinge a ciência.
É preciso começar com o bem e persistir com ele se desejamos a perfeição.
Cada qual, porém, avança na senda que lhe é própria.
Ninguém caminhará para a frente sobre o alheio esforço.
Antes de pretendermos o ingresso nos mundos venturosos e redimidos, salvemos o chão em que nos firmamos, construindo o mundo mais feliz de amanhã pela melhoria de nós mesmos.
Não vale contemplar sem agir, nem sonhar sem fazer.

                                         Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Rogativa da juventude

Reparaste-me os erros, no entanto, peço me mostres o caminho para que eu venha a trilhá-lo.
Acordei para o bem, sonhando servi-lo com fidelidade e pureza, contudo, numerosos quadros da vida anuviaram-me o coração.
Segui amigos que me traçaram rotas de luz, enredando-se nas armadilhas da sombra.
Induziram-me à abnegação e ao desprendimento, disputando as posses da Terra.
Aconselhavam-me a ajuda sem recompensa, agarrando-se ao próprio interesse.
Chamavam-me à humildade, exaltando a si mesmo.
Quantos falaram de tolerância e de paciência!
Trazidos, porém, à hora do sacrifício derramavam azedume e pessimismo como se trouxessem no peito um vaso de fogo e fel.
Por isso, muitas vezes, tenho a desorientação instalada em minhalma.
Sei que meus modos te ferem, que as minhas palavras te afligem... Ainda assim, perdoa-me para que te possa compreender.
Não te busco a proteção como quem reclama.
Rogo-te auxílio moral, por amor do Cristo, que morreu na cruz para que entendêssemos a verdade.
Todavia, não me fales apenas.
Ensiná-me como devo fazer.

                                             autor
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Cada Dia

Em tempo algum, não digas que não pode ser útil.
Faze de cada dia um poema de fé.
Podes ser a esperança dos que jazem na angústia.
Uma frase de luz ergue os irmãos caídos.
Terás, quando quiseres, a prece que abençoa.
Para espalhar o bem, basta o apoio de Deus.

                                         Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Câmbio Divino

Acusações injustas alvejam-te o caminho? Não forneças recibo a lodo que te lancem.
Continua fazendo todo o bem que puderes.
Ninguém melhor que o tempo responde aos detratores.
O solo troca o estrume por braçadas de rosas.
Dar o bem pelo mal é do câmbio de Deus.

                                           Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Lei do Trabalho

O verme aduba.
A terra acalenta.
O orvalho protege.
O vento renova.
A semente produz.
O arado sulca.
A enxada coopera.
O tronco ampara.
A flor embalsama.
O fruto alimenta.
A pedra segura.
A fonte enriquece.
O fio agasalha.
A agulha compõe.
A estrada aproxima.
O sinal informa.
A ponte reúne.
A pena grava.
O martelo afeiçoa.
O serrote corrige.
O teto recolhe.
A mesa atende.
O vaso auxilia.
A lâmpada clareia.
O leito socorre.
A própria chama condicionada é a benção da lareira doméstica e a gota de veneno, controlada a rigor, é remédio que cura.
Repare, desse modo, a lei do trabalho e a disciplina, funcionando junto de ti, através de fatos e coisas, aparentemente sem importância.

Tudo age.
Tudo obedece.
Tudo evolui.
Tudo responde.
Tudo serve.

E, sabendo que cada criatura deve ser útil, conforme as faculdades de que disponha, observa o que fazes com o tesouro das horas, porquanto o tempo chamado de "hoje", é recurso em teu favor, na contabilidade da vida, marcando-te acerto de contas para amanhã.

                                            Emmanuel
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Receita contra o egoísmo

1 - Procure esquecer o lado escuro da personalidade do próximo.
2 - Aprenda a ouvir com calma os longos apontamentos do seu irmão, sem o impulso de interromper-lhe a palavra.
3 - Olvide (esqueça) a ilusão de que seus parentes são as melhores pessoas do mundo e de que a sua casa deve merecer privilégios especiais.
4 - Não dispute a paternidade das idéias proveitosas, ainda mesmo que hajam atravessado o seu pensamento, de vez que a autori de todos os serviços de elevação pertence, em seus alicerces, a Jesus nosso Mestre e Senhor.
5 - Não cultive referencias à sua própria pessoa, para que a vaidade não faça ninho em seu coração.
6 - Escute com serenidade e silêncio, as observações ásperas ou amargas dos seus superiores hierarquicos e auxilie, com calma e bondade, aos companheiros ou subalternos, quando estiverem tocados pela nuvem da perturbação.
7 - Receba com carinho as pessoas neurastenicas ou desarvoradas, vacinando o seu fígado e a sua cabça contra a intemperança mental.
8 - Abandone toda espécie de crítica, compreendendo que voce poderia estar no banco da reprovação.
9 - Habitue-se a respeitar as criaturas que adotem pontos de vista diferentes dos seus e que elegeram um genero de feliciade diversa da sua, para viverem na Terra com o necessário equilíbrio.
10 - Use a caridade em sua própria casa, ajudando, em primeiro lugar, aos seus próprios familiares através do rigoroso desempenho de suas obrigações para que você esteja realmente habilitado a servir ao Mundo e a Humanidade, hoje e sempre.

                                             André Luiz
Médium: Francisco Cândido Xavier

Voltar para o início da página.


Prece de Cáritas

Deus, nosso Pai, que sois todo Poder e Bondade, dai força aquele que passa pela provação, dai luz aquele que procura a verdade; ponde no coração do homem a compaixão e a caridade!

Deus, dai ao viajor a estrela guia, ao aflito a consolação, ao doente o repouso.

Pai, dai ao culpado o arrependimento, ao espírito a verdade, à criança o guia, ao órfão o pai!
Senhor, que a Vossa Bondade se estenda sobre tudo o que criastes.
Piedade, Senhor, para aqueles que vos não conhecem, esperança para aqueles que sofrem. Que a Vossa Bondade permita aos espíritos consoladores derramarem, por toda a parte, a paz, a esperança e a fé.

Deus! Um raio, uma faísca do Vosso Amor pode abrasar a Terra; deixai-nos beber nas fontes dessa bondade fecunda e infinita, e todas as lágrimas secarão, todas as dores se acalmarão.

E um só coração, um só pensamento subirá até Vós, como um grito de reconhecimento e de amor.
Como Moisés sobre a montanha, nós Vos esperamos com os braços abertos, Ó Poder!, Ó Beleza!, Ó Perfeição!, e queremos de alguma sorte merecer a Vossa Divina Misericórdia.

Deus, dai-nos a força para ajudar o progresso, a fim de subirmos até Vós; dai-nos a caridade pura, dai-nos a fé e a razão; dai-nos a simplicidade, que fará de nossas almas, o espelho onde se refletirá a Vossa Santa e Divina Imagem.

Voltar para o início da página.


Sanctify Yourself.
06/11/2010.

Voltar